Qual a diferença entre trabalhar de carteira assinada e por contrato?

Os trabalhos por carteira assinada são acessíveis para qualquer pessoa física, e os trabalhos por contrato estão disponíveis somente para pessoas jurídicas.

É bastante comum ver empregos sendo ofertados com carteira assinada. E vem ficando cada vez mais comum essas vagas serem ofertadas por um contrato

Mas na verdade tem alguma diferença? Qual é mais vantajoso? Vamos ver aqui nesse artigo a diferença é peculiaridade de cada um deles.

Carteira assinada

Os empregos ofertados com carteira assinada na verdade também é um emprego por contrato, só que um contrato com regime de CLT que é a nossa Consolidação de Leis Trabalhistas. Trabalhar em um regime CLT tem suas vantagens.

Que é a garantia de um salário mínimo ou da categoria que é decidido por assembleia no sindicato uma vez por ano. Dentre outras garantias estão a do FGTS, férias remuneradas, décimo terceiro salário, multas de rescisão de contrato e aviso prévio.

Com isso o seu emprego é protegido dentro da CLT ou por outras leis do código de leis nacionais. Isso é vantajoso pois se por algum motivo o empregador precisar te demitir por algum momento você não ficará totalmente desamparado.

Mas todos os empregos de carteira assinada exigem um contrato. Nesse contrato tem todas as funções pertinente ao cargo que está sendo oferecido, salário, escala de trabalho, remunerações adicionais como adicional noturno, é porcentagem paga por hora extra trabalhada.

E existem diversos tipos de contratos para cada ocasião diferente.

Contrato por tempo determinado

Esse modelo de contrato de trabalho é quando se tem uma data prévia para encerrar, nesse caso o trabalhador não tem direito a seguro desemprego nem multa sobre o valor do FGTS e aviso prévio.

Contrato por tempo indeterminado

Esse contrato é o mais comum ficar estipulado somente uma data de início, esse contrato reserva os direitos trabalhistas tais como seguro desemprego, multas de 40% sobre o FGTS, aviso prévio e saque integral do FGTS caso não seja demitido por justa causa.

Contrato de trabalho temporário

Esse contrato é aquele que tem um prazo de início e fim diferente do por tempo determinado, a diferença é o tempo que se presta o serviço no caso desse aqui é por um período máximo de 6 meses para fazer tarefas de uma demanda sazonal.

Contrato eventual

São contratos de serviços eventuais que são realizados na empresa. Nos casos mais comuns são para jardineiros, pedreiros, pintor e etc.

Contrato de trabalho home office

Essa modalidade veio ficar mais comum recentemente, ela assegura os menos direitos do contrato por tempo indeterminado, porém na carteira de trabalho deve haver uma observação sobre esse modelo de trabalho.

Contrato de trabalho intermitente

Essa modalidade só começou a ser possível após a reforma trabalhista de 2017, não é muito comum, mas possibilita uma redução no salário no tempo de trabalho em dias ou horas por semana.

Contrato de trabalho parcial

Esse contrato permite a redução de horas trabalhadas por semana, porém assegura todos os direitos do contrato por tempo indeterminado.

Contrato de trabalho terceirizado

Esse contrato é assinado junto a empresa que presta o serviço, porém não há vínculos trabalhistas entre a empresa e o empregado.

Contrato de estágio

Esse modelo de contrato não tem vínculos trabalhistas entre trabalhador é empregado, é somente um termo de compromisso, porém somente que está cursando algum curso pode realizar esse tipo de contrato para adquirir experiência

Contrato de trainee

Serve para pessoas com idade entre 21 e 30 anos recém formados, para ganhar experiência na área de formação. Esse modelo de contrato pode durar de 6 meses a 4 anos.

Falamos um pouco de cada contrato com carteira assinada. Agora vamos falar um pouco sobre contrato sem carteira assinada.

Esse modelo de contrato é possível somente para pessoas jurídicas, apesar de não ser tão comum esse tipo de oferta de vagas que tem esse requisito vem crescendo de forma considerável principalmente em áreas profissionais que pagam salários altos.

É um contrato bem flexível que permite tudo o que for acordado entre a empresa e a pessoa que for prestar o serviço. Com tudo se entende que no contrato não pode haver nada que fere o código de leis nacional.

Esse contrato não te garante direitos trabalhistas, como aviso prévio, seguro desemprego e encargos de rescisão de contrato.

Então qual é o mais vantajoso?

Os dois tem suas vantagens e desvantagens é cada caso é um caso, vai ter propostas que o mais vantajoso será aceitar um contrato de trabalho.

Em outros casos será mais vantagem escolher por um contrato pessoa jurídica, talvez pelas vantagens existentes no contrato ou o valor do salário.

Lembrando que como um contrato para pessoa jurídica não tem vínculo trabalhista o direito a férias pode ser negado pela empresa contratante, é possível aumentos anuais de salário. Tudo deve ser averiguado com calma.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.