Quanto o FGTS rende por mês

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é um fundo criado pelo governo brasileiro para proteger os trabalhadores demitidos sem justa causa ou que perdem o emprego por motivo de doença, acidente de trabalho, aposentadoria ou morte. O FGTS é financiado com uma parcela dos salários dos trabalhadores, que é descontada mensalmente pelas empresas em que trabalham. Essa parcela é de 8% do salário bruto, mas pode ser acrescida de até 4% em caso de empréstimos concedidos pelo FGTS.

O FGTS rende juros ao longo do tempo, mas essa taxa de juros não é fixa e pode variar de acordo com as condições econômicas do país. Atualmente, a taxa de juros do FGTS é de 3% ao ano. Isso significa que, se você tem R$ 1.000,00 depositados no FGTS, ao final de um ano, terá rendido R$ 30,00 de juros. No entanto, é importante lembrar que esses juros só são creditados no FGTS a cada três meses, ou seja, a cada trimestre. Portanto, se você tiver R$ 1.000,00 depositados no FGTS, ao final de um ano, terá rendido R$ 7,50 de juros a cada mês.

É importante lembrar que o FGTS é um fundo criado para proteger os trabalhadores em caso de perda do emprego, e não é um investimento financeiro. Por isso, não é recomendado usá-lo como uma fonte principal de renda ou como uma opção de investimento a longo prazo. Se você está procurando por opções de investimento, existem diversas opções no mercado, como ações, títulos públicos, fundos de investimento, entre outros, que podem oferecer taxas de juros mais atraentes. É importante fazer uma avaliação cuidadosa das opções disponíveis e considerar seus objetivos e perfil de investidor antes de tomar uma decisão.

Leia também

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.