Como funciona o MEI para Autônomos

MEI é a sigla para Microempreendedor Individual, que é uma categoria de empreendedorismo criada pelo governo para atender a pequenos negócios que faturam até R$ 81.000,00 por ano. Essa categoria foi criada com o objetivo de facilitar o registro e a regularização de pequenos negócios, além de oferecer benefícios fiscais e previdenciários.

Vantagens de ser MEI

  • Emissão de notas fiscais para clientes;
  • Acesso a crédito com juros mais baixos;
  • Inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ);
  • Possibilidade de deduzir despesas relacionadas ao negócio no Imposto de Renda;
  • Aposentadoria por idade, com 60 anos para mulheres e 65 anos para homens;
  • Seguro-desemprego e acidente de trabalho;

Como se tornar MEI Para se tornar MEI, é necessário preencher alguns requisitos, como:

  • Ter uma atividade econômica permitida pela legislação;
  • Faturar no máximo R$ 81.000,00 por ano;
  • Não ter outra empresa em funcionamento;
  • Não ser sócio de outra empresa;
  • Não ter empregados.

Passo a passo para se tornar MEI

  1. Escolha a atividade econômica que deseja exercer;
  2. Faça o cadastro no site do Portal do Empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br);
  3. Preencha as informações solicitadas e anexe os documentos necessários;
  4. Pague a taxa anual de R$ 55,00;
  5. Imprima a Certidão de Microempreendedor Individual (CMEI);
  6. Faça a inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ);
  7. Emita a Nota Fiscal Eletrônica (NFe)

Obrigações

  • Emitir Nota Fiscal Eletrônica para clientes;
  • Pagar o Simples Nacional mensalmente;
  • Fazer a declaração anual do Imposto de Renda;
  • Comunicar à Receita Federal qualquer alteração na situação do negócio.

Conclusão

Ser MEI é uma excelente opção para quem deseja se tornar autônomo e abrir seu próprio negócio.

Leia também

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.