Como dar baixa no MEI

O Microempreendedor Individual (MEI) é uma opção para quem deseja iniciar um negócio de pequeno porte, mas existem situações em que é necessário dar baixa no registro. Neste artigo, vamos explicar como proceder para dar baixa no MEI.

H2: O que é preciso saber antes de dar baixa no MEI

Antes de dar baixa no MEI, é importante ter em mente que essa é uma situação irreversível. Ao dar baixa, o empreendedor perde o registro e não pode mais se beneficiar das vantagens oferecidas aos MEI, como isenção de impostos e acesso a linhas de crédito específicas.

Além disso, é importante que o empreendedor esteja em dia com todas as obrigações fiscais e previdenciárias antes de dar baixa. Caso contrário, ele poderá enfrentar dificuldades para obter outros registros ou para realizar transações comerciais.

H2: Como dar baixa no MEI

Existem dois caminhos para dar baixa no MEI: pela internet ou pessoalmente. Ambas as opções são simples e rápidas, mas é importante seguir os passos corretamente para evitar problemas.

Pela internet

  • Acesse o site do Portal do Empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br);
  • Faça login com seu usuário e senha;
  • Selecione a opção “Dar baixa no MEI”;
  • Preencha o formulário de baixa;
  • Envie a documentação exigida (comprovante de endereço e certidão negativa de débitos);
  • Aguarde a confirmação da baixa pelo governo.

Pessoalmente

  • Compareça a uma unidade do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) ou a uma Junta Comercial com os documentos pessoais e comprovante de endereço;
  • Preencha o formulário de baixa;
  • Aguarde a confirmação da baixa pelo governo.

O que acontece após a baixa do MEI

Após a baixa do MEI, o empreendedor não pode mais se beneficiar das vantagens oferecidas aos MEI, como isenção de impostos e acesso a linhas de crédito específicas. Ele também perde o registro e não pode mais exercer atividades comerciais enquanto estiver registrado como MEI.

Além disso, é importante que o empreendedor esteja em dia com todas as obrigações fiscais e previdenciárias antes de dar baixa, caso contrário, ele poderá enfrentar dificuldades para obter outros registros ou para realizar transações comerciais. Como a baixa é irreversível, é importante que o empreendedor tenha certeza de que essa é a decisão correta antes de prosseguir com o processo.

Leia também

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.