Abrir um MEI: Quanto custa e o que é necessário?

Se você está pensando em empreender e trabalhar por conta própria, abrir um MEI pode ser uma excelente opção. O MEI, ou microempreendedor individual, é uma categoria jurídica criada para formalizar pequenos negócios e facilitar a vida dos empreendedores que faturam até R$ 81 mil por ano. Neste artigo, vamos falar sobre quanto custa abrir um MEI e quais são os documentos e requisitos necessários para se tornar um microempreendedor individual.

Quanto custa abrir um MEI?

Abrir um MEI é uma alternativa mais acessível e econômica para quem quer formalizar o seu negócio. Isso porque os custos para se tornar um microempreendedor individual são bastante baixos, se comparados com outras formas de empresa. Os custos envolvidos são os seguintes:

  1. Taxa de registro: R$ 55,00 por ano, a ser paga à Receita Federal.
  2. Impostos mensais: O MEI paga um valor fixo mensal que varia de acordo com a atividade exercida. Em 2021, os valores são os seguintes:
  • Comércio e Indústria: R$ 56,00 por mês
  • Serviços: R$ 60,00 por mês
  • Comércio e Serviços: R$ 61,00 por mês
  1. Certificado de Condição de Microempreendedor Individual (CCMEI): Este é o documento que comprova a inscrição do MEI. Ele é gratuito e pode ser emitido pela internet.
  2. Outros custos: Dependendo do seu negócio, você pode precisar de alvará de funcionamento, licença sanitária, entre outros documentos. Esses custos podem variar de acordo com a cidade e estado onde você pretende atuar.

O que é necessário para abrir um MEI?

Para se tornar um MEI, é necessário cumprir alguns requisitos básicos e apresentar alguns documentos. Veja quais são eles:

  1. Ser maior de 18 anos ou emancipado;
  2. Não ter participação em outra empresa como sócio ou titular;
  3. Faturar no máximo R$ 81.000,00 por ano;
  4. Não contratar mais de um empregado;
  5. Exercer uma das atividades permitidas pelo MEI (confira a lista completa no Portal do Empreendedor);
  6. Documentos necessários:
  • CPF
  • Título de eleitor (opcional)
  • Comprovante de residência
  • RG ou carteira de motorista

Lembre-se que é importante estar atento às exigências específicas do seu município e estado, que podem variar de acordo com a sua atividade.

Perguntas frequentes sobre abrir um MEI:

  1. Preciso contratar um contador para abrir um MEI? Não é obrigatório, mas pode ser uma boa ideia ter o acompanhamento de um contador para ajudar a cuidar da sua contabilidade e evitar problemas fiscais.
  2. Posso ter um funcionário como MEI? Não, o MEI pode ter apenas um funcionário com remuneração de até um salário mínimo por mês.
  3. Quais são as vantagens de ser um MEI? As principais vantagens de ser um MEI são a simplicidade do processo de formalização, a facilidade de pagamento de impostos e a possibilidade de emitir notas fiscais. Além disso, o MEI tem direito a benefícios como aposentadoria por idade, auxílio-doença e salário-maternidade.
  4. Posso abrir um MEI para vender produtos importados? Sim, é possível vender produtos importados como MEI, desde que a atividade esteja prevista na lista de atividades permitidas.
  5. O MEI pode emitir nota fiscal para pessoa física? Sim, o MEI pode emitir nota fiscal para pessoa física e jurídica.

Abrir um MEI é uma excelente opção para quem quer formalizar o seu negócio de forma simples e econômica. Os custos para se tornar um microempreendedor individual são baixos e os requisitos são bastante simples. É importante estar atento às exigências específicas do seu município e estado, mas o processo de formalização como MEI é bastante acessível e pode trazer muitas vantagens para o seu negócio. Portanto, se você está pensando em empreender, não deixe de considerar essa opção!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.