Qual a vantagem de ser MEI?

Você sabe qual a vantagem de ser MEI? A categoria de microempreendedor individual foi criada em 2009 a fim de minimizar a quantidade de trabalhadores informais. Afinal, ao se tornar um MEI você possui uma série de benefícios como empresarial, podendo contar até mesmo com as vantagens do INSS, além de pagamento bem mais em conta dos tributos fiscais através de uma guia única de pagamento mensal.

Então, para que você conheça todas as vantagens e benefícios que envolvem a sua formalização como um microempreendedor, continue aqui com a gente e veja uma lista com esta resposta e outras informações referentes ao tema. Confira a seguir.

O que é MEI?

O Microempreendedor Individual é uma categoria empresarial criada em 2009 com o intuito de diminuir a quantidade de trabalhadores informais no país.

Ao se cadastrar neste tipo de empresa, você consegue fazer a sua abertura gratuitamente, sem a necessidade de contratar um contador e, ainda, pode fazer tudo online, sem processos burocráticos.

Assim, você pode contar com uma série de benefícios que esta categoria possui.

Contudo, para se tornar um MEI, é preciso estar enquadrado dentro das regras governamentais, sendo elas:

● A empresa não pode realizar atividades de intelecto;

● Ter CNAEs que realmente correspondam a sua atividade exercida;

● Não ultrapassar a renda bruta anual estipulada pelo governo de R$ 130.000,00;

● Possui no máximo dois empregados;

● Não ter vínculo como sócio, dono e ou administrador de outra empresa.

Qual a vantagem de ser MEI?

Ser MEI possui diversas vantagens. Não somente pela questão de ser uma empresa menos burocrática, mas também pelos benefícios que é possível ter. Portanto, veja a seguir uma lista de benefícios que você fica disposto ao se tornar um microempreendedor individual:

  • Acesso e direitos aos benefícios previdenciários como a aposentadoria, salário-maternidade, pensão por morte e auxílio-doença;
  • Autorização para a possibilidade de emissão de nota fiscal;
  • Acesso a produtos e serviços bancários, como a possibilidade de crédito, com condições especiais para Microempreendedor Individual;
  • Acesso a um modelo simplificado de tributação, além de contar com um valor mensal relativamente baixo e fixo referente aos tributos (INSS, ISS ou ICMS);
  • Realização da inscrição no CNPJ sem custo e sem burocracia;
  • Autorização para vender para o governo;
  • Contar com o acesso do apoio técnico do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Mas e as desvantagens? Tem alguma?

Assim como tudo na vida, se tornar um microempreendedor individual também pode ter as suas desvantagens. Então, veja a seguir quais são elas:

  • Limite de faturamento anual de R$ 130 mil;
  • Não ter vínculo com outra empresa sendo sócio, administrador ou dono;
  • Possibilidade de contratar no máximo dois funcionários; e
  • Impossibilidade de abrir filiais.

Assim, caso você veja a necessidade de ter que arcar com estas desvantagens que a categoria MEI não autoriza, saiba que será preciso que você contrate um contador para verificar qual a melhor opção de enquadro da sua empresa em outra categoria.

Como funciona ser um microempreendedor individual?

De maneira simplificada e resumida, a categoria empresarial de microempreendedor individual (MEI) é destinada aos empreendedores que trabalham por conta própria e desejam sair da informalidade.

Contudo, o seu faturamento anual não pode ser superior a R$ 130 mil.

O MEI possui a sua tributação baseada no regime do Simples Nacional, precisando pagar apenas um valor fixo por mês todo dia 20 através de uma guia única de pagamento, de acordo com o seu tipo de atividade. Além disso, ele possui isenção de tributos federais.

Veja a seguir os valores referentes ao tipo de atividade pago através do Documento de Arrecadação Simplificada (DAS):

Atividade como MEIINSS + ICMS ou ISSContribuição MEI para 2022
Comércio e indústria – ICMSR$ 60,60 + R$ 1,00R$ 61,60
Serviços – ISSR$ 60,60 + R$ 5,00R$ 65,60
Comércio, indústria e serviços – ICMS e ISSR$ 60,60 + R$ 1,00 + 5,00R$ 66,60

Lembrando que o valor referente ao INSS é calculado com base de 5% em cima do salário-mínimo. Logo, sempre que o valor do salário-mínimo é alterado, o valor do boleto da sua atividade exercida também muda. Neste ano, o valor do salário-mínimo calculado é de R$ 1.212,00.

Lembrando que é de responsabilidade do próprio MEI fazer a emissão do boleto de pagamento através do Portal do Empreendedor.

Então, caso você ainda tenha dúvidas sobre qual a vantagem de ser MEI, não deixe de comentar aqui no nosso post. Assim, podemos orientar você sobre como se tornar um. Mas, caso você tenha alguma experiência, compartilhe também com os outros leitores. Estamos aguardando a sua mensagem. Até a próxima!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.