Como gastar da melhor forma seu décimo terceiro?

E mais um ano está finalizando. Ano difícil. Muita coisa mudou, aconteceu.  Porém, as despesas, gastos e, tudo que envolve suas finanças pessoais, precisam ser fechadas no azul. Se você trabalha por conta e, tem um rendimento mensal fixo, equilibrado, tudo certo. É só organizar para conseguir administrar suas despesas. 

Porém, se tem um trabalho fixo, CLT, com registro, sabe que tem o direito ao 13º salário, garantia que a lei brasileira confere ao trabalhador com registro profissional. E, esse salário, digamos “extra” tem algumas razões para existir e, dentre elas aquecer a economia no período do Natal e final de ano. Mas, será que essa é a hora de torrar o 13º? É importante lembrar que diversos outros gastos relacionados de fim de ano e início do ano seguinte, como IPVA, IPTU e Imposto de Renda, entre outros, podem precisar de uma atenção maior.

E, se ao longo do ano, com o fechamento dos meses, ficou alguma pendência? Essa seria a oportunidade de quitar ou amenizar algum valor excedente. Qual é a melhor estratégia para alinhar e direcionar o dinheiro do 13º, equilibrando a forma de gastá-lo? Algumas dicas que podem auxiliar nesse momento.

Ter critério com a quantidade e o destino dos gastos na época mais cara do ano

Sem enfiar o pé na jaca, sabemos que essa época do ano é difícil priorizar os gastos. Ainda mais por ser um mês com data comercial, o Natal e, também, de um possível planejamento de férias, com viagem, por exemplo. Para isso, pode se organizar com o gasto de um cartão de crédito. Com ele, mesmo parcelando algo, você pode direcionar o 13º para algo mais urgente e, em algo que ficará para o próximo ano, pode lançar mão do dinheiro de plástico. E que tal unir uma coisa com a outra? De repente presentear seus amigos e familiares no final do ano e, viajar?

Existem opções de cartão de crédito que podem ser utilizadas de forma contemplativa, em ambos os casos. O cartão que o Mercado Livre oferece, além de facilitar várias operações financeiras, não tem custo de anuidade e, proporciona o parcelamento em até 15 vezes de compras no próprio e-commerce. Pode optar pelas compras de fim de ano, fazendo uma planilha, por exemplo, com presentes mais gerais ao invés de individuais.

Pagar algumas contas à vista pode eliminar dores de cabeça futuras

Muitas lojas, prestadores de serviços e instituições financeiras, a título de faturarem mais, oferecem descontos bem interessantes para pagamentos à vista, tanto em cartão de débito quanto em dinheiro. E essa dica é especialmente importante no final do ano. Reservar uma quantia para esse fim pode ser algo financeiramente vantajoso.

Direcionar o 13º salário para um possível investimento para garantir lucro no futuro

Se estiver com tudo planejado, equilibrado e pode direcionar seu salário extra para aplicações ou algum outro tipo de investimento pode ser uma alternativa interessante. Porém, ele pode também ser poupado e transformado em um fundo de emergência para situações inesperadas.

Calcular o valor do 13º salário: estratégia para não gastar mais do que deve

Talvez seja a dica mais importante a se levar em conta: saber que sobre o valor do 13º salário incidem descontos como Imposto de Renda e INSS. Tendo tudo na ponta do lápis, saberá exatamente qual o valor que poderá contar.

Se tiver dívidas de cartão de crédito, por exemplo, direcione o 13º para quitá-las

Sabe que uma dívida de faturas em atraso e acúmulo de juros pode colocar uma pessoa em desequilíbrio financeiro, prejudicando a saúde mental. E, por mais que essa situação pareça sem solução, o 13º salário talvez seja justamente o alívio financeiro para quitar essas dívidas. É melhor quitar as pendências do que lidar com juros de cartão em época de festas natalinas.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.