Feedback: saiba quais são os tipos e qual o melhor para cada situação

Para motivar funcionários, combater o absenteísmo, melhorar clima organizacional, aumentar produtividade e buscar por excelência no ambiente de trabalho muitas ferramentas e metodologias são importantes, dentre elas a comunicação.

A comunicação organizacional é crucial para o bom funcionamento dos trabalhos e exige planejamento, clareza e abertura entre todos os membros da empresa.

E, uma das formas de colocar todos esses aspectos em prática é fornecendo feedback e criando essa cultura de direcionamento dentro do ambiente de trabalho. Você sabe quais são os tipos de feedbacks possíveis de serem utilizados? Confira!

O que é feedback?

O feedback dentro de uma empresa é um retorno sobre o desempenho de um profissional, seja ele negativo ou positivo. Ele é utilizado para melhor desenvolver os colaboradores, devendo ser utilizado para enaltecer as qualidades e apontar o que deve ser corrigido.

Essa ação de comunicar os colaboradores sobre o desenvolvimento e de dar espaços para que a empresa também receba comentários é essencial para a construção da relação entre profissional x organização.

Existem diferentes tipos de feedbacks, que podem ser utilizados em diferentes momentos.

Feedback formal x informal

Não existe certo ou errado sobre o feedback formal ou informal e eles dizem sobre como a empresa se organiza para repassar esse tipo de comunicação.

O feedback formal pode vir através de reuniões em que são apresentados todos os pontos necessários ou documentos formais para esse apontamento. Geralmente, o feedback formal é dado com maiores intervalos de tempo e são agendados, sendo uma avaliação mais completa sobre as atividades.

Já o feedback informal é aquele que ocorre no dia a dia e rotina do trabalho, com retornos frequentes sobre o que está sendo desenvolvido no momento.

Os dois são muito importantes e devem ser avaliados para que as melhorias sejam realizadas sempre que apontadas e propostas.

Feedback positivo

Esse é aquele retorno que todos os profissionais gostam de receber e, evidentemente, é o mais fácil de ser dado. Ele deve ser utilizado quando existem bom desempenho no trabalho, inovações e retornos positivos vindo dos funcionários.

É importante quebrar a máxima de que o funcionário “fez a sua obrigação”. Elogiar e reconhecer o mérito faz toda a diferença para que o trabalho siga e evolua com grande excelência.

A carência desse tipo de feedback pode gerar desmotivação, insegurança e turnover de funcionários.

Feedback construtivo

Nem sempre os feedbacks são apenas positivos, e esses são chamados de construtivos. Esse tipo de retorno serve para sinalizar ao colaborador o que precisa ser melhorado em algum aspecto da sua rotina de trabalho.

Nesse caso, são apresentados os bons resultados, porém, também são salientados os pontos negativos e que precisam de maior atenção.

Diferente do anterior, mais do que parabenizar, ele indica formas de aperfeiçoamento e mudanças que são esperadas pela empresa.

Feedback corretivo

Também chamado de feedback negativo, esse é aquele que tem o objetivo de corrigir uma ação ou conduta errada. Nesse caso, não é apenas sobre apontar itens que podem ser melhorados, mas sim ações que são urgentes a mudança.

Entenda que não se trata de uma conversa punitiva ou que deve impor medo sobre os colaboradores, mas deve ser utilizado com seriedade para demonstrar ao colaborador a postura que é esperada dele em seu trabalho.

Esse feedback é o mais difícil de ser dado, mas sem dúvida é um dos mais importantes para que o colaborador tenha chance de rever suas atitudes e remodelar suas ações dentro do ambiente.

O feedback corretivo deve ser dado, sempre que possível, presencialmente e em particular. Expor tais comentários na frente de colegas de trabalho podem ser constrangedor e desmotivador para o funcionário.

O feedback, independente de qual seja o seu tipo, deve ser utilizado dentro das empresas. Elogiar é importante, assim como apontar erros e necessidades de melhorias Implementar essa cultura faz todo sentido para que ele seja recebido de forma sábia e leve e não tenha o teor de broncas ou xingamentos vindo dos superiores.

Dar e receber retorno é fundamental para que as expectativas sejam alinhadas e para que o trabalho siga sempre em busca de excelência e os objetivos sejam alcançados em conjunto.

Você costuma dar ou receber feedbacks em seu ambiente? Aproveite que agora você sabe mais sobre ele e reveja os momentos em que você está dando esse retorno!

Deixe Seu Comentário Agora!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.