Como faço para abrir um MEI?

Ultimamente o termo MEI se tornou bastante popular quando o assunto é trabalho. É muito comum ouvir de algumas pessoas “como faço para abrir um MEI?”. Porém, antes de mais nada, vamos entender do que se trata o MEI.

O Microempreendedor individual (MEI), é o modelo simples de uma empresa que foi feito para diminuir o mercado de trabalhadores sem registro. O MEI foi estabelecido pela Lei Complementar nº 128/2008, e só começou a ser usado no dia 1° de julho de 2009.

Hoje em dia ele é usado pelos trabalhadores que decidem seguir com as suas próprias atividades. Ou seja, é uma função muito usada por pintores, comerciantes, cabeleireiros e outros profissionais que trabalham por conta própria.

São inúmeras vantagens que o MEI oferece. Com essa função, muitos desses trabalhadores começam a contar com os benefícios da previdência, como o auxílio-doença, auxílio-maternidade, e a aposentadoria.

Além de contarem com a possibilidade de emitir notas fiscais. Ele passa a ter acesso ao CNPJ também, e por isso muitos trabalhadores se interessam em abrir o MEI. Por isso, confira neste texto o que você deve fazer para abrir um MEI.

Como faço para abrir um MEI?

Depois de conhecer um pequeno resumo das vantagens e da história do MEI, você precisa saber se você se encaixa e se atuar como MEI vai ser produtivo para você. Caso seja, confira o nosso passo a passo.

É muito simples formalizar por completo o seu registro como MEI. Esse processo todo é completamente online e fácil, e basta utilizar apenas um site para fazer essa abertura. Siga os seguintes passos para ter sucesso

Confira se você atende às condições para se tornar um MEI:

Um dos principais passos para abrir um MEI é conferir se você atende aos requisitos básicos para conseguir ser incluído nesse grupo. As condições para isso são:

● Não participar de outra empresa como titular ou sócio

● Faturar no máximo R$ 81.000 por ano

● Estar dentro das atividades inclusas. É possível fazer o registro de uma ocupação central e até 15 como secundárias.

Agora, crie a sua conta Gov.br

Se você já conferiu e viu que atendia às condições para se abrir um MEI, agora você deve criar a sua conta no Gov;br. E o mais legal disso é que tudo pode ser feito rapidamente no Portal do Empreendedor.

Esse portal é o serviço para a formalização do MEI, e é lá que você consegue fazer tudo para a sua abertura de MEI. No portal, clique na opção “Quero ser”. Logo em seguida, clique em “Formaliza-se” ou em “Gov.br”.

Quando você faz o cadastro no Gov.br, a plataforma permite que você tenha acesso a diversos serviços digitais públicos sem ter que se deslocar a um órgão. Ou seja, diga adeus a filas, as impressões e autenticações de documentos. Realize tudo da sua casa.

Complete todo o seu cadastro no Portal do Empreendedor

Depois de criar a sua conta no Gov.Br, agora você precisa completar o seu cadastro no Portal do Empreendedor. Clique em “Formalize-se” e informe os dados de sua conta no Gov.br. Autorize o acesso aos dados pelo Portal do Empreendedor – Área do Usuário da Redesim.

Depois disso, você tem que preencher o número de um recibo de sua declaração do imposto de renda ou de título de eleitor, além do número do seu celular, onde você vai receber um código via SMS para confirmar.

Vale ressaltar que é pelo Portal do Empreendedor que você terá acesso a todos os detalhes de sua situação como MEI, então é necessário fazer isso com atenção.

Defina o nome fantasia e as atividades

Depois de tudo isso, agora você tem que informar o nome fantasia da sua empresa e escolher quais serão as atividades que você vai realizar pelo nome dela.

Além disso, você vai precisar informar onde vai atuar no trabalho. Ou seja, informe se vai trabalhar em casa, no endereço comercial, como um ambulante, de porta a porta ou pela internet, por exemplo.

Defina o endereço

Como apontamos, será preciso informar onde vai atuar. Caso você trabalhe em um escritório ou sala, deverá informar o CEP desse endereço comercial.

Porém, se for trabalhar em casa, o endereço e o CEP do seu local de residência deverá ser prestado. Portanto, não se esqueça de preencher tudo corretamente para não ter problemas futuros.

Emita o Certificado de Condição de Microempreendedor Individual (CCMEI)

Depois de ler atentamente e preencher tudo de forma correta, o empreendedor vai precisar selecionar todas as declarações que são obrigatórias para um MEI.

Vai ser emitido um Certificado de Condição de Microempreendedor Individual, mais conhecido como CCMEI. Esse certificado é o que comprova a verdadeira inscrição como MEI, possuindo um CNPJ e o número do registro da Junta Comercial.

Depois de passar por tudo isso, você nunca mais vai perguntar “como faço para abrir um MEI?” É tudo online e de forma simples, sem complicação para que você consiga trabalhar e garantir vantagens em relação à informalidade.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.