O que é previdência privada?

Você sabe o que é previdência privada? Este assunto se tornou ainda mais popular após a implementação da Reforma da Previdência em nosso país. Afinal, estas mudanças não só afetaram a economia brasileiro, como também a vida de milhões de trabalhadores.

Assim, a previdência privada que antes já era uma aplicação fundamental para a população, hoje ela é fundamental para que a sua aposentadoria pelo INSS possa ser complementada.

Pensando nisso, separamos aqui informações relevantes sobre o tema para que você possa compreender melhor sobre o que é previdência privada e tirar todas suas dúvidas sobre o assunto.

Então, veja a seguir maiores informações sobre o que é a previdência privada, qual o seu funcionamento, tipos de planos e saiba se vale ou não a pena investir nesse recurso.

O que é previdência privada

Para que você possa entender melhor, a previdência privada está atrelada aos termos de aposentadoria, disciplina financeira, planejamento e também ao futuro.

Além disso, este investimento também é bastante semelhante aos fundos de investimento. Afinal, ele também possui uma carteira de ativos, assim, são os gestores que realizam toda a gestão de taxas, recursos aplicados e também de impostos.

Contudo, a previdência privada possui regras, pois opera como uma forma de seguro para que a aposentadoria seja complementada.

Uma vantagem deste sistema de investimento é que você passa a disciplinar financeiramente, já que precisa reservar uma parte do seu dinheiro para este investimento todos os meses.

O principal objetivo da aposentadoria privada é a ideia de poupar no presente, para que no futuro você possa levar uma vida tranquila.

Funcionamento da previdência privada

Seu esquema de funcionamento é bem simples. Quando você faz a contratação deste plano, você passa a realizar aportes em seu investimento que podem ser pontuais ou programados.

Então, como esse dinheiro será utilizado apenas no futuro, em sua aposentadoria, você deve ver este investimento do tipo a longo prazo.

Assim que você se aposentar, você pode resgatar o dinheiro de 3 formas, sendo:

  • Receber o total em parcelas mensais durante um período determinado;
  • Receber parcelas mensais vitalícias; ou
  • Receber tudo em uma única parcela.

O que é previdência privada: tipos de planos

Agora que você já sabe o funcionamento e o que é previdência privada, chegou o momento de conhecer os seus tipos de planos.

Para que você possa escolher o melhor plano de previdência privada, é preciso selecionar as empresas que oferecem este tipo de serviço e também a sua credibilidade. Além disso, veja a sua eficiência na gestão destes recursos.

Então, no mercado há 2 tipos de planos: PGBL e o VGBL. Contudo, a escolha entre cada um deles, variará de acordo com cada perfil e objetivo do contratante.

Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL)

Neste tipo de plano, são abatidos até 12% de renda bruta, ou seja, para aqueles que realizam a declaração do seu imposto de renda completo. Contudo, a sua tributação ocorrerá no momento do resgate do dinheiro e sobre o valor do montante geral.

Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL)

Este tipo de plano é indicado para aqueles que possuem uma declaração do imposto de renda de forma simplificada ou que tenham sido tributados na fonte. Neste caso também, a sua tributação ocorre apenas sobre os rendimentos.

Vale a pena ter um plano de previdência privada?

Muitas pessoas têm a visão de que os outros tipos de investimentos são melhores do que a previdência privada. Dessa forma, elas investem em ações, títulos e fundos de investimentos.

Contudo, para que você tenha realmente sucesso nesses outros tipos de investimento, é preciso que você tenha foco e muita disciplina financeira, para que no futuro, você tenha algum resguardo.

Já a aposentadoria privada, é o contrário. Você aprende a ter disciplina financeira desde já e somente após a aposentadoria que você conta com os frutos.

Assim, este tipo de investimento é enxergado como um seguro, como uma forma de assegurar que no futuro você estará com o valor necessário para ter uma vida sem problemas financeiros. Tudo isso através de uma vida inteira com disciplina e planejamento.

Além disso, você também conta com o abatimento que pode chegar a até 12% da renda bruta anual referente à declaração do imposto de renda.

Uma outra grande vantagem deste tipo de sistema também, é a escolha livre do regime tributário, podendo ser:

  • regime progressivo de tributação: de 15% a 27,5% retido na fonte
  • regime regressivo de tributação: com redução de 35% para 10%, variando conforme o tempo de aplicação do dinheiro.

Por fim, também pode-se lembrar que este tipo de plano possui portabilidade, não entra no inventário e nem está sujeito ao imposto sobre a herança.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.