Multa de 40 do FGTS é depositada onde

A multa de 40% sobre o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) é um valor adicional que é devido pelo empregador em caso de demissão sem justa causa ou rescisão indireta do contrato de trabalho. Essa multa é calculada sobre o saldo do FGTS do trabalhador e deve ser depositada na conta vinculada do FGTS do trabalhador, junto com o valor do FGTS devido.

O FGTS é um fundo criado pelo governo para garantir aos trabalhadores um recurso financeiro em caso de demissão sem justa causa ou aposentadoria. Todos os empregadores são obrigados a depositar o equivalente a 8% do salário de cada trabalhador em uma conta vinculada do FGTS, que fica a cargo do governo federal. O trabalhador tem direito a sacar o saldo da conta do FGTS em caso de demissão sem justa causa, aposentadoria, entre outros eventos previstos em lei.

A multa de 40% sobre o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) é um valor que pode ser devido pelo empregador em caso de demissão sem justa causa do trabalhador. A multa é depositada diretamente na conta do FGTS do trabalhador, junto com o saldo do FGTS correspondente ao período trabalhado.

O FGTS é um fundo criado pelo governo para garantir o direito do trabalhador ao recebimento de um valor em caso de demissão sem justa causa, aposentadoria, ou outros eventos previstos em lei. A conta do FGTS é aberta automaticamente para todos os trabalhadores com carteira assinada e é gerida pelo Banco do Brasil.

O trabalhador pode acessar a conta do FGTS e verificar o saldo e os movimentos da conta através do aplicativo Meu FGTS, disponível para download na App Store e Google Play, ou pelo site do FGTS (www.fgts.gov.br). Além disso, é possível realizar saques do FGTS em caso de demissão sem justa causa, aposentadoria, entre outros eventos previstos em lei.

Leia também

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.