Outras Redação Empregador Web

Como calcular o tempo que falta para você se aposentar

Com a Reforma da Previdência, o cálculo para aposentadoria muda. Saiba como calcular o tempo que falta para você se aposentar, aqui neste artigo.

As regras de transição, tempo de contribuição da Previdência Social e idade mínima para se aposentar, tiveram mudanças realizadas com a implementação da Reforma, desde janeiro de 2020.

O trabalhador precisa ter em mente quais foram essas alterações, para que possam realizar o cálculo da aposentadoria INSS. Com as novas regras oficiais, há quatro regras que precisam ser cumpridas pelos contribuintes para que recebam a concessão do benefício.

Para realizar o cálculo do tempo que falta para se aposentar é preciso conhecer quais são as regras de transição e o que mudou com a Reforma da Previdência.

Como calcular aposentadoria?

Para realizar o cálculo da sua aposentadoria por idade ou tempo de contribuição, de acordo com as novas regras da Reforma da Previdência, basta acessar o site do INSS, informar seus dados pessoais e realizar o mesmo no simulador do site. 

Regras de transição da Reforma da Previdência

Aposentadoria por idade e tempo de contribuição

De acordo com a Reforma, pessoas que já estavam próximas de receber sua aposentadoria antes da mudança, poderão se aposentar sem seguir os novos critérios de idade mínima. Ou seja, as mudanças serão aplicadas apenas a trabalhadores que não iriam se aposentar por idade mínima, mas sim por tempo de contribuição.

No caso, é importante atingir o tempo de contribuição de 35 anos para homens e 30 anos para mulheres, a fim de conseguir a concessão do benefício no momento de transição. Sendo esses, os períodos mínimos de pagamento INSS.

Após aprovação e vigor da Reforma da Previdência, a idade mínima será de 61 anos para homens e 56 para mulheres, subindo meio ponto todos os anos.

Antiga regra 86/96 passa a ser 100/105

A regra de 86/96 também sofre alterações, atualmente, ela era realizada para atingir o valor integral da aposentadoria INSS. Se a mulher completasse os 86 pontos necessários, ao somar o tempo de contribuição e idade, ela receberia o valor integral. O mesmo serve para os homens, o qual deveria atingir a pontuação 96. No entanto, a pontuação após a Reforma passa a ser 100/105, 100 para mulheres e 105 para homens, como mencionado, subindo meio ponto a cada ano de contribuição.

Regra de transição para quem está próximo de se aposentar

Para quem falta dois anos para receber a aposentadoria por tempo de contribuição, de acordo com a legislação anterior a Reforma da Previdência, pode escolher se aposentar sem o critério de idade mínima, desde que cumpra com o pedágio de 50% sobre o tempo que falta.

No entanto, há a opção de se aposentar com a idade mínima, que no caso, como o tempo de contribuição está próximo, os homens poderiam se aposentar com 60 e as mulheres com 57 anos. Assim, pode receber a aposentadoria integral, desde que tenha pago pedágio de 100%, por exemplo, se faltar um ano para receber o benefício, deverá pagar 2 anos de contribuição.

Aposentadoria para mulheres

Outra regra é a transição da aposentadoria por idade para mulheres, a qual a idade mínima aumenta de 60 para 62 anos. Como essa é uma regra de transição na concessão do benefício por idade, não há exigência em relação ao tempo de 30 contribuições.

Avatar
Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.