Como ver o saldo do FGTS

O saldo do FGTS é um valor referente a uma poupança obrigatória que a própria empresa contratante realiza para funcionário sempre quando contratado para um emprego formal, ou seja, com vínculo CLT.

De forma geral a todos os empregados, é descontado 8% em cima do valor bruto do salário para ser depositado nessa conta.

Já para quem possui contrato como jovem aprendiz, a porcentagem é menor. Isso porque seu salário também é menor. Dessa forma, apenas 2% do valor do salário é depositado.

Contudo, também é tido como um 14º salário na vida dos profissionais formais. Isso porque a soma dos valores depositados ao longo dos 12 meses, equivale a um salário mensal.

Preparado para entender melhor sobre como ver o saldo do FGTS, um benefício do trabalhador formal brasileiro que possui diversas vantagens?

Então vem agora conhecer os meios de consulta e qual documentação é necessária para ver o seu saldo do FGTS.

Dessa forma, você terá acesso a uma visão ampliada sobre o valor disponível geral ou, ainda, filtrar pelo histórico de cada empresa trabalhada. Confira isso e muito mais no post de hoje.

Onde consultar meu saldo FGTS

Se você já trabalhou ao menos uma vez na vida como um trabalhador formal, ou seja, através do contrato de Consolidação das Leis do Trabalho (regime CLT), é de obrigatoriedade que você tenha uma conta poupança referente ao seu FGTS.

Contudo, é possível realizar a consulta sempre que precisar sobre o andamento de sua conta e, consequentemente, o saldo de seu FGTS através de simples meios de comunicação.

E através desta simples consulta, você ainda pode ficar a par do seu total de rendimentos. Seja ele de forma geral, ou ainda filtrado por empresa trabalhada.

Dessa forma, será possível analisar mês a mês dessa sua poupança,

Os juros de rendimento da conta também podem ser consultados através do saldo do FGTS.

Contudo, hoje há disponível 3 formas para realizar a consulta de seu saldo, podendo ser realizada tanto pessoalmente quanto online. Então, veja só as possibilidades:

  • Presencialmente através do atendimento em uma agência da Caixa Econômica Federal;
  • Através do portal da Caixa após realizar o seu cadastro pessoal;
  • Através do aplicativo disponibilizado para sistemas Android e iOS.

Dessa forma, após realizar o seu cadastro em um dos portais mencionados, você pode optar por passar a receber o extrato trimestral de seu extrato por e-mail ou por SMS em seu celular.

Documentos necessários para consulta ao saldo do FGTS

Para que você possa realizar a consulta de seu saldo do FGTS em uma das agencias da Caixa Econômica Federal é preciso ter em mãos alguns documentos de identificação.

Quando você realiza a consulta através do aplicativo da Caixa ou pelo site, você irá precisar dos documentos apenas no primeiro momento para cadastro de usuário na plataforma.

Então, para o seu primeiro acesso a consulta e em todas as vezes que precisar se direcionar até uma das agencias mais próxima de você, não deixe de levar seus documentos de identificação com foto.

Contudo, para que você possa realizar a consulta sobre o seu saldo do FGTS disponível em sua conta, é preciso ter em mãos, além de alguma identidade com foto os seguintes documentos:

  • CPF;
  • Carteira de Trabalho.

Caso você não esteja com esses documentos, você também pode utilizar como alternativa para consulta ao saldo do FGTS uma cópia de seu currículo tabulado com todas as datas de entrada nas empresas.

Quais são as vantagens do saldo do FGTS?

Trabalhar no regime CLT nas empresas possuem seus benefícios. Portanto, um deles é referente ao FGTS. Por conta de seu trabalho formal tanto durante sua jornada na empresa como também após sua demissão, o trabalhador ainda possui vantagens.

Lógico que para ele poder contar com esses benefícios após sua saída da empresa, a contratante deverá ter dispensado este funcionário sem justa causa.

Caso contrário, ele não poderá contar com os benefícios que o programa do FGTS oferece a funcionários dispensados sem justa causa.

Contudo, é importante lembrar que um dos benefícios ao ser mandado embora da empresa sem justa causa, é o fato do funcionário receber uma indenização no valor de 40% em cima do valor depositado para sua rescisão.

Por exemplo, se ele tiver R$ 5.000,00 em sua conta do FGTS, além desse valor depositado ele ainda irá receber mais R$ 2.000,00 de indenização.

Além disso, podemos citar também como uma outra vantagem do FGTS, a praticidade para aquisições de compra de imóveis. Assim, ele pode ser utilizado como forma de entrada de um financiamento, como também no meio dele para quitação periódica de parcelas em aberto.

E você? Conhece mais alguma vantagem e praticidade do FGTS? Então não deixa de contar para gente aqui nos comentários!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.