5 empresas que cresceram durante a pandemia

Sabe que os momentos de crise, tensão e, até digamos de dificuldades que podemos ter as melhores ideias? Verdade. Isso é um dado científico. Os grandes compositores musicais encontram sua inspiração em momentos de tristeza, por exemplo. Transportando para a questão de negócios, não é diferente. Muitas vezes ocorre que, com os desafios, encontramos soluções de sucesso. 

Um ótimo exemplo foi (e ainda está sendo) a pandemia. Situação que mudou o comportamento, os planos, os trabalhos, as vidas de muitos. Momento de transformação. E, o ato de se reinventar, para muitos, veio à tona. Inclusive para as grandes e conhecidas empresas. A crise afetou a elas também. O tempo de novas possibilidades foi enxergado pela crise. Novas visões de mercado surgiram.

Conheça as áreas de negócios que mais tiveram em ascensão no ano pandêmico de 2020

Amazon e Magalu: e-commerces em alto crescimento

A pandemia provocou um grande e significativo crescimento na participação do comércio eletrônico no total das vendas do varejo, no principal mercado consumidor do País. Os e-commerces, entre Janeiro e Junho deste ano, só no Estado de São Paulo passou de 2,9% para 3,7%, de acordo com um estudo da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomércio).

A empresa norte-americana varejista Amazon, durante pandemia, teve o maior trimestre de vendas online de todos os tempos. Seu capital aumentou US$ 401,1 bilhões (cerca de R$ 2,4 trilhões). Enquanto imperavam as restrições de saídas de casa, a Amazon foi fonte para muitas pessoas adquirirem bens indispensáveis para sobreviver. 

Na linha dos e-commerces, o aplicativo Magalu, do comércio varejista das lojas físicas do Magazine Luiza, atingiu números intrigantes. No mês de Maio/2020, em meio à pandemia e, com 600 das 1.120 lojas fechadas, a Magalu vendeu 45% mais do que no mesmo mês, em 2019. Em reais, entre Janeiro e Março, as vendas totais do Magalu atingiram 7,7 bilhões de reais. O sucesso do app – uma das maiores plataformas digitais do varejo brasileiro – se atribui a vários fatores, porém um dos mais importantes é a postura da gestora Luiza Helena Trajano, junto a profissionais adequados, no que diz respeito a modernização do app.

Acelerou a implantação do “ship from store”, uma central para suportar o crescimento das vendas online. Mais de 600 lojas entregam diretamente ao consumidor. Com os investimentos em logística, tecnologia e à expansão das lojas físicas, 64% das entregas do trimestre foram realizadas em até 48 horas.

Plataforma de pagamentos online

Hábitos mudaram com o distanciamento social e a adoção das medidas de higiene foram necessárias para prevenir a contaminação pelo novo coronavírus. Isso fez com que muitas empresas adotassem os meios digitais como forma de pagamento.

De acordo com pesquisa realizada pelo Capterra (empresa que atua no mercado online como intermediário entre compradores e vendedores) houve um aumento de 32% no volume de pagamentos digitais desde o início da pandemia. O levantamento mostra ainda que, entre os consumidores que possuem carteira digital instalada, 96% pretendem continuar com a tecnologia, após o término da crise sanitária, confirmando a consolidação deste meio de pagamento.

A PayPal, plataforma de pagamentos se destacou, ganhando 7,4 milhões de novos usuários registrados em Abril/2020. Ela é a pioneira dos pagamentos online e, ganhou maior relevância durante a pandemia, graças aos novos recursos criados para que os vendedores possam gerir seus pagamentos sem que os clientes entrem em lojas físicas.

Lembrando que o PayPal permite fazer transações para qualquer lugar do mundo sem dificuldade. O usuário mantém determinado saldo na carteira, facilitando o rastreio e o monitoramento de todas as transações por meio do serviço. O principal diferencial é a segurança. O aplicativo tem proteção por tecnologia de criptografia, protegendo as transações contra fraudes e clonagens.

Franquias de sucesso

A área de franquias é bem ampla e pode atender às expectativas de muitos autônomos. Elas variam de nichos, bem como de preços. Em tempos de pandemia, muitas delas ofertaram valores bem convidativos para terem destaque e, com isso, obtiveram ainda mais seguidores.

E funcionou bem. Exemplos como Gigatron – empresa fornecedora de softwares especializados – apesar de ser nova no mercado das franquias (desde 2012), se tornou referência. Como muitos negócios decidiram incluir a opção de delivery, a empresa teve crescimento significativo e, os valores de investimento para franqueados estão entre R$ 2 mil e R$ 10 mil.

Ceofood, aplicativo de entregas. Conecta bares, restaurantes, farmácia, pet shop, supermercados e outros lojistas, com seus clientes. Em tempos de pandemia, demonstrou preparo, agilidade e praticidade. Possui mais 320 franquias em todo País e, na pandemia esse número teve um aumento significativo.

Uma empresa de sucesso precisa de um bom gestor e de organização

E já sabe, para todo e qualquer negócio ter suas contas em dia é primordial. Planilhas de custos, de planejamento, montar uma agenda para pagar suas contas online, precificar seus produtos de forma coerente, ter um bom e saudável relacionamento com seus clientes e fornecedores. Tudo isso faz parte da boa gestão e do bom funcionamento de uma empresa.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.