Como dar entrada no FGTS

Para aqueles que foram demitidos sem justa causa é preciso dar entrada no FGTS. Você sabe como fazer esse procedimento e quem precisa realizar?

O Fundo de Garantia é visto como um dos principais benefícios para o trabalhador brasileiro.

Com ele há diversas vantagens e formas de utilização, o que facilita até a aquisição de habitação e também para quitação de algumas parcelas que estão dentro das regras.

Então, para você que quer saber como dar entrada no FGTS, não pode deixar esse post de fora.

Vem agora com a gente conhecer mais sobre esse benefício e aprenda maiores informações sobre como quem direito, as regras de saque e entenda melhor sobre o aplicativo da caixa Tem, que é utilizado para realizar diversas movimentações do Fundo de Garantia.

Conheça todas essas informações no post a seguir.

O que é o FGTS?

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) foi criado pelo governo a fim de ser uma ferramenta para facilitar a vida do trabalhador caso ele venha a ser demitido sem justa causa.

Como uma medida preventiva ao financeiro do trabalhador, é descontado mensalmente 8% do valor bruto do salário do trabalhador formal.

Este valor é depositado pela empresa contratada todo inicio de mês na conta do trabalhador.

Anualmente, a somatória desses depósitos corresponde ao 14º salário. Contudo, além de poder ser sacado após uma demissão sem justa causa, há outras situações em que a regra de saque também permite.

Dessa forma, além de formar um patrimônio para o cliente ao longo do tempo de trabalho, o cliente também pode desfrutar das vantagens desse benefício perante a lei.

Não é à toa que ele é tão importante para a vida de qualquer trabalhador brasileiro, mesmo sendo uma poupança forçada.

Quem tem direito ao FGTS?

Tem direito ao Fundo de Garantia todo trabalhador que trabalhou com registro em carteira, ou seja, dentro das conformidades da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Além dessas pessoas, também estão inclusos dentro da lista de autorizados a terem direito ao benefício do FGTS:

  • Atletas profissionais;
  • Empregados domésticos;
  • Safreiros, ou seja, operários rurais que trabalham apenas no período de colheita;
  • Trabalhadores avulsos;
  • Trabalhadores intermitentes;
  • Trabalhadores rurais;
  • Trabalhadores temporários.

Regras para sacar o FGTS após uma demissão

O fundo de Garantia, como dito anteriormente, só pode ser sacado por pessoas que tenha sido demitida sem justa causa.

Contudo, há outras modalidades de demissão que também se enquadram, como os casos de:

  • Demissão por falência de empresa;
  • Demissão por culpa recíproca;
  • Demissão por culpa do empregador.

Contudo, é preciso ressaltar que quem é optante pelo saque de aniversário ou foi demitido por justa causa o benefício do Fundo de Garantia não consegue realizar o saque do beneficio de apenas uma vez depois de dar entrada no FGTS.

Como dar entrada no FGTS

É preciso dizer que o trabalhador não precisa se preocupar com os processos burocráticos para dar entrada no FGTS.

Hoje em dia, por lei, é a empresa que já elaborar todos os documentos para que o funcionário demitido sem justa causa possa dar entrada.

Antigamente, era preciso levar uma carta até os locais autorizados pelo governo para poder realiza todo o processo.

Chegando lá, era preciso aguardar na fila a sua vez de ser atendido e este atendimento costumava demorar de 15 a 20 minutos por pessoa.

Hoje, se mostrando ainda mais concreto devido a pandemia para que não haja aglomerações nestes locais, a empresa realiza os trâmites tudo de forma digital junto a sua contadora através do sistema do governo para liberação do valor.

Até mesmo o seguro desemprego é realizado dessa forma.

E após a demissão assinada, o trabalhador tem até 5 dias úteis para estar aguardando o valor do FGTS ser liberado para realizar o saque. Contudo, o benefício fica disponível por até 30 dias.

E com a modernidade, você pode estar dando entrada no Fundo de Garantia de forma bem simples através do aplicativo do FGTS, mas também pode solicitar pessoalmente em uma agencia da caixa através do atendimento ou no caixa eletrônico.

Entenda mais sobre o aplicativo Caixa TEM

Este é o aplicativo que a Caixa Econômica Federal criou para facilitar a vida de seus clientes.

A fim de que eles não precisem ficar a todo momento indo resolver suas pendencias presencialmente ou por telefone, agora é possível resolver tudo através de um simples clique.

E o melhor de tudo, através do seu celular ou smartphone.

Dessa forma, você tem através dessa ferramenta a opção de ver seu saldo de FGTS, extrato por período e também por empresas trabalhados, rendimentos, juros e correção monetária e também é possível enviar os documentos necessários.

Deixe Seu Comentário Agora!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.