Selic: entenda como o aumento da taxa impacta no consignado

O setor econômico, de uma forma geral, trabalha com um conjunto amplo de fatores, por meio de taxas e tributações, como a taxa Selic, por exemplo, que irão definir o ritmo das atividades comerciais a serem executadas dentro de um campo social.

A questão é que essa se trata de uma relação de dois lados. Pois da mesma maneira com que os índices econômicos são definidos pela situação sociopolítica de uma região, junto de outros fatores, esse campo social também depende da valorização da moeda local.

Uma codependência que é responsável pelos momentos que chamamos entre um mercado estar em alta ou passado por uma crise. Com essa relação sendo responsável por definir os níveis da valorização do dinheiro que circula no mercado e na sociedade.

Chegando assim ao momento visto como oportuno para a abertura de empresa MEI, ou qualquer que seja o seu plano acerca do seu empreendimento próprio. Sendo importante evitar um período de baixa econômica, no qual os negócios lutam para continuar abertos.

Tudo por causa da valorização do dinheiro corrente na sociedade, pois por mais que uma nota de R$ 50 continue a ser uma representação física do valor presente na cédula, a valorização do mesmo passa por outros conceitos, indo além das transações próximas.

Ditando então a quantidade de coisas que podem ser compradas com tal cédula, explicando assim o conceito e valorização do dinheiro, e de como é importante ter atenção às transações comerciais que ocorrem na sociedade.

Responsáveis por calcular o real valor das suas economias, estejam elas armazenadas em um colchão e uma conta poupança. A definir então qual é o índice concreto do seu espólio, a ser identificado dentro de uma avaliação patrimonial.

Sendo essa apenas um dos conceitos aos quais a taxa Selic é capaz de definir. O que faz com que seja tão importante conhecer a fundo como funciona essa taxa, importante para as atividades de mercado, assim como para as ações individuais de cada pessoa.

Para que serve a taxa Selic?

A taxa voltada ao Sistema Especial de Liquidação e Custódia, popularmente conhecida como Selic, se trata de um sistema estabelecido pelo Banco Central com o objetivo de controlar todas as transações econômicas a ocorrerem no país.

Passado pelas atividades bancárias e chegando até as taxas de juros aplicada no pagamento de sua fatura mensal do cartão de crédito, quando existe algum tipo de atraso no débito dessa conta em específico.

O que serve tanto para as atividades econômicas de uma pessoa física, como também para as relações interpares a serem administradas por uma empresa de segurança do trabalho, que deve lidar com seu público, fornecedores e parceiros comerciais.

Com a Selic servindo então como uma tabela padrão, nos quais uma série de movimentações financeiras devem seguir, como base para diversos tipos de operações econômicas a ocorrem no mercado ansiedade, como as taxas presentes em:

  • Empréstimos;
  • Financiamentos;
  • Transferências bancárias;
  • Juros no cartão de crédito.

Entre qualquer que seja uma atividade que pode resultar em algum tipo de valor para as entidades bancárias, para que as mesmas cobrem valores justos em cima de suas aplicações, sem prejudicar os clientes que recorrem a algum serviço financeiro.

Isso em uma relação que acaba por afetar também o preço dos produtos presentes nas prateleiras do supermercado, já que as empresas por trás dessas mercadorias também estão integradas à realidade econômica a definir todas as atividades no mercado.

E por se tratar de uma taxa que irá atuar na regularização constante do mercado, o seu valor também precisa ser modificado com essa mesma frequência. Sendo então definida a cada 45 dias pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

Órgão do Banco Central responsável por estudar a situação do mercado, trabalhando com a definição da Selic, em seu movimento de alta ou de baixa, e qual é o mais adequado para o momento.

Impactando em serviços diferentes, como em um escritório de consultoria de exportação, que trabalha com moedas de diferentes valores, por se tratar de um negócio de nível internacional. Ao atuar principalmente com o objetivo de regular todos os mercados.

Sendo importante observar essa mudança da taxa, entre um movimento de alta e de queda, de forma a definir quais são as melhores decisões a serem tomadas em relação aos cuidados com os seus investimentos, ou com as ações dos seus negócios.

As consequências da Selic em alta ou em baixa

A movimentação da Selic acompanha diretamente a situação econômica do país, tendo  o objetivo de regular as atividades financeiras a serem executadas no cenário nacional, e diante de um período de instabilidade, o resultado acaba sendo uma taxa em crescimento.

Na primeira reunião realizada em 2022, por exemplo, houve um aumento da taxa Selic, de 9,2 para 10,5%, mantendo essa constância de alta que vem se apresentando no mercado. Resultado da flutuação do mercado que ainda se recupera dos efeitos da pandemia.

Contudo, isso não se trata de uma mudança positiva ou negativa, com tal visão dependendo do cenário a ser realizado, pois da mesma forma com que essa taxa acaba por desacelerar a economia, diminuindo o poder de compra da população, ela controla também a inflação.

Impedindo assim com que uma empresa de tradução de documentos tenha os seus negócios ainda mais prejudicados.

Pois se uma alta taxação pode ser negativa, para um setor que trabalha com empresa de cunho internacional, a situação pode ser ainda pior caso exista uma desvalorização da moeda local, resultando em uma situação duplamente complicada para tal negócio.

Mas isso não significa que a Selic em alta possa ser vista apenas como um mal necessário, ou algo similar, já que de fato esse movimento de crescimento pode ser benéfico para quem trabalha com algum tipo de investimento bancário.

Já que suas aplicações podem ser valorizadas diante dessa situação, com as taxas em alta sendo empregadas também a suas aplicações, como uma participação junto a um investimento bancário, que pode render menos dentro de um período de baixa Selic.

Logo a queda ou subida de tal taxa pode ser vista tanto como algo positivo como negativo para um advogado direito do consumidor, a depender da situação da posição em que se encontra o seu cliente, acerca dos investimentos que ele busca alguma reconsideração.

Pois assim como Selic em alta pode resultar em uma maior rentabilidade da sua poupança aplicada, esse mesmo movimento pode ser de grande preocupação para quem opera com algum tipo de empréstimo consignado.

Os impactos da Selic para o modelo consignado

No mercado dos empréstimos e financiamentos existe uma pluralidade de modelos, buscando trazer os melhores benefícios tanto para os clientes como para os bancos e entidades financeiras que trabalham com essa manipulação de capital.

Entre essas opções existe o modelo de empréstimo consignado, no qual o pagamento mensal de taxas e do valor acordado entre o banco e o cliente é retirado diretamente de sua conta. Seja ela de pagamento ou de programas previdenciários, como o INSS.

Um sistema visto com maior positividade por parte das instituições bancárias, por trabalhar com uma maior garantia de pagamento, diminuindo a ação dessas empresas de agirem como um elemento filtrante, a separar bons pagadores de clientes de baixa confiança.

E a partir dessa ofensa torna-se possível atuar com investimentos maiores, o que é positivo para um cliente que se encontra necessitado de um grande capital financeiro, para dar início a um novo projeto pessoal.

A questão é que esse valor das parcelas pode contar com altos juros, ainda mais quando um indivíduo resolve fazer negócios como um banco de baixa confiança, podendo até mesmo duplicar o valor dos seus débitos originais com essa entidade financeira.

Além disso, para piorar essa situação, o valor de tais tributações pode aumentar exponencialmente, a depender da situação do mercado financeiro, trabalhando diretamente com os valores de juros a serem definidos pela taxa Selic.

Diante dessa realidade, cabe ao indivíduo estudar bem a situação do mercado, incluindo aqui o valor da taxa Selic, ao saber com que o valor desse encargo irá afetar a quantia extra a ser paga em cima de um empréstimo consignado, prejudicando o futuro do seu projeto.

Pois da mesma forma com que uma construção em um terreno depende de um laudo ambiental, a liberar essa área como um espaço próprio para tais edificações. A realização de um empréstimo ou financiamento também depende de questões externas.

Com a taxa Selic a definir o valor dos juros a serem aplicados em empréstimo consignado, da mesma forma com que a definição dessa própria taxa também depende do nível econômico e do poder de compra geral a ser encontrado dentro de uma sociedade.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.




Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.