MEI: Saiba como obter empréstimo e microcrédito para a sua empresa

O MEI é uma das principais maneiras de se formalizar na atualidade. Esse formato permitiu que diversos empresários de serviços de contabilidade informais pudessem regularizar sua situação, sem precisar pagar as altas taxas de abertura de empresas convencionais.

O mundo tem passado por um processo conhecido como transformação digital, no qual uma série de avanços tecnológicos tornou-se parte do dia a dia das pessoas. Estes avanços têm facilitado diversas áreas, incluindo o empreendedorismo.

Isso porque empreender demanda atenção e recursos para conseguir lidar com uma série de detalhes importantes na criação de uma empresa, entretanto, o potencial de exploração no campo digital abriu portas para uma série de novas ações de desenho e melhoria de processos.

Hoje, não é necessário toda a infraestrutura de uma loja física para iniciar seu empreendimento, bastando um site de qualidade e o engajamento certo nas redes sociais para conseguir vender seu peixe com qualidade.

Por conta disso, o MEI, sigla para Microempreendedor Individual, acaba sendo uma importante forma de conquistar a regularização junto aos órgãos fiscais, uma vez que ele elimina uma série de impostos e taxas e permite que você consiga trabalhar com uma quantia módica.

O MEI é, como o próprio nome diz, um recurso individual. Ele é utilizado por pessoas autônomas e empresários que lidam com toda a empresa de consultoria fiscal e contábil sozinhos, com poucos recursos financeiros para conseguir otimizar suas ações.

Por conta disso, nem todas as companhias financeiras estão dispostas a oferecer linhas de crédito de qualidade para os MEI, uma vez que não há garantias mais fortes como em empresas tradicionais.

Isso não significa, entretanto, que estas empresas estão dispostas a perder os clientes. Existem diversas linhas do chamado microcrédito, um recurso de pequeno porte ideal para auxiliar o MEI em seus primeiros passos.

Tanto valores quanto parcelas e até mesmo taxas de juros são altamente variáveis, e vale a pena pesquisar antes de tomar uma decisão final, para que você consiga escolher a melhor forma de lidar com esse tipo de situação.

Além disso, é importante que você tenha algum conhecimento antes de ir a uma instituição financeira solicitar a linha de crédito para sua empresa de contabilidade para micro empresas. Não é incomum que as pessoas fiquem soterradas na burocracia necessária para aprovar valores, e saber lidar com isso é muito importante.

Opções de crédito para MEI

O capital inicial de uma empresa é um passo muito importante para seu funcionamento e sua qualidade. Por isso, obter uma linha razoável de crédito é muito importante tanto para manter seu negócio em atividade nos primeiros momentos quanto para alavancá-lo.

Isso porque o dinheiro emprestado de uma instituição para o MEI não deve ser usado para fins pessoais. O ideal é que você invista esse dinheiro na empresa, buscando maneiras de expandir seus negócios, como:

  • Atualização de equipamentos;
  • Compra de ativos;
  • Insumos para a produção;
  • Capital de giro.

Todos estes elementos são muito importantes para garantir resultados mais expressivos em um primeiro momento, permitindo que a companhia mantenha-se em atividade sem nenhum tipo de problema.

Embora seja a última opção, você pode até mesmo usar essa linha de credito empresarial para quitar contas que estejam em atraso, mas é importante ter atenção para evitar que esse processo se torne uma bola de neve e aumente sua dívida ainda mais.

As linhas de microcrédito são o principal meio de conseguir dinheiro rápido com o MEI.

Além disso, a maioria das instituições financeiras e bancos possuem opções desse tipo de crédito, e embora seja um valor menor que o de outros modelos empresariais, pode ser fundamental no início de sua jornada.

Além disso, a burocracia para o microcrédito é muito menor que a de outras opções, garantindo um retorno mais rápido do valor emprestado e possibilitando que você agilize esse tipo de situação.

Essa desburocratização se deve em grande parte ao baixo custo operacional dessas linhas. Por se tratar de um valor menor, o risco de inadimplência se torna menor também, o que agiliza todo o processo de liberação de dinheiro para um sistema de gestão de ativos.

Ainda assim, o MEI pode optar por outras formas de conseguir crédito junto a instituição financeira de sua preferência. Seja através de um cartão de crédito corporativo ou com investimentos, as possibilidades são inúmeras.

Conseguindo uma linha de crédito

Para que sua empresa comece a utilizar esse serviço, é preciso ter alguns pontos em mente. Estas ações são comuns e podem ser tomadas sempre que a empresa necessitar, abrindo novas portas e gerando oportunidades diferenciadas de negócios.

Ainda assim, é preciso ter em mente que cada companhia é única no mercado, e nem sempre a linha que serve uma empresa servirá para todas, ainda que você esteja lidando com companhias dentro do mesmo campo de atuação.

O ideal nestes casos é avaliar a realidade da empresa e optar pela melhor negociação, que interfira menos em seu limite de crédito conquistando os valores necessários para conseguir esse tipo de retorno em sua auditoria independente.

Valores de microcrédito

Os valores relacionados ao microcrédito variam muito de empresa para empresa, normalmente sendo calculados com base no investimento possível para que a empresa não tenha problemas em realizar os pagamentos.

Estes valores normalmente flutuam entre os cem reais e os vinte mil reais, dependendo do porte do MEI e da necessidade que o empresário possui para conseguir pedir esse valor, uma vez que isso identifica o quanto será liberado para ele.

Além disso, é importante ter em mente que o seu primeiro empréstimo em uma instituição financeira provavelmente será de limite baixo. Isso significa que você terá um valor abaixo do esperado, mas serve como uma forma de iniciar uma relação com o credor.

O pagamento em dia e a quitação do empréstimo mostra à instituição financeira que você está pronto para conseguir valores maiores, aumentando assim exponencialmente sua linha de crédito e garantindo uma oportunidade de pagamento muito maior para sua empresa.

Onde pedir?

Outro ponto importante na hora de selecionar o melhor crédito para seu MEI é saber onde solicitar o valor. Cada tipo de empresa possui uma série de elementos a serem levados em conta, e isso acaba sendo uma escolha subjetiva.

É considerada uma instituição regularizada qualquer tipo de banco, público ou privado, além de organizações sociais e até mesmo as cooperativas de microcrédito, o que amplia consideravelmente a gama de opções que você possui.

Os bancos públicos costumam ser os que oferecem as menores taxas de juros, e são ideais para empreendedores que não possuem muito capital para conseguir trabalhar corretamente. Entretanto, é preciso ter atenção na hora de negociar com estes bancos.

Normalmente, os bancos públicos são os mais burocráticos, o que pode se tornar um problema se a empresa precisar do valor rapidamente. Os programas do Governo Federal também se encaixam nesse tipo de trabalho.

As organizações filiadas ao Ministério do Trabalho são uma excelente opção para quem não se incomoda de pagar um pouco mais de taxa de juros, mas evita o transtorno e o trabalho com a burocracia dos bancos com o uso de um crédito factoring.

Estas empresas costumam ser muito mais fáceis de trabalhar, e são ideais para qualquer companhia que precisa de uma movimentação de capital rápida. Estas ações ajudam a ampliar as possibilidades de sua empresa.

Para conseguir encontrar as organizações de microcrédito, criou-se uma instituição conhecida como Abcred, ou Associação Brasileira de Entidades Operadoras de Microcrédito e Microfinanças. Trata-se de uma organização que vincula diversas empresas à sua listagem.

Optar por uma destas empresas pode ajudar a melhorar ainda mais o posicionamento de seu MEI no mercado, ampliando rapidamente suas linhas de crédito dentro desse tipo de funcionalidade.

Informações legais

Existe ainda a questão de diversos outros itens que são levados em conta, como a documentação exigida para esse tipo de operação, os limites de parcelas de crédito e as garantias para conseguir o valor necessário.

Normalmente, estas informações dependem da finalidade do microcrédito. Se você está buscando capital de giro, as regras não serão as mesmas de uma linha de crédito específica para infra-estrutura, e devem ser levadas em conta na hora de trabalhar esse capital.

Para contratar os serviços no banco, é interessante que o usuário possua pelo menos uma conta corrente na instituição escolhida, normalmente com pelo menos 3 meses de atividade. O mesmo não se aplica para as operadoras de crédito diretamente.

Considerações finais

O microcrédito pode ser um salvador para uma empresa que ainda está em seus estágios iniciais, e não vendeu o suficiente para se sentir confortável no mercado. Por conta disso, é importante saber os detalhes desse tipo de operação.

Assim, você estará preparado para aproveitar melhor seus recursos enquanto MEI, e garantir uma boa linha de crédito para suas necessidades iniciais.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.