Motivos para você ter um RH e sofrer menos com ações de ex-empregados

Ter uma empresa nos dias de hoje não é uma tarefa fácil. No início existem muitas questões para arrumar e resolver, principalmente questões legais.

Se você é MEI, pode por exemplo ter até um funcionário. Mas muitas vezes há vários outros profissionais envolvidos que prestam serviços, como por exemplo: contadores, agências de marketing, fornecedores, e por aí vai.

Já se você começou como uma empresa de escopo maior, então terá setores internos na sua empresa e mais funcionários para cuidar.

Um dos problemas mais comuns quando falamos de gestão e administração de empresas são as ações trabalhistas. Mesmo admitindo via CLT seus funcionários, ainda há uma gama de riscos que você está sujeito como empregador.

Estes riscos englobam desde pequenos detalhes com adicional noturno, periculosidade, até a vales-refeição, transporte e outros.

O fato é que são muitos detalhes para você se atentar, e muitas vezes algo acaba passando sem percebermos, e aí vem a grande bomba: o processo trabalhista.

Muitas empresas diariamente vêm à falência justamente por esses tipos de detalhes que acabam passando despercebidos.

Mas você sabia que há formas de evitá-los com um setor específico? Estamos falando de um bom RH. Caso você não entenda muito sobre isso, vamos explicar para você:

O que é o RH e como pode te ajudar

A área de Recursos Humanos surge tentando agregar e resolver as necessidades do empregado e do empregador. 

Ter uma pessoa qualificada para cuidar dessa área, garante que todas as contratações CLT e não CLT sejam cumpridas à risca por ambas partes (funcionário-empresário).

Mas o RH não serve apenas para isso, também funciona como um mediador entre patrão e empregado. Tentando evitar o desgaste dessa relação, o RH conversa com ambos para que os direitos e interesses sejam preservados. Dessa forma evita-se brigas e outros problemas.

Muitas questões podem ser resolvidas de uma maneira simples, desde que tratada por um profissional adequado. 

Imagine que você tenha uma empresa que vende Copos Personalizados, e possui um trabalhador na linha de produção com a máquina que faz estes utensílios. Caso ele venha se machucar, é importante ter um setor que possa acompanhar e aconselhar tanto o empregado quanto o empregador sobre seus direitos.

Dessa forma evita-se muitas lides na justiça. O empregador economiza recursos e o empregado possui seus direitos resguardados.

Agora, o que talvez menos pessoas saibam, é que o RH conversa com compliance. 

O Compliance é um setor jurídico específico que serve para manter a empresa no padrão da lei. Investindo em compliance, você garante que sua empresa cumpra todas as normas estabelecidas, e ainda ganhe incentivos e investimento do governo.

Na Wikipédia, explicam melhor sobre isso: “No âmbito institucional e empresarial, compliance é o conjunto de disciplinas a fim de cumprir e se fazer cumprir as normas legais e regulamentares, as políticas e as diretrizes estabelecidas para o negócio e para as atividades da instituição ou empresa, bem como evitar, detectar e tratar quaisquer desvios ou inconformidades que possam ocorrer.

Por isso, você precisa investir em um RH com profissionais qualificados, pois se o administrador da sua empresa é o cérebro, o Recursos Humanos com certeza é o coração do seu negócio.

Conclusão

Desde micro-empreendedores até grandes empresas, ter alguém responsável para cuidar do RH da sua empresa se faz necessário. Seja por evitar conflitos, seja para manter seu negócio dentro da lei.

A falta deste setor em específico pode gerar problemas como ações trabalhistas que podem levar sua empresa à falência, então não deixe de investir nisso, e proteja seu patrimônio.

Se você gostou do nosso post de hoje, convidamos você a acompanhar o blog e se inteirar de vários outros assuntos que podem ajudar você como empregador ou como empregado.




Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
Sair da versão mobile