Empregador: Como Funciona?

COMO CONSULTAR PIS COM SIMPLES PASSO A PASSO

COMO CONSULTAR PIS

Com o Programa de Integração Social, também conhecido como PIS, o empregado da iniciativa privada ou pública tem acesso a benefícios determinados pelas leis e ainda colabora para o desenvolvimento das empresas do setor.
De acordo com a Lei Complementar n° 7/1970, na qual fundou o Programa de Integração Social, o programa visa integrar o empregado do setor provado com o desenvolvimento da empresa. O pagamento do PIS é de total responsabilidade do Caixa.

É muito difícil falarmos do PIS sem mencionar o PASEP, onde foi fundado pela Lei Complementar n° 8/1970. A sigla PASEP significa Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público, na qual contribui com fundos destinados a empregados do setor público. O pagamento do PASEP é realizado pelo Banco do Brasil.

COMO CONSULTAR PIS
COMO CONSULTAR PIS

COMO FUNCIONA?

OS empregados fizeram contribuições recebidas pelo Fundo de Participação PIS e PASEP, na qual contribui para empregados na forma de quotas proporcionais, ao salário e ao tempo de serviço.

COMO ACOMPANHAR MEU PIS PELO CELULAR?

No Aplicativo Caixa Trabalhador, você se informa acerca do PIS, o Abono Salarial e seguro-desemprego, e ainda confere os calendários de pagamentos, consulta as parcelas liberadas e poderá responder todas as suas dúvidas.

O QUE É ABONO SALARIAL?

Instituído pela Lei n° 7.998/90, o Abono Salarial equivale ao valor máximo de um salário mínimo que pode ser pago de acordo com o calendário anual estabelecido pela CODEFAT aos trabalhadores que cumprirem todos os requisitos previstos na lei.

QUEM TEM DIREITO AO ABONO SALARIAL?

Para ter direito, o trabalhador precisará estar cadastrado no PIS por pelo menos 5 anos, e ter recebido uma remuneração mensal de até dois salários mínimos durante o ano-base. Além disso, o trabalhador precisa exercer uma atividade remunerada para uma empresa por pelo menos 30 dias, sendo consecutivos ou não, isto no ano-base considerado para a apuração.
O trabalhador precisa ter seus dados informados corretamente pela empresa na Relação Anual de Informações Sociais, ou como é popularmente conhecido, o RAIS.

O Abono Salarial passa a ter valor proporcional ao tempo de serviço dos trabalhadores do ano-base em questão. O trabalhador deve trabalhado no mínimo 30 dias com sua carteira assinada pela empresa no ano-base, e este trata-se de um dos mais importantes requisitos para poder receber o Abono Salarial.

PAGAMENTO DO ABONO SALARIAL

O pagamento pode ser feito por crédito na conta, quando o trabalhador possui uma poupança caixa ou conta corrente, ou ode ser feito nos correios eletrônicos, nas Casas Lotéricas e nos Correspondentes Caixa Aqui usando o Cartão do Cidadão.
Você pode receber o abono salarial em agencias Caixa, basta somente apresentar seu número do PIS e sua identidade.

COMO SACAR?

1- Observe seu calendário de Pagamento: Consulte sempre o calendário de pagamento do Abono Salarial e dos Rendimentos e do PIS e veja a data do recebimento, pois pode variar de acordo com o mês do aniversário do trabalhador.

2- Separe a documentação necessária: Você deve levar a sua identidade para poder sacar o seu abono.

3- Saque: Quem tem o Cartão do Cidadão pode fazer o saque em caixas eletrônicos da Caixa, Correspondentes Caixa Aqui ou em Lotéricas. Quem ainda não tem o Cartão Cidadão deve buscar uma agência da Caixa e apresentar um documento de identificação. Neste caso, o trabalhador pode aproveitar e solicitar seu Cartão Cidadão e cadastrar sua senha. Quem possui uma conta individual na Caixa pode ter o privilégio de receber seu abono depositado diretamente em sua conta, caso o saldo esteja acima de R$ 1 e a conta esteja sendo movimentada frequentemente.

Os valores depositados do PIS, distribuídos por empresas aos empregados estão disponíveis para saque conforme a tabela do Pagamento do Abono Salarial.

Leia também

Previdência Social: O que é? Como Funciona? Quem tem direito?

Previdência Social

Previdência social ou seguro social é o programa de seguro público que oferece proteção contra diversos riscos econômicos (por exemplo, a perda de rendimentos devido a doença, velhice ou desemprego) e em que a participação é obrigatória. O seguro social é considerada um tipo de segurança social, e de fato os dois termos são por vezes usados como sinônimos.

Os programas de seguro administrados por um governo, assim como o seguro do setor privado, fornecem benefícios após a ocorrência de certos eventos segurados, por exemplo, o seguro-desemprego fornece benefícios se o segurado ficar desempregado. Assim como programas de seguros do sector privado, apenas os cidadãos que contribuem para um programa de seguro social são elegíveis para receber benefícios do programa.

Para quem não conhece a Previdência Social é também conhecida como Seguro Social é um seguro proteção contra diversos riscos econômicos, como por exemplo perca de emprego devido à idade, velhice ou doença. A participação de todo o cidadão é obrigatória, o seguro social nada mais é do que uma segurança social.

A previdência social é um seguro administrado pelo o Governo Federal que atua dentro do setor privado, fornecendo benefícios por exemplo como o seguro desemprego para aqueles trabalhadores que foram dispensados de suas atividades funcionais sem justa causa, sendo assim só recebem o seguro os contribuintes que contribuem para a previdência social e são legíveis para receber o programa.

Previdência Social

Entenda um pouco sobre a Previdência Social.

Hoje no Brasil a Previdência Social é administrada pelo o MTE – Ministério do Trabalho e Emprego e as políticas da Previdência Social são adotadas pelo o INSS conhecido como Instituto Nacional do Seguro Social, todos os trabalhadores de carteira assinada tem mensalmente seus rendimentos destinado ao INSS recolhido pelo o empregador, inúmeras empresas privadas oferecem planos de previdência social complementar chamado de previdência privada.

Tudo isso acontece em 1935 em Portugal, através do estabelecimento do Sistema da Previdência Social, aonde a previdência social defendia a resposta de um sistema social.

Todo o contribuinte da previdência social tem cobertura mediante a contribuição mensal a qualquer risco decorrente a doença, velhice, morte, maternidade, invalidez, onde impossibilite o trabalhador de dar sequência as suas funções trabalhistas. A previdência social é um seguro que garante proteção ao trabalhador que se aposentar por algum dos motivos citados acima.

Previdência Social: Características Do Programa De Seguro Social

Com o tempo tudo evoluiu, sendo assim até a Previdência Social precisou acompanhar este ritmo, com o processo de modernização que aconteceu em 2003, agora é preciso realizar o agendamento do seu atendimento através da central de atendimento ao beneficiário 135, sendo assim agora nas agências da atendimentos não é preciso mais enfrentar filas e nem esperar muito tempo pelo o seu atendimento.

A previdência social hoje é uma garantia que futuramente você poderá contar com um dinheiro destinado a sua aposentadoria e não precisar mais trabalhar tanto como hoje, em caso de acidente precisou se afastar? Fique tranquilo (a) você estar segurado pelo o INSS até que se recupere 100% e possa retornar as suas atividades funcionais.

Caso você queira saber informações de como andar o seus benefícios sociais, veja como realizar o agendamento a seguir:

Agendamento do INSS através da central de atendimento

Uma das formas mais simples de realizar o seu agendamento é pela a central de atendimento 135, o horário de atendimento da central é de segunda a sábado de 7h as 22h. A ligação se for realizada de uma telefone fixo não tem custo algum, ser for feita de um telefone celular é cobrada o custo de uma ligação local.

Pelo o telefone é possível solicitar o pedido da certidão por tempo de contribuição, encaminhamento ao pedido da aposentadoria, requerimento do seguro desemprego, pedido de auxilio reclusão, benefício assistencial, salario maternidade, solicitação de entrada em pecúlio, auxilio doença entre outras solicitação destinadas e de responsabilidade da Previdência Social.

Como realizar o agendamento Online?

Se você preferir realizar o seu agendamento pela a internet, basta acessar o site www.dataprev.gov.br/preagenda/opcaoinicialtela.view, assim que acessar o portal selecione a opção agendar, informe o código de segurança e em seguida clique em avançar.

Através do atendimento é possível que você verifique como andar a sua situação com o INSS, é possível verificar saldo, estrato detalhado e verificar se o empregador estar realizando o seu recolhimento em dia, pois esse imposto que é recolhido mensalmente tem total importância para a vida do trabalhador.

Seguro desemprego online, como habilitar o seu benefício?

Seguro desemprego online

Em janeiro do ano de 2016 entrou em vigor a nova lei do seguro desemprego, agora o seguro desemprego será ligado diretamente ao Sistema Nacional de Emprego (SINE) a novidade e a ligação direta entre a Previdência Social e o Dataprev que obriga ao trabalhador o retorno ao mercado de trabalho, caso seja disponibilizado uma vaga dentro do seu perfil.

Este ano também será obrigatório fazer o agendamento do requerimento do pedido do seguro desemprego online isto é para que o trabalhador que por algum motivo foi dispensado de suas atividades funcionais automaticamente ao efetuar o requerimento de entrada no seguro desemprego, os seus dados são integrados também no SINE junto a Previdência Social.

O agendamento deverá ser feito no site do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), através do endereço www.saa.mte.gov.br logo ao ser redimensionado para a página do site no lado esquerdo, o trabalhador deverá escolher o estado que deseja atendimento e logos após a cidade onde será feito o agendamento.

Depois desse procedimento sendo realizado com sucesso você será encaminhado para a página de agendamento do atendimento, onde irá informar todos os dados pessoais solicitados, após o preenchimento você receber a informação do local e dia para o comparecimento a fim de dar entrada ao requerimento do benefício.

Esse novo fluxo de procedimento, além do cadastro integrado do trabalhador que vincula o SINE e o sistema Dataprev, foi benefício para ambos tanto para o colaborador quando para os órgãos ligados a previdência social.

Seguro desemprego online
Seguro desemprego online

Entenda um pouco mais sobre o seguro desemprego…

A facilidade reduz o tempo de espera, superlotação nos postos de atendimento, evita desperdício de tempo, pois agora você comparece ao local agendado garantindo atendimento, isso antes não era possível por conta da superlotação de pessoas buscando atendimento. Agora é possível aperfeiçoar os serviços além do tempo que ficou muito mais fácil de ser administrar.

O vínculo com o SINE e outros órgãos que possibilitam o reingresso ao mercado foi uma iniciativa ótima do governo, muitas pessoas saem do mercado e não conseguem ser recolocar novamente, através do SINE aumenta a suas possibilidades de reingresso no mercado de trabalho com mais segurança.

Além disso, também essa mudança de realização do agendamento e do cadastramento, foi benéfica, pois reduziu os índices de desempregos e reduziu os custos, além de consolidar as informações sobre o mercado atual de trabalho.

Sendo assim quem estiver dentro de todos os requisitos para o recebimento do seguro desemprego, ainda conta com o seu cadastro que é feito pelo o SINE, aonde ampliar as suas chances de colocação no mercado, recebendo o benefício ser aparecer uma vaga ao seu perfil, você volta ao mercado trabalho e o benefício do recebimento do seguro desemprego é cortado.

Com a crise econômica que estamos o índice de desemprego está cada vez maior com isso tem cada vez mais pessoas requerendo o benefício, o que acontecia anteriormente era que as pessoas continuavam recebendo o benefício até o período aquisitivo de acordo com o perfil, porem ao ser cessado os mesmos não conseguiam ser recolocar novamente, hoje esse conceito já mudou por conta da integração do sistema que facilita o reingresso no mercado de trabalho.

Vale ressaltar, que é apenas um seguro temporário, sendo assim o quanto mais rápido você ser recolocar no mercado de trabalho, melhor será para você que volta a ter uma renda mais estável, além da chance de crescimento profissional e a experiência que é conta na sua aposentadoria e carteira de trabalho, esse seguro visa apenas dar um auxilio temporário para aquelas pessoas que foram desligadas das suas atividades trabalhistas sem justa causa.

Seguro desemprego 2017: Mudanças do Seguro Desemprego

Seguro desemprego 2017

Ficar sem emprego não é uma coisa que as pessoas esperam, porém acontece inclusive no atual cenário de crise que vivenciamos a pouco tempo no Brasil, quando se é um funcionário (a) registrado ficar sem emprego assusta, porém o trabalhador ainda consegue receber todos os seus direitos e ser restabelecer financeira até voltar para o mercado de trabalho novamente.

Essa estrutura se dar pelo o Seguro Desemprego que é concedido a classe trabalhadora registrado em caso de desligamento das suas funções trabalhistas sem justa causa.

O benefício é concedido temporariamente para que o trabalhador não prejudique-se porque perdeu o emprego, para que ainda sim consiga manter suas contas e obrigações em dia até que o mesmo possa retorna ao mercado de trabalho.

Como funciona o seguro desemprego…

O seguro desemprego é recolhido e garantido através do PIS (Programa de Integração Social), esse recolhimento acontece através do empregador do trabalhador, só recebe o PIS é tem direito ao seguro desemprego os trabalhadores com carteira assinada.

Mudanças do Seguro Desemprego 2017…

Hoje ao solicitar entrada no seguro desemprego o trabalhador já é encaminhado para o SINE – Sistema Nacional de Emprego, através dessa agencia o trabalhador consegue ver e participar de vagas de empregos compatíveis a função do trabalhador, para que o mesmo consiga se recolocar no mercado.

Nova Regra do Seguro Desemprego 2017…

As novas mudanças no benefício serve para dificultar as pessoas que buscam obter o benefício. Conheça as novas regras…

  1. Para solicitação do benefício pela a primeira vez é necessário que o trabalhador tenha no mínimo 12 meses de carteira assinada, sendo consecutivos da demissão;

  2. Beneficio sendo solicitado pela a segunda vez, faz-se necessário que o trabalhador tenha no mínimo trabalhado 9 meses consecutivos de carteira assinada, esse tempo conta desde do último desligamento do trabalhador;

  3. A partir da 3 ou mais solicitações o trabalhador só poderá solicitar depois de 6 meses de carteira assinada.

Seguro desemprego 2017
Seguro desemprego 2017

Todas as mudanças citadas acima foram estabelecidas para que fraudes em relação aos benefícios sociais não aconteça, sendo assim consegue controlar e reduzir os custos da seguridade social. Trabalhadores na modalidade sazonal pois após a 2 solicitação do benefício a regra permanece igual a regra anterior.

Quem pode receber o seguro desemprego?

  • Trabalhadores demitidos sem justa causa;

  • Trabalhadores que não estejam recebendo outro benefício social paralelo;

  • Trabalhadores que não tenha participação nem sociedade em empresas;

  • Trabalhadores pelo menos com 16 meses sem solicitar o benefício;

  • Em caso de trabalhadores rurais, os mesmos precisam no mínimo 15 – 24 meses para solicitar o benefício.

Quem tem direito ao seguro desemprego?

O seguro desemprego 2017 pode ser solicitado por qualquer trabalhador que seja desligado de suas atividades funcionais sem justa causa, é um benefício que visa dar um suporte temporário ao trabalhador brasileiro, para que o mesmo possa ser recolocar no mercado sem ser prejudicar. Sendo assim, ser o trabalhador for mandando embora com justa causa ou que o trabalhador peça demissão ele não tem direito de receber o Seguro Desemprego, pois o benefício é destinado somente para aqueles trabalhadores que foram mandados embora.

É importante lembrar que o beneficio é temporário, somente para que o trabalhador possa correr atrás de uma nova chance sem se preocupar com os gastos e custos que o mesmo tem mensalmente, pois a perca do emprego gerar diversos transtornos para o trabalhador diretamente. Além disso, o mesmo pode procurar uma oportunidade com calma e retorno para o mercado de trabalho ou até mesmo tentar realizar uma qualificação rápida para mudar de área profissional e se recolocar novamente no mercado de trabalho, caso não consiga uma oportunidade no SINE.

Seguro desemprego entenda e conheça como funciona MTE (Ministério do Trabalho e Emprego)

O seguro desemprego é direito de todo o trabalhador, assegurado e garantido pelo o art.7º dos direitos sociais da Constituição Federal, o benefício trata-se um auxílio financeiro concedido temporariamente ao trabalhador dispensado de suas atividades funcionais sem justa causa, para que ele possa com calma ir volta ao mercado de trabalho.

Quem tem direito ao seguro desemprego?

Para possuir direito ao benefício do seguro desemprego o trabalhador deve ter sido demitido do seu emprego sem justa causa, a única exceção e para trabalhadores pescadores em época do defeso, a qual são os meses que são proibidos pescar. É concedido o benefício também há trabalhadores domésticos que estavam atuando suas funções trabalhistas de forma similar a dos escravos, porém os mesmo possuem o direto até mesmo quando não possuem registro em carteira e se enquadra em situações similares a dos índios.

Seguro desemprego
Seguro desemprego

Receber o seguro desemprego

Como já sabemos que o benefício é concedido somente a trabalhadores dispensados de suas funções trabalhistas demitidos sem justa causa, caso o trabalhador arranje um novo trabalho de maneira registrado o benefício é suspenso.

Para fazer a solicitação do benefício deve ser enquadra nos requisitos, após isto deve realizar o agendamento do mesmo, aonde será verificado se a sua condição de trabalhado lhe dar direito a recebimento do seguro desemprego, o sistema após informar todas as suas informações ele calcula o valor do mesmo, o sistema irá fazer a definição da data que deve comparecer a Agencia da Caixa Econômica Federal.

Parcelas do Seguro Desemprego

Esse ano o seguro desemprego sofreu algumas mudanças e agora o mesmo só poderá ser solicitado de acordo com as novas atualizações de vigência, dentro disso o seguro desemprego será pago de 3 até 5 parcelas dentro dos seguintes requisitos:

Para receber 3 parcelas do seguro desemprego o trabalhador precisará comprovar em carteira assinada no mínimo 6 a 11 meses, isso será valido apenas na 3 solicitação do seguro desemprego.

Para receber até 4 parcelas o trabalhador deverá ter trabalhado na primeira solicitação de 18 a 23 meses de trabalho.

No segundo pedido de solicitação do benefício depois de registro em carteira o mesmo deverá ter trabalho de 12 a 23 meses de trabalho.

Na terceira solicitação o trabalhador deverá ter trabalhado de carteira assinada de 12 a 23 de trabalho.

Para ser ter direito em receber 5 parcelas do benefício o trabalhador só terá direito de solicitar a partir da segunda solicitação aonde o mesmo precisa comprovar no mínimo 24 meses de carteira assinada, para solicitar pela 3 vez o mesmo deve comprovar em carteira assinada também 24 meses de trabalho.

Fique por dentro dos critérios e requisitos para concepção do benefício:

Com a atualização das regras agora terá direito ao seguro desemprego ao solicitar pela primeira vez o trabalhador deve ter no mínimo 18 anos de idade, isso consecutivos ou não aos 24 últimos meses imediatos a sua dispensa do trabalho.

O trabalhador deve ter no mínimo pelo menos 12 salários, nos últimos 16 meses sendo consecutivos ou não a sua demissão;

Vale ressaltar que o seguro desemprego é um beneficio concedido somente a trabalhadores demitidos sem justa a causa, se você pediu demissão ou foi mandado embora do seu trabalho com justa causa, você perde o direito de receber o beneficio.

O seguro só entra em vigência se você for demitido (a) sem justa causa e estiver nos requisitos de recebimento do beneficio, sendo assim as parcelas são calculadas de acordo com o valor do seu salario e o prazo pode variar de 3 a 5 meses.

Entrada no seguro desemprego VEJA como funciona

Entrada no seguro desemprego

Trabalhadores que trabalham de carteira assinada são assegurados pelo o seguro desemprego em caso de demissão do mesmo sem justa causa, o seguro é disponibilizado ao trabalhador a fim de amenizar os impactos sofridos por conta da perca do trabalho, sendo assim o mesmo consegue realizar suas obrigações financeiras e pessoas sem o trabalho e tem tempo e disponibilidade para se recolocar no mercado de trabalho.

Para realizar a consultar e verificar tudo o que a caixa disponibiliza basta acessar o site www.caixa.gov.br, na página será necessário informar o número do PIS do trabalhador e a senha de cadastro ao acesso na internet, caso não tenha a senha e só realizar o cadastro, em seguida clique na aba Seguro desemprego e logo depois clicar na opção benefício.

Como dar entrada no seguro desemprego?

O MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) implantou uma novidade que promete facilitar o trabalho das empresas que necessitam enviar o requerimento do seguro desemprego pela a internet.

Com o empregador WEB os trabalhadores e as empresas podem enviar pela a internet os requerimentos do seguro desemprego, por meio de arquivos que são gerados pelo o sistema ou de forma individual.

O empregador Web possibilita o preenchimento do requerimento e a impressão do seguro desemprego em seu próprio sistema, e as empresas facilitam ainda mais o processo de entrada do benefício do seguro desemprego do trabalhador.

Entrada no seguro desemprego
Entrada no seguro desemprego

As vantagens desta nova implantação de dados do empregador WEB é que facilita o cruzamento de dados dos funcionários na base de dados do Governo, além disso também assegura ao Governo que só estão recebendo o benefício realmente os trabalhadores que possuem direito, previsto em lei.

Além do benefício da integração corretas dos dados as empresas ainda podem cadastrar a matricula do CEI e encaminhar os requerimentos utilizando o Certificado Digital da Empresa, além de poder cadastrar todas as suas filias e encaminhar os mesmos documentos fazendo o uso somente do certificado digital da matriz.

Agora toda a solicitação de requerimento do benefício será realizada pelo o Empregador Web, aonde será feito todo o cruzamento de dados junto com as bases de informações governamentais, assegurando rapidez e garantia na entrega.

O seguro desemprego e é direito de todo trabalhador que se enquadra nos requisitos legais previsto por lei, assegurados ao recebimento de uma quantia em dinheiro de maneira temporária para aqueles que por algum motivo foram desligados de suas atividades funcionais trabalhista, o único objetivo e visa atender a todos os que possuem direito ao recebimento de uma renda temporária até a nova recolocação no mercado de trabalho.

Para solicitar a entrada do benefício o atendimento deve ser agendado no SAA (Sistema de Atendimento Agendado) que é feito gratuitamente pela a internet, escolhe estado e cidade que deseja atendimento, após esse processo ser realizado com sucesso mais o preenchimento de seus dados pessoais, aparecera na mesma tela do site o dia, horário e local que deve comparecer portando seu número do PIS, carteira de trabalho, contrato de trabalho e todos os seus outros documentos pessoas e pronto, será feito a solicitação do benefício.

O trabalhador só receber o seguro 30 dias depois da solicitação e efetivação da entrada do beneficio, sendo assim o quanto mais breve você der entrada neste beneficio, mais rápido você vai receber o seu seguro desemprego, as parcelas e o valor de pagamento vão variar de acordo com o valor do seu salario, o numero máximo de parcelas varia de 3 a 5 parcelas do auxilio desemprego, esse beneficio é concedido como um benefício temporário para o trabalhador que do nada perdeu o emprego, sendo assim o mesmo pode retornar ao mercado de trabalho sem preocupação.

Auxílio desemprego: O Seguro desemprego é um auxilio temporário?

Auxilio desemprego

Auxílio desemprego

O Seguro desemprego é um auxilio temporário disponibilizado pelo o Governo aos trabalhadores que ficam desempregados, é um benefício de garantia e assistência ao trabalhador e seus dependentes durante um período temporário.

O benefício somente valido para trabalhadores sem justa causa. Você garante esse benefício através do recolhimento do Pasep ou do Pis, que é pago ao empregado enquanto ele está realizado suas atividades funcionais.

Esse benefício vem dos recolhimentos de imposto que é feito pelo o Governo é repassados para os trabalhadores desempregados.

O benefício do auxílio desemprego agora está relacionando ao SINE – Sistema Nacional de Emprego. A primeira mudança bem legal foi que durante o recebimento do benefício por conta do vínculo ativo com o SINE agora os beneficiários receberam proposta de empregos, aceitando a nova chance de colocação no mercado o beneficiário perde o auxílio imediatamente, porém volta a girar com uma nova oportunidade atividade de emprego.

Ou seja, agora as suas chances de uma nova colocação no mercado são ainda maiores, pois além de suas tentativas de recolocação, caso aparece alguma vaga que você tenha perfil o SINE também será uma oportunidade de ser recolocar no mercado de trabalho.

Auxílio desemprego
Auxílio desemprego

Entenda um pouco mais…

O seguro desemprego pode ser solicitado por qualquer trabalhador que fiquem sem trabalho e que seja mandado embora sem justa causa, pois ele visa ao trabalhador um auxílio financeiro temporário para que ser recoloque novamente no mercado e para que o desempregado não seja pego desprevenido referente ao impacto econômico inesperado por conta do seu desemprego, de maneira temporária o benefício visa a estabilidade financeira por um período de tentativa de uma nova colocação.

Na primeira solicitação deve-se ter trabalhado no período de no mínimo de 12 meses, já para solicitar pela segunda vez deve ter trabalhado por no mínimo 9 meses registrados em carteira, caso seja sua terceira solicitação em apenas 6 meses registrado em carteira, já pode ser feita a solicitação novamente. Os valores das parcelas são variados de acordo com o tempo.

Para solicitar o benefício você deve realizar o agendamento online no sistema SAA que é o sistema de agendamento agendado e após preencher as informações no site como seus dados pessoais, local que deseja atendimento, cidade e município, você seguira até a tela final de agendamento, quando finalizar seu agendamento com sucesso, será efetivada a operação com o local, horário e posto de atendimento que deve comparecer portando toda a sua documentação pessoal, contrato de trabalho e carteira de trabalho, após a atendente fazer a conferencia da sua documentação e estiver dentro dos padrões requisitados será feito a solicitação do benefício.

É importante que antes de comparecer a unidade de atendimento que deseja ser atendido, faça o agendamento online, pois como todos os serviços atuais são agendados, você só garantira o seu atendimento após esta efetivação for realizada com sucesso, após isso será apenas o processo burocrático de comparecimento, conferencia, solicitação e aquisição do benefício.

Vale ressaltar que o beneficio é concedido somente a trabalhadores que foram mandados embora das suas atividades trabalhistas sem justa causa, em caso de demissão por justa causa ou desligamento solicitado pelo o trabalhador o mesmo não é contemplado ao seguro, o seguro é temporário e visa a ajudar o trabalhador a se reestruturar financeira durante esse emprego que o mesmo estar sem trabalhar, mantendo todas as suas obrigações em dia, é importante que dei a entrada no seu seguro desemprego o mais rápido possível, pois o beneficio é concedido 30 dias depois após a entrada do mesmo, sendo assim é possível que o trabalhador se mantenha temporariamente com o seus fundos rescisórios até que o beneficio seja depositado.

Consulta seguro desemprego: Descubra o passo a passo para habilitar

Consulta seguro desemprego

Consulta seguro desemprego

O seguro desemprego é um dos benefícios destinado ao cidadão trabalhador dispensado das suas funções trabalhistas sem justa causa, esse auxílio é concedido ao trabalhador demitido para que o mesmo mantenha temporariamente a sua vida pessoal e financeira até que consiga se recolocar no mercado de trabalho.

É um beneficio concedido a todo o trabalhador que trabalha de carteira assinada, é entra em vigência ser o mesmo estiver dentro dos requisitos legais de aquisição do programa, ou seja, não é trabalhando um mês que você vai conseguir receber o seguro desemprego.

O seguro desemprego recentemente passou por uma serie de mudanças que dificultou ainda mais a aquisição do beneficio, isso foi uma estratégia do Governo Federal para quer o trabalhador recebe-se o auxilio somente ser fosse realmente necessário, sendo assim evitando supostas fraudes.

Com as novas mudanças ocorridas no beneficio os contemplados (as) podem receber o auxilio de 3 a 5 meses, o programa do seguro desemprego visa exatamente isto, aparar aquelas pessoas que perderam o emprego e precisam de um suporte financeiro temporário para ser recolocar novamente no mercado de trabalho.

Ao ser contemplado (a) com o beneficio o trabalhador pode acompanhar de perto todos os depósitos que ocorrem na conta e os prazos de pagamento do mesmo. Veja a seguir como consultar o seu seguro desemprego.

 

Como consultar o seguro desemprego?

Existe hoje 3 maneiras bem fáceis e simples de acompanhar o seu saldo e conferir a quantidade de parcelas que foi contemplado ao seu seguro, para fazer esse acompanhamento basta escolher qual a opção e mais cômoda e viável para você.

Consultar o seguro desemprego com o cartão cidadão

O cartão cidadão é um cartão magnético de uso insubstituível que permite ao usuário consultar e receber diversos benefícios sociais e trabalhistas. Tais benefícios como o PIS, PASEP, FGTS e também o próprio seguro desemprego.

Portando este cartão os saques e consultas podem ser realizadas em qualquer agencia da Caixa Econômica Federal ou em qualquer casa lotérica próxima a sua residência.  Entretanto só possui este cartão as pessoas que recebe ou recebeu algum beneficio do Governo Federal, isto independente do se o usuário possui ou não conta na Caixa Econômica Federal.

Consulta para atendimento a clientes da Caixa Econômica Federal

Quem é cliente Caixa e possui algum tipo de conta ativa na mesma é ainda mais fácil, pois os depósitos podem ser realizados diretamente nesta conta da Caixa, sendo assim a consulta pode ser feita através do internet Banking da Caixa através do site www.caixa.gov.br, a consulta também pode ser realizada em qualquer casa lotérica.

Como consultar o seguro desemprego pela a internet?

Para quem gosta de praticidade, comodidade e rapidez pode realizar a consulta online, sendo assim não é preciso enfrentar filas e transito nas agencias aonde a consulta do seu beneficio pode ser realizada através do site da Caixa (www.caixa.gov.br), o site teve o layout recentemente reformado.

  • No próprio site da Caixa caixa.gov.br, no menu superior procure a opção ‘’ Benefícios e Programas ‘’, na primeira coluna ‘’ benefícios do trabalhador ‘’, clique na opção ‘’ seguro desemprego ‘’.
  • Em seguida uma nova pagina aberta, onde vai informar sobre o programa.
  • No lado direito da página, você deve clicar no botão é consultar o pagamento, se você não tiver o cadastro no próprio site você pode criar a sua senha, primeiramente você deve informar o número do seu NIS – Número de Identificação Social, ou o numero do seu PIS/PASEP.

Após preencher as informações solicitadas você poderá consultar prazo e extrato de pagamento do seu seguro desemprego, vale lembrar que em caso de duvida você pode acessar o próprio site da Caixa que contem informações que podem te auxilio neste processo de consulta (www.caixa.gov.br).

 

Cálculo seguro desemprego: Quem tem direito ao seguro desemprego?

Cálculo seguro desemprego

Cálculo seguro desemprego

O seguro desemprego é um benefício temporário concedido na forma de dinheiro ao trabalhador que foi demitido de suas funções trabalhistas sem justa causa, o mesmo recebe esse seguro por meio de pagamentos mensais, cujos os valores destinado ao trabalhador vai variar de acordo com o salário do mesmo.

O tempo de concessão do seguro pode variar de 3 a 5 meses, isto vai depender de quanto tempo o trabalhador tinha registrado em carteira, e os valores também variam de acordo com o teto máximo do salário.

O seguro desemprego foi criado no ano de 1990 deste então o seguro sofreu diversas alterações na lei, até ser tornar o benefício que é hoje.

Quem tem direito ao seguro desemprego?

O seguro desemprego é um auxilio temporário concedido a todo cidadão trabalhador que executam suas atividades funcionais de carteira assinada, é uma assistência ao trabalhador que foram dispersados das suas atividades sem justa causa.

Cálculo seguro desemprego
Cálculo seguro desemprego

Valor das parcelas do seguro desemprego

O valor recebido referente ao seguro desemprego não é calculado de acordo com o tempo de trabalho e sim com os valores dos últimos salários do trabalhador, o valor do seguro é calculado a partir da média salarial dos últimos 3 salários do trabalhador, simples é somado os 3 últimos salários que e o valor bruto e o resultado da soma é divido por 3.

Por isso, antes que você realize a consulta ao benefício é necessário fazer o levantamento de quais foram os seus últimos salários, esse valor é o valor mensal bruto sem qualquer tipo de desconto.

Vale ressaltar, que a média encontrada não é o valor que você vai receber, a média só é utilizada para calcular o valor das parcelas que você vai receber referente ao seguro desemprego.

A base de cálculo é utilizada somente os meses completos, sendo assim se o trabalhador foi dispensado no dia 15 de um determinado mês, o salário deste mês não entra na base de cálculo. É utilizado para o cálculo apenas os meses completos para a base de cálculo.

 

Leia também Cálculo Seguro Desemprego: Conheça as regras para receber o seguro desemprego

 

Quantidade de parcelas do seguro desemprego

  • Entrada no seguro pela a primeira vez o trabalhador recebe pelo menos 4 parcelas do seguro;
  • Se a solicitação estar sendo realizada pela a segunda vez ou mais o trabalhador recebe no máximo 3 parcelas;
  • Agora se você trabalhou os últimos 12 meses, 36 meses antes da demissão sem justa causa tem direito a receber 4 parcelas.

O tempo de recebimento citado acima não precisa necessariamente que seja consecutivo, pode ter tido variações referente a troca de emprego durante esse período de trabalho.

Como requerer o seguro desemprego?

A consulta do seu seguro desemprego só pode ser realizada após a entrada do seguro, sendo assim é possível saber a situação dos pagamentos, primeiramente você precisa estar atento (a) aos prazos, sendo assim você tem o prazo de 7 a 120 dias depois da demissão sem justa causa para solicitar a entrada no seguro desemprego.

A data da dispensa começa a entra em vigor efetivamente, a partir do último dia de trabalho do trabalhador. Outra informação importante é que o prazo de solicitação do seu seguro não se reinicia, caso o trabalhador arranje um emprego mesmo sendo beneficiado pelo o seguro o mesmo perde o direito de receber o benefício, se a sua intenção é requerer o prazo de recebimento do seu seguro desemprego, você não poderá trabalhar de carteira assinada.

Com todos os documentos em mãos, você pode se dirigir aos postos de atendimento do SINE (Sistema Nacional de Emprego), qualquer agencia credencia da Caixa ou em qualquer delegacia regional do trabalho.