Como calcular o FGTS?

Já parou para pensar em como calcular o FGTS? Há diversas formas de se realizar esse calculo e chegar ao mesmo resultado.

Na internet, você também consegue encontrar alguns simuladores de cálculos, contudo, nem todos são efetivos.

Mas para que você não tenha que ficar na dependência de encontrar um, é mais fácil aprender a calcular você mesmo.

Contudo, no post de hoje iremos ensinar uma forma bem simples para estar realizando o calculo do valor a ser descontado mensalmente em cima do seu salário.

Então, vem agora com a gente e aprenda mais sobre o Fundo de garantia

O que é Fundo de Garantia?

Popularmente conhecido por sua sigla FGTS, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço possui a função e objetivo principal a proteção ao trabalhador que é demitido sem justa causa.

No caso de trabalhadores formais, 8% de seu salário bruto é descontado e enviado para uma poupança particular. Já no caso de jovens aprendizes, o valor dessa alíquota que o governo estipula cai para somente 2%.

Qual o funcionamento do FGTS?

Este benefício tão querido pelos trabalhadores formais brasileiros funciona como se fosse uma espécie de poupança forçada.

No caso, essa poupança fica retira nas contas da Caixa Econômica Federal até que possa ser liberada de acordo com suas regras impostas pelo governo.

As possibilidades de movimentação são mínimas, justamente para que a pessoa não fique contanto com esse dinheiro armazenado para seus planos.

Contudo, é preciso saber que anualmente, o valor total ali depositado passa por ajustes que chegam a até 3% ao ano.

Como calcular o FGTS?

Para saber como calcular o FGTS, basta ter em mãos o valor do seu salário bruto e saber qual a alíquota padrão a ser considerada de acordo com as regras do governo.

Para trabalhadores formais, o valor da alíquota a ser considerada é de 8% em cima do valor do salário bruto.

Então, no caso de um funcionário que tenha um salário bruto no valor de R$ 2.500,00 teremos o seguinte cálculo:

Salário bruto x 8% = valor do FGTS a ser depositado

R$ 2.500,00 x 8% = R$ 200,00

Logo, percebe-se que o valor do Fundo de Garantia a ser depositado mensalmente é de R$ 200,00.

Mas também é necessário entender como calcular os casos em que há além do salário fixo, o recebimento de comissões fixas ou variáveis.

Para este tipo de cálculo, basta somar um ao outro para se obter o valor do salário bruto.

Então, se uma pessoa ganha R$ 3.000,00 de salário fixo e mais uma comissão de R$ 300,00, teremos:

R$ 3.000,00 + R$ 300,00 = R$ 3.300,00

Aplicando na formula inicial, teremos:

Salário bruto x 8% = valor do FGTS a ser depositado

R$ 3.300,00 x 8% = R$ 264,00

Contudo, que é jovem aprendiz, como dito no início, a alíquota recolhida pelo governo é de apenas 2% em cima do salário bruto. Com essas informações, teremos de recolhimento do FGTS para um salário de R$ 1.000,00:

Salário bruto x 2% = valor do FGTS a ser depositado

R$ 1.00,00 x 2% = R$ 20,00

Quais são os fatores que alteram o valor do FGTS recebido mês a mês?

Como visto na seção anterior, é importante reforçar que o valor final a ser depositado mensalmente do Fundo de Garantia pode sobre algumas alterações.

Então, para isso, é preciso saber quais são os fatores que alteram o valor na hora de como calcular o FGTS recebido mês após mês.

Dessa forma, para te auxiliar nessa jornada, separamos aqui uma lista de fatores que podem rescindir perante as seguintes situações influenciadoras, veja elas:

  • 13º salário;
  • Abonos (com exceção do abono de férias);
  • Avisos prévios tanto o indenizado como o trabalhado;
  • Comissões;
  • Gorjetas;
  • Salários;
  • Valores adicionais;
  • Entre vários outros;

Dessa forma, é de suma importância evidenciar que hoje as consultas referentes ao seu extrato do FGTS possuem fácil acesso através do site e também pelo app Caixa Tem.

Assim, uma das principais vantagens dessas ferramentas é que através do seu computador, celular e ou tablet, você pode estar realizar consultas sem sair da sua casa.

Basta ter um desses dispositivos com acesso a internet e um cadastro simples de fazer que pode ser feito em ambas as ocasiões.

No caso do app, há disponibilidade gratuita para sistemas Android, iOS e Windows.

Quem possui direito ao saque do Fundo de Garantia?

Além dos trabalhadores que são demitidos sem justa causa e que atuam perante o regime da CLT, há outras regras para o Fundo de garantia também ser liberado. Veja os principais deles a seguir:

  • Atletas profissionais;
  • Empregados domésticos;
  • Funcionários intermitentes;
  • Funcionários temporários;
  • Menores aprendizes;
  • Trabalhadores avulsos; e
  • Trabalhadores rurais.
Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.