Aposentadoria por idade: Saiba o que é, mitos e como solicitar 

Milhões de brasileiros sonham com a aposentadoria, o momento em que poderão, enfim, parar de trabalhar e ainda assim receber o seu dinheiro todos os meses para poder usar como quiser e descansar após tantos anos de trabalho. 

Infelizmente, vivemos em uma realidade onde, hoje, as pessoas que possuem em torno de 60 anos, começaram a trabalhar muito cedo, a maioria delas ainda quando eram crianças, o que gerou um extremo cansaço com o passar do tempo. 

Não é à toa que a maioria deles não vê a hora de se aposentar, receber o seu benefício todos os meses e aproveitar o tempo que lhe resta de vida para descansar, viajar e realizar diversos outros sonhos. 

Seja alguém que trabalhou a vida inteira oferecendo consultoria tributária ou até mesmo como motorista de ônibus, a aposentadoria é um direito de todo brasileiro e existem diversas maneiras de dar entrada com o pedido. 

A aposentadoria nada mais é do que o fim da época de trabalho de uma pessoa, quando ela se aposenta, ela para de trabalhar e começa a ganhar o seu salário do governo, o que é um direito para todos na lei. 

Entretanto, vivemos em um país muito burocrático e esse processo nem sempre acontece da maneira rápida e simples que imaginamos, mas quanto mais você entender sobre ele, melhor será para você. 

Dentre as maneiras que existem para dar entrada ao pedido de aposentadoria, a mais comum é a aposentadoria por idade, ou seja, quando a pessoa chega na idade que a lei diz que ela já pode se aposentar, ela dá entrada ao processo. 

Para te deixar mais a par sobre o assunto, hoje iremos entender mais sobre a aposentadoria por idade para que você esteja por dentro de tudo o que precisa para dar entrada na solicitação da maneira correta. 

Entenda o que é a aposentadoria por idade 

Resumidamente, a aposentadoria por idade funciona da seguinte maneira: quando a pessoa chega a idade estipulada na lei para se aposentar, ela já consegue dar entrada ao pedido junto ao governo. 

A idade varia de homem para mulher, para eles a idade mínima precisa ser de 65 anos e para elas, a idade mínima é de 62 anos, as mulheres se aposentam mais cedo devido às circunstâncias que apenas elas passam durante a vida, como parto, amamentação e gravidez. 

Isso está estabelecido na Constituição Federal do país e serve tanto para homens e mulheres que trabalham com assistência técnica perícia trabalhista ou seja qual for a profissão de cada um deles. 

A aposentadoria é um direito de todos os cidadãos quando chegam a essa idade, onde sabemos bem que já não possuem mais a mesma disposição, saúde e energia para trabalhar como quando eram mais novos. 

Ainda mais quando se trata de trabalhos braçais, como é o caso de homens que trabalharam a vida inteira como pedreiros e mulheres como empregadas domésticas, pois são cargos que exigem muito do físico desses trabalhadores. 

Sendo assim, a aposentadoria é um direito deles e, quando chega a idade de dar entrada na aposentadoria, é preciso contar com bons profissionais e os conhecimentos necessários para realizar a solicitação da maneira correta. 

Não é à toa que muitas pessoas, desde novas, contam com uma empresa de gestão de documentos, pois o processo da solicitação da aposentadoria requer muitos documentos e ainda se trata de um procedimento bem burocrático e às vezes, bem longo. 

Sendo assim, já conseguimos entender que a aposentadoria por idade funciona da seguinte maneira: ao chegar na idade mínima para tal, basta entrar em contato com um advogado trabalhista e saber o que precisa fazer para dar entrada na solicitação. 

Principais características e mitos da aposentadoria por idade 

A aposentadoria por idade possui muitas características e muitos mitos que precisam ser bem entendidos antes de dar entrada a solicitação, por isso, separamos as principais para que você entenda a fundo sobre elas. 

Características  

Para se aposentar por idade, a primeira característica extremamente importante é justamente ter a idade mínima para tal pedido, por mais óbvio que isso possa parecer, nunca é demais reforçar a informação para que você não dê entrada no pedido à toa. 

Caso você tenha trabalhado como MEI (Micro Empreendedor Individual) durante uns bons anos, vale a pena consultar o sistema de emissão de nota fiscal para ter todas em mãos e comprovar o seu trabalho durante esse tempo. 

Fora isso, também é importante entender sobre o tempo de contribuição para com o INSS, o Instituto Nacional do Seguro Social, que nada mais é do que um departamento que irá garantir a sua aposentadoria. 

Para isso, a pessoa em questão precisa ter contribuído com o INSS por, pelo menos, 15 anos, no caso das mulheres e 20 anos no caso dos homens, e essa contribuição se refere a uma taxa que é paga todos os meses. 

Quando a pessoa trabalhou como CLT durante toda a vida, essa taxa já é descontada de seu salário e quem trabalhava como MEI pagava os impostos de empresas que também constavam essa taxa. 

Agora, uma pessoa que não contribuiu com o INSS, consegue pagar tudo de uma vez e aí sim dar entrada a solicitação da aposentadoria, mas para efetuar esse procedimento você só consegue com um advogado trabalhista ao seu lado. 

Lembrando que essas obrigatoriedades servem tanto para quem trabalhou como gerente em uma empresa de monitoramento ambiental, quanto para trabalhou como pedreiro, empregada doméstica ou até mesmo professor, as demandas são as mesmas para todos. 

Mitos

Assim como diversas coisas na vida, a aposentadoria também possui muitos mitos que precisam ser desconstruídos, pois muitos deles fazem as pessoas acreditarem em informações erradas que podem gerar grandes problemas. 

O primeiro deles é que todas as pessoas que se aposentam por idade irão receber apenas um salário mínimo, isso nem sempre é verdade, pois tudo irá depender do seu tempo de contribuição, o seu cargo e o quanto ganhava. 

Por exemplo, uma pessoa que trabalhou como advogado e ganhava um ótimo salário e contribuiu com altas taxas para o INSS por mais de 30 anos, não irá se aposentar apenas com um salário mínimo. 

Essas pessoas conseguem se aposentar para ganhar exatamente o que ganhava enquanto trabalhava, independentemente de qual era o ramo. 

Seja uma pessoa que trabalhou com manutenção de equipamentos de medição ou até mesmo em uma escola particular, o que importa é entender o caso de cada pessoa, o quanto ela trabalhou e contribuiu para o INSS. 

Cada pessoa terá um caso e uma situação que precisa ser analisada com atenção para que a aposentadoria seja a melhor possível para essa pessoa e garanta uma velhice de qualidade e saúde. 

Essas são apenas algumas características e mitos da aposentadoria por idade que precisam estar bem claras para você. 

Saiba o que é preciso para se aposentar por idade 

A aposentadoria por si só já um processo bem burocrático, é preciso uma remessa de documentos que você precisa ter em fácil acesso para apresentar ao governo e comprovar que você está pronto para se aposentar, alguns deles são:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de MEI, se você for;
  • Carteira de trabalho;
  • Notas fiscais, no caso de MEIs;
  • Comprovantes de pagamento do INSS;
  • Comprovantes de pagamento do DAS, no caso de MEIs;
  • Comprovante de residência;
  • Cartão cidadão, entre outros.  

Esses são os principais documentos que você precisa ter em mãos, seja você um ex-funcionário CLT ou um autônomo que trabalhou por anos vendendo um curso sobre módulo fotovoltaico como MEI. 

Entretanto, existe a possibilidade de serem pedidas outros documentos que apenas um advogado poderá te falar quais são. Por mais estressante que esse processo possa ser, é importante manter a calma e paciência que no fim tudo dará certo. 

A importância de um advogado trabalhista 

Para finalizar, precisamos ressaltar a importância de contar com um advogado trabalhista durante todo o processo, pois ele é o profissional especialista para te ajudar a passar por esse momento tão importante de maneira mais tranquila. 

Assim como procuramos por uma assessoria contábil para abertura de empresa quando queremos abrir uma empresa, e não é diferente quando decidimos entrar com a solicitação da aposentadoria, precisamos procurar por profissionais que entendam mais sobre o assunto. 

São eles que irão tratar tudo com o INSS e te deixar a par sobre os documentos necessários, brigando com quem for precisando para que você se aposente da melhor maneira possível. 

Por isso, não tente fazer tudo sozinho, pesquise, converse com amigos, familiares e encontre um advogado trabalhista que você confie e junto a ele, dê entrada ao seu pedido de aposentadoria. 

Dessa maneira, você conseguirá passar por esse processo de maneira bem mais leve e tranquila, entendido que não será um procedimento simples, mas que no fim você conseguirá descansar da mentira que sempre desejou.  

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.