MTE AGENDAMENTO

CTPS o que é

Como funciona o MTE agendamento? O Ministério do Trabalho e Emprego busca cada vez mais facilidades para disponibilizar aos trabalhadores brasileiro, já que ele sabe o quão duro essa classe tem que dar para sobreviver nesse país.

Saiba tudo sobre o MTE agendamento

Pensando então, em uma forma de melhorar sua vida, o Ministério criou um sistema de agendamento, chamado de SAA (sistema de atendimento agendado) para trazer um rol de serviços que podem ser realizados na palma da sua mão.

E que apenas será necessário que você comparecerá no local e hora informado pelo site.

Esse é um método de trazer mais rapidez ao empregado que não pode se dar ao luxo de perder um dia inteiro de serviço para realizar alguma atividade.

Pois bem, você então nunca usou o sistema, e quer saber como ele funciona? Fique conosco.

CTPS o que é
CTPS o que é? / Foto: reprodução internet

AGENDAMENTO ONLINE

O sistema mais utilizado para agendamento do MTE é o SAA WEB.

Disponibilizado através desse endereço http://saaweb.mte.gov.br/inter/saa/pages/agendamento/main.seam, você irá acessar o link e precisará apenas preencher os dados pedidos.

Em primeiro lugar, selecione o Estado no qual se encontra (não é o Estado no qual nasceu, já que você seleciona o Estado para saber se tem vagas disponíveis por lá).

Após colocar o Estado, insira o município.

E aí, pode vir aquele questionamento; “mas aqui não tem o município que eu moro”. Nesse caso, significa que o sistema eletrônico ainda não foi instalado na sua cidade.

E isso acontece, porque alguns municípios brasileiros ainda são mais difíceis de acesso para a rede tecnológica ou porque ele ainda está sendo implantado aos poucos e está abrangendo apenas as capitais e grandes cidades, onde o fluxo de pessoas é considerado grande.

Por isso, se a sua cidade não aparecer no rol de municípios disponíveis, você apenas pode realizar o serviço à moda antiga. Comparecendo no local, emitir uma senha e esperar dentre tantas pessoas a sua vez.

Mas, voltando. Colocou seu município e deu certo? Ótimo! Continue!

Agora você vai inserir o tipo de atendimento.

Esses atendimentos em regra podem variar de Estado para Estado ou Município para Município.

Mas geralmente os mais apresentados são:

  1. Atualização de carteira de trabalho;
  2. Baixa de CTPS;
  3. Emissão de carteira de trabalho brasileiro;
  4. Emissão de carteira de trabalho estrangeiro;
  5. Empregador web;
  6. Entrada no seguro desemprego;
  7. Entrada no seguro desemprego por ata judicial;
  8. Entrega de CTPS;
  9. Entrega do registro profissional e de contratante;
  10. Homologação de rescisão de contrato de trabalho;
  11. Informações abono salarial;
  12. Informações CAGED para o trabalhador;
  13. Informações RAIS para o trabalhador;
  14. Orientação trabalhista;
  15. Recurso seguro desemprego;
  16. Recurso seguro desemprego por ata judicial;
  17. Solicitação de registro de contratante;
  18. Solicitação de registro de profissional;

Escolhido o tipo de atendimento dentre tantos disponibilizados, agora é só colocar o código de segurança e prosseguir.

Na página seguinte aparecerá qual a unidade que realiza o serviço, o endereço que ela fica localizada e a quantidade de vagas.

Clique no calendário e escolha dentro das vagas livre o melhor dia para você comparecer.

Pronto. Serviço concluído. Agora é só esperar.

Lembrando que você tem a opção de cancelar ou reagendar se aparecer algum compromisso futuro.

Na hipótese de re-agendamento, é provável que você consiga uma data bem mais longe, já que o sistema é bem procurado.

Por isso, tente realmente comparecer no dia designado.

AGENDAMENTO CTPS E SEGURO DESEMPREGO
AGENDAMENTO CTPS E SEGURO DESEMPREGO

AGENDAMENTO CTPS E SEGURO DESEMPREGO

Dentre os mais variados serviços disponibilizados pelo SAA, os mais acessados são os relacionados a CTPS e ao seguro desemprego.

A CTPS é um ato necessário para o cidadão que deseja ingressar na vida laboral. É por meio dela, que todos os seus atos serão escritos, ele saberá quanto ganha, quanto está sendo encaminhado para o INSS e etc.

É uma forma de controle por parte do empregado, do empregador e do Ministério do Trabalho, que pode fiscalizar as empresas e para isso necessita visualizar a CTPS dos funcionários.

Já o seguro desemprego é um benefício fornecido para o trabalhador que se encaixa nos seguintes requisitos;

  • Foi dispensado em justa causa, está desempregado quando requerer o benefício, recebeu salário de uma pessoa jurídica ou equiparada e ela, não possui outro meio de sustento e não recebe nenhum benefício previdenciário.

Pois bem, esses são os requisitos desses dois serviços, mas outros possuem também suas peculiaridades, por isso, não perca tempo e procure sempre os meios mais fáceis e práticos.

CONTATO – MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO

O ministério sabe que muitos brasileiros ainda sentem dificuldades nos serviços oferecidos pela página, por isso, colocou uma parte destinada a perguntas frequentes.

Se você está com dúvida, confira a página e veja se a sua pergunta já foi sanada.

Para mais contatos, é só ligar para a central de atendimento do MTE, chamada de “alô trabalho”, pelo número 158.

A ligação é gratuita e opera em todo o país.

eSocial Doméstico: Login com Código de Acesso

eSocial Doméstico

eSocial Doméstico – O login no eSocial Doméstica é essencial para as pessoas que possui empregado doméstico. Trata-se de uma ferramenta disponibilizada pela Gestão Pública para ajudar a arrecadação dos valores devidos ao funcionário. Descubra tudo sobre essa novidade, que passou a ser obrigação para todos que contratam este tipo de empregado.

eSocial Doméstico, Cadastro, Pagamento e mais

A tecnologia mais uma vez surpreende em particularidade de sua admissão pelo Governo Federal. Anteriormente, diversos indivíduos davam desculpas sobre da dificuldade em retirar o formulário para a manter dos direitos trabalhistas dos empregados. Desta forma, ou acabavam esquecendo ou não pagavam.

eSocial Doméstico
eSocial Doméstico (Foto: Divulgação)

O esocial doméstica veio exatamente coagir essa forma de comportamento, até para preservar os direitos dos empregados domésticos, os quais, a propósito, tiveram suas prerrogativas aumentadas há bastante pouco tempo, em virtude de novas leis e modificações na Constituição Federal, especificamente no que tange aos aspectos previdenciários e trabalhistas.

Até pouco tempo esses indivíduos tinham sérias dificuldades em comprovarem até inclusive seus vínculos empregatícios, bem como exigir os seus direitos. Era uma grande desatenção por parte das autoridades públicas, que nada faziam sobre.

Porém, embora essa forma de comportamento também ocorra nos dias atuais (bem como trabalho escravo, tráfico de indivíduos e mais tipos de abuso que deveriam ter sido extintos há muito, mas muito tempo, porém que lamentavelmente ocorrem em pleno século 21), o eSocial Doméstica foi bastante bom nesse aspecto.

Todos os empregadores que mantêm empregada doméstica precisam conseguir o login e palavra-chave para acessar o eSocial Doméstica. São dados sigilosos que não precisam ser repassados a terceiros. Nesse aspecto, somente você, patrão, pode acessar essa ferramenta do governo. De acordo com o próprio site, é responsabilidade do patrão preservar a privacidade das informações de acesso.

Para ajudar a arrecadação de tributos devidos ao empregado doméstico, o Governo Federal lançou há pouco tempo o eSocial Doméstica, um site por intermédio do qual é possível ao patrão pagar, em única cota, todos os direitos trabalhistas do empregado doméstico. Para realizar o login no eSocial Doméstica pela internet, o patrão precisa ter uma palavra-chave primeiramente cadastrada.

Caso você patrão permita que outros indivíduos tenham o seu login, poderá padecer consequências até mesmo penais se alguém acessar o eSocial Doméstica em seu lugar. Por causa disso é recomendado que constantemente que acessar o site você tenha o atenção de concluir a ação da maneira correta, de forma que a sua conta não fique aberta e possa ser usada por indivíduos não autorizadas.

eSocial Doméstica arrecadação

Todos os tributos trabalhistas precisam ser pagos por meio de desta ferramenta na internet. A arrecadação pelo eSocial Doméstica funciona em única cota. Dessa maneira, por intermédio de um único pagamento você estará em dias com as obrigações trabalhistas relacionadas ao seu empregado doméstico.

Acolher tributos pelo eSocial Doméstica é possível, rápido e sem riscos. Este sistema foi desenvolvido pelo Governo Federal para garantir que todos os empregados domésticos recebam as verbas que lhe são devidas e fiquem protegidos. Ao empregador é devido o acesso ao sistema para a arrecadação do formulário de encargo.

eSocial Doméstica pagamento

Ao acessar o site do eSocial Doméstica, você terá acesso a cada um dos campos importantes para a criação de um formulário de arrecadação. Trata-se de um arquivo que agrega todas as obrigações trabalhistas devidas ao empregado doméstico, de maneira simplificada.

Desta maneira, o pagamento do eSocial Doméstica precisa ser realizado em cota única, por intermédio do DAE (Documento de Arrecadação Estadual). Todos os meses você, como patrão, precisa conceder ao empregado doméstico uma cópia deste arquivo corretamente quite. Dessa maneira ele conseguirá ficar a par de de que você está cumprindo com as determinações legais.

A concepção do arquivo de arrecadação do eSocial Doméstica ocorre de maneira automática, por causa disso é fundamental que você acesse o eSocial Doméstica pela internet e mantenha o pagamento dentro do prazo. Essa atitude é fundamental para o patrão, que preserva em dia suas obrigações, e além disso para o funcionário, que possui seus direitos garantidos.

Você não vai desejar uma ação trabalhista contra você, tenha certeza disso, até visto que se “você sair da diretriz”, vai acabar perdendo, por ser direito do funcionário.

eSocial Empregado Doméstico, Cadastro, Pagamento
eSocial Empregado Doméstico, Cadastro, Pagamento (Foto: Internet)

Acessar o e-social doméstica é bastante simples, rápido e descomplicado. Pode ser realizado por qualquer aparelho com acesso à internet. Um estudo atual disse que mais de 54% das famílias brasileiras possui internet em casa e dessas aproximadamente 70% possui acesso à internet em outras formas seja na academia, cursos, faculdades, lan houses, ou demais meios informáticos disponíveis, como, até mesmo, por programas sociais.

Dessa maneira, não há desculpas para não se registrar ou não acessar o e-Social Doméstica, a fim de garantir os seus direitos.

Agora que você já sabe tudo sobre como realizar login no eSocial Doméstica, está na hora de começar a utilizar e se familiarizar com essa ferramenta do Governo Federal. Faça já o seu acesso e tome cautela para não perder a sua palavra-chave!

→ Como Acessar o eSocial Clique Aqui

Empregador Web Seguro Desemprego

Empregador Web Seguro Desemprego

Empregador Web Seguro Desemprego – O Empregador Web é um sistema informatizado, que surgiu como resolução do Ministério do Trabalho e Emprego para favorecer o despacho de documentos pelo patrão para requisição do Seguro Desemprego. Em vez de de ser preciso um prévio agendamento juntamente ao MTE e em seguida ser preenchido manualmente um longo formulário, agora o patrão pode realizar todo o processo de reivindicação do seguro desemprego de maneira ONLINE no conforto de sua residência.

Empregador Web Seguro Desemprego

No entanto, para vários patrões, o Empregador Web também não é simples o suficiente, pelo motivo de o aplicativo tem muitas funcionalidades, gerando dúvidas no momento de complementar o sua solicitação e de mandar documentos. Por causa disso decidimos fazer um manual com as principais dúvidas sobre o aplicativo produzido pelo Ministério do Trabalho e Emprego, de maneira que não fique qualquer dúvida sobre como utilizar e como decifrar as principais complicações localizados na plataforma.

Se você é um patrão que não está adaptado com o aplicativo Empregador Web, continue lendo o texto. Nele será instruído como fazer o seu cadastro, como cadastrar procuradores, além dos principais dificuldades e soluções obtidos ao longo o seu curso.

Empregador Web Seguro Desemprego
Empregador Web Seguro Desemprego (Foto: Empregador web)

O que é o Empregador Web? O Empregador Web é um aplicativo digital, disponível no link: http://sd.mte.gov.br/sdweb/empregadorweb/index.jsf A intenção essencial do programa é de favorecer tanto a vida do patrão, que não necessita exaustivamente complementar manualmente o papel de requisição do seguro desemprego, podendo até mesmo ser realizado por aplicado da própria empresa por intermédio de representação, assim como também favorecer a vida do trabalhador, que pode exigir o seu arquivo inclusive de maneira ONLINE.

Assim, tudo conseguirá ser realizado sem ter que se direcionar até os postos de atendimento do Ministério do Trabalho e Emprego, desde que o empregador e o aplicado possuam acesso a internet e uma impressora. Nele pode ser comunicado documentação em grupo, não sendo preciso a adição de um por um, o que demandaria bastante tempo em companhias de grande porte. Além de inclusive ser possível ter a garantia de adequação do documentos enviados, tudo isto economizando com a aquisição de formulários pré-impressos.

O Empregador Web é de alta segurança. Sendo que todos os dados enviados ao aplicativo estão codificados por SSL (aquele cadeado que apresenta-se ao lado do endereço do site). O sistema foi originado em 2015, e também está em funcionando até hoje, sendo a melhor maneira do patrão abrir o seguro desemprego juntamente ao Ministério do Trabalho e Emprego – MTE. Caso você deseje acesso ao manual do aplicativo, basta acessar:

https://empregadorweb.com/wp-content/uploads/2016/02/Manual usuario empregador web versao 2014.pdf Nele há todos os detalhes passo-a-passo de como fazer todos os procedimentos no Aplicativo do Empregador Web. Importa-se apontar que há 2 tipos de acesso ao aplicativo.

O primeiro é sem certificado digital, que possibilita: Arquivar Gestor; Autenticar Leiaute. E o segundo é com certificado digital, aonde o patrão pode: Ter acesso completo às funcionalidades do sistema, enquanto gestor; Ter acesso parcial às funcionalidades do sistema, caso seja procurado Acessando o Empregador Web pela primeira vez: Ao acessar pela primeira vez o site do Empregador Web pela primeira vez, aparecerá o sítio da internet de acordo com a imagem abaixo:

Nesta página há as principais informações sobre o aplicativo, além de se o empregador quer acessar o aplicativo COM certificado digital ou SEM certificado digital. Mais na frente ensinaremos como pedir e pagar o seu certificado digital, com as principais instituições do país.

Nesta mesma página do mesmo modo é possível restabelecer uma palavra-chave perdida, clicando em “pedir nova palavra-chave” Depois de entrar no SÍTIO DA INTERNET do Empregador Web, deve-se clicar em cadastrar gestor, depois de clicar no link, aparecerá uma tela requerendo as principais informações da empresa.

Tenha em mente de acrescentar todos os dados de modo correto, ficando ligado para evitar equívocos e possíveis problemas no futuro.

Os dados requeridos da empresa são:

*Tipo de Inscrição *Número de Inscrição *Nome da empresa *Razão Social *CEP *Logradouro *Número *Bairro *DDD / Telefone Já os dados do controlador da empresa são: *Login *E-mail *Confirmação de e-mail *Nome *CPF *DDD / Telefone

Depois de acrescentar todos os dados, deve-se colocar os números verificados. (Os números coloridos dentro de uma caixa). Após esta ação, será criado uma palavra-chave. Anote-a em local confiável, porque será constantemente necessário toda vez que for preciso entrar no portal do Empregador WEB. Como pedir o seu certificado digital para o Empregador Web? O cadastramento é somente a primeira parte do andamento. Para ter completo acesso ao Empregador Web e suas funcionalidades, é indispensável que o chefe possua um certificado digital.

O Comprovante Digital é um arquivo ONLINE, que pode tanto ser acoplado ao seu computador ou a um PENDRIVE, que comprova para determinado aplicativo que de fato quem está acessando aquela página é você. Sendo um sistema de alta segurança, por causa de além de sua palavra-chave, inclusive é preciso que possa ser acrescentado o pendrive para autentificação do cliente.] Caso você não possua e não queria adquirir o seu, você constantemente pode se dirigir diretamente até o Ministério do Trabalho e Emprego – MTE ou terceiro com representação e realizar os procedimentos diretamente.

O Certificado Digital do Empregador Web pode ser adquirido em muitas companhias de tecnologia que prestam esse serviço. A essencial delas é CERTISIGN, que executa o processo. Caso tenha dúvidas sobre esse processo, você pode entrar em contato direto com a empresa acima, ou qualquer outra de sua preferência.

Principais dificuldades localizados ao entrar no Empregador Web do mesmo jeito que qualquer sistema na internet, especialmente do governo, o Empregador Web pode ocorrer farto inconvenientes ao acessar. O essencial deles é não conseguir acessa á pagina do aplicativo. Caso isto aconteça, o que se recomenda é que se tente de novo o acesso em um horário no qual haja menos indivíduos usando o sistema, como depois de as 10 horas da noite ou bem cedo da manhã.

Caso inclusive dessa maneira a dificuldade continue, pode-se experimentar usar o aplicativo em outro computador, visto que a dificuldade pode estar em sua própria maquina, como um aplicativo que não esteja atualizando, criando complicações ao acessar o Empregador Web.

Outro dificuldade muito comum é o certificado digital não ser aceite. Neste caso é preciso que se instale todos os drivers indicados pela empresa certificadora. Caso inclusive dessa maneira não tenha resolvido a dificuldade, é preciso entrar em contato com a empresa que foi adquirido o certificado digital e pedir informações do visto que não está funcionando. Tenha em mente constantemente de usar o seu sistema atualizado, caso contrario são grande as chances de não conseguir usar o aplicativo Empregador Web, ou inclusive que se consiga, ocorra demora fora do comum.

O empregador constantemente pode acionar 158 ou o telefone local do MTE. Assim como também pode se conduzir de modo direto ao posto de atendimento do Ministério do Trabalho e Emprego – MTE e pedir apoio e informações de modo direto com um funcionário sobre o sua dificuldade.

Cadastro PIS

Cadastro PIS

Cadastro PIS – Um processo básico para todo o futuro empregado que deseje fazer a sua carteira do trabalhador. O Número do PIS é emitido depressa e pode ser adquirido tanto em meio físico quanto pelo cadastramento pela internet. Em ambas as hipóteses, o cadastramento é grátis e pode ser realizado sem complicação.

Cadastro PIS

Vale lembrar que o número do PIS é uma identificação essencial para o empregado que esteja ativo no mercado de trabalho, uma vez que é este número que vincula o empregado à Previdência Social e ao Ministério do trabalho, para que possa ter acesso as vantagens como o seguro desemprego, fundo de garantia, abono salarial, aposentadoria, e até inclusive ao bolsa família. [COMO CONSULTAR PIS COM SIMPLES PASSO A PASSO]

Cadastro PIS
Cadastro PIS (Foto: Empregador Web)

Porque o cadastro PIS é fundamental?

Sem ter cadastro PIS, você não conseguirá fazer a sua carteira de trabalho (CTPS), e então, não estará apto a inscrever-se no mercado formal de trabalho, e então não conseguirá desfrutar da aposentadoria e outras garantias que todo o empregado com carteira tem aceso e direito. Além disso, mais vantagens, como o Bolsa Família, estão vinculados de modo direto ao número do NIT, então sendo preciso ter cadastro no NIT (isto é, número do PIS), para ter acesso as vantagens como este. [Consultar PIS: Como consultar o PIS Online? Descubra o Passo a Passo]

Como se cadastrar no PIS na Caixa Econômica Federal

A forma mais simples e ágil de realizar o seu cadastro PIS é através das agências da Caixa Econômica Federal. Basta comparecer a uma agência em horário de atendimento (das 11h às 16h), portanto documentos de identificação básicos, como sua carteira de Identidade e o número do seu CPF, além de um comprovante de apartamento.

Dirija-se ao atendimento específico da Agência e solicite o cadastramento no PIS para aquisição da Carteira de Trabalho. Essa ação é bem rápido, e pode levar poucos minutos. Você receberá uma folha de papel impressa com o número do seu NIT, a qual você deverá portar junto no momento em que for fazer a sua carteira do trabalhador. [Habilitação Seguro Desemprego: Como Funciona? Quais são os Tipos de Habilitação?]

Cadastro PIS pela Rede mundial de computadores

A outra maneira de realizar o seu cadastro no PIS é por intermédio da Internet. Essa maneira é um tanto mais complicada, pois é você inclusive que realiza o cadastramento, mas contém a vantagem de que o segurado não necessita sair de casa para realizar o cadastramento. Assim que ativo o cadastramento, o cliente vai receber o número do PIS para ser impresso, e entregue no ato de fazer a sua carteira de trabalho.

Você vai necessitar ter em mãos os seguintes dados:

Seu nome completo;
Nome da mãe completo;
Seu CPF
Data de Nascimento
Documento de Identidade
Com estes dados em mãos, basta acessar o portal do Ministério do Trabalho a partir desse link: https://www5.dataprev.gov.br/cnisinternet/faces/pages/index.xhtml

Clique no canto superior esquerdo para fazer o cadastramento de filiado. Na tela que segue, basta complementar todos os campos da primeira caixa, que possui os dados básicos do indivíduo, e na segunda caixa, acrescentar uma informação, podendo ser o seu número do RG, da carteira de habilitação ou de um outro documento que você tiver em mãos.

Com as informações Empregador Web

Agendamento Carteira de Trabalho

Agendamento Carteira de Trabalho

Em várias instituições de emissão de carteira de trabalho é preciso que se faça o devido agendamento. Esta determinação foi tomada para evitar de sobrecarregar os funcionários, do mesmo jeito que administrar melhor a quantidade de indivíduos que estão em tentativa de fazer sua carteira de trabalho. Por isso, várias instituições passaram a realizar o agendamento carteira de trabalho. Esses agendamentos são capazes de ser feitos de várias formas. Pretende saber quais as formas? Leia o texto abaixo!

Agendamento Carteira de Trabalho

A CTPS é um documento essencial para preservar uma vinculação trabalhista no Brasil. Este documento é utilizado para anotar as atividades de trabalho do trabalhador, e inclusive para efetivar o vínculo do indivíduo com a providência social, para ter acesso a tabela INSS, tendo como exemplo.

Agendamento da carteira de trabalho

O agendamento é um trabalho simples e imediato. O processamento não consome bastante tempo, em dentro de poucos minutos você pode realizar o dia e hora no qual pode fazer sua carteira de trabalho.

Agendamento Carteira de Trabalho
Agendamento Carteira de Trabalho (Foto: Divulgação)

Cada órgão e estado institui a melhor forma de agendar os solicitações de despacho de carteira de trabalho. Então, uma maneira que pode equivaler para o estado de São Paulo, talvez não seja usada em Pernambuco, tendo como exemplo.

Como tirar carteira de trabalho pela internet

Uma maneira bem prática de concluir o agendamento pela internet é pelo site do Ministério do Trabalho e Previdência Social. Para tanto, basta seguir os seguintes passos abaixo:

Acesse o site do Ministério do Trabalho pelo seguinte endereço eletrônico: http://www.mtps.gov.br/carteira-de-trabalho-e-previdencia-social-ctps;
No menu situado na parte esquerda do site, selecione a alternativa ‘agendamento trabalho’;

Dessa forma, você será redirecionado para o Sistema de Atendimento Agendado, inclusive conhecido pela sigla SAA. Nele você conseguirá agendar o atendimento, do mesmo jeito que realizar o reagendamento.

Leia também: Agendamento CTPS Online

No sistema você precisa complementar informações fundamentais, como estado, município e o forma de atendimento que quer. Na próxima página, você receberá o nome da instituição, endereço e além disso a quantidade de atendimento para aquela determino ofício, no caso, realizar o agendamento.

Você terá acesso a um calendário com as datas que estão esgotadas, aguardando liberação, atendimento interrompido ou indisponível. Por causa disso, você deverá selecionar o dia e logo mais as datas disponíveis para esse certo dia. Selecionado o dia e horário, você deverá informar seus dados, CPF, data de nascimento e telefone para contato e finalizar. Somente aguardar o dia chegar para comparecer a unidade de expedição da carteira de trabalho.

Como agendar a carteira de trabalho pelo telefone

Além da internet, é possível concluir o agendamento da carteira de trabalho pelo telefone. Isto mesmo, você pode executar esse processo simples daí do conforto de sua casa ou quarto. Para tanto, basta acionar para o número 158 e selecionar a alternativa agendamento de carteira de trabalho. Esse é um canal de atendimento telefônico administrado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, o órgão encarregado pelas emissões deste documento. [Empregador Web Telefone: Ligue Agora e Tire Suas Dúvidas]

Documentos importantes para agendamento da carteira de trabalho

Para corporificar o agendamento da carteira de trabalho não é tão burocrático. Bastante pelo contrário, vários órgãos exigem somente seu nome completo, algarismo da carteira de identidade ou do Cadastro de Pessoa Física (CPF).

Já para realizar a expedição da carteira de trabalho é necessário que o indivíduo compareça com documentos de reconhecimento originais, como:

  • Carteira de identidade – ou outro documento de reconhecimento válido com foto;
  • Certidão de nascimento ou certidão de casamento;
  • Comprovante de endereço, que pode ser a fatura da conta de luz, água ou telefone;
  • Cadastro de pessoa física – seu CPF.

Outras informações acesse Empregador Web

Empregada Domestica tem direito a Seguro Desemprego

Empregada Domestica possui direito a Seguro Desemprego

O trabalho doméstico no decorrer dos anos foi uma atividade desvalorizada que não assegurava o empregado que a exercia. Levou anos para que o Governo Federal finalmente amparasse a categoria das empregadas domésticas. Finalmente em 2015, o Governo Federal reconheceu e aprovou o primeiro pacote de deliberações para normalização e instituições de algumas vantagens para a categoria das domésticas. Mas afinal de contas, as empregadas domésticas têm direito ao seguro desemprego? Essa também paira sobre muita gente, por causa disso hoje vamos este e mais pontos relacionados a classe das empregadas domésticas.

Seguro desemprego empregada doméstica – Confira o tudo sobre a vantagem

Seguro Desemprego Empregada Doméstica

Foi habilitado há pouco tempo a mudança que regulamenta procedimentos de adquirição do seguro desemprego para os empregados domésticos dispensados de suas atividades trabalhistas funcionais sem justa causa. O propósito do Governo é abrigar esta camada de profissionais com uma assistência financeira temporária em caso de dispensas inesperadas do mercado de trabalho, para que estes profissionais busquem uma nova função no mercado de trabalho sem que impacte tanto os seus dependentes quanto a sua vida financeira.

Valor do Seguro Desemprego para Empregadas domésticas

O seguro desemprego doméstico é corresponde a um salário mínimo atual que é admitido ao empregado no tempo máximo de 3 meses, pode ser de maneira alternada ou continua, pode ser pedir depois de o tempo de 16 meses trabalhando de forma registrada e formal, apurado da data da autorização que originou a antecedente, ou em casos de requisição pela primeira vez deve-se ter ao menos 16 meses trabalhados em carteira de trabalho.

Em qual lugar pedir o seguro desemprego

A requisição da vantagem precisa ser feita pelo MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) ou os órgãos competentes no tempo de ao menos a 7 dias e no máximo a 90 dias apurado da data do desligamento do seu trabalho. O funcionário de atendimento verifica se o recurso reúne todos os requisitos legais e constantemente que possível inclusive será introduzido nas ações as intermediações de mão de aprimorado, o essencial propósito de especifica ou seja a recolocação futura deste profissional no mercado de trabalho de novo.

Caso isso não seja possível o mesmo e endereçado a um curso de qualificação profissional, dando uma nova oportunidade para voltar à ativa no mercado de trabalho. Os cursos são oferecidos gratuitamente pelos os órgãos disponibilizados pelo o Governo, o programa Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico de Emprego) foi desenvolvido com esse propósito.

Empregada Domestica possui direito a Seguro Desemprego
Empregada Domestica possui direito a Seguro Desemprego (Foto: Internet)

Depois de feita a requisição o recebimento da primeira parcela depois de 30 dias e as demais acompanhando igualmente o intervalo de 30 dias contados depois de o recebimento da parcela antecedente.

O requerimento de requisição e habilitação do programa apenas pode ser agenciado dentro do tempo aquisitivo apresentado, cumprindo todos os requisitos estabelecidos pela a LEI complementar º 150/15. [Consulta habilitação do seguro desemprego]

Caso você seja beneficiária e queira aconselhar-se sobre o cronograma de pagamentos do seu seguro desemprego, basta acessar o portal do cidadão da Caixa, acessar usando o seu número do NIS – presente no cartão do cidadão e na carteira de trabalho – e aconselhar-se sobre o Seguro desemprego, com informações completas sobre as datas de pagamento e sobre o valor de cada cota da vantagem.

Documentos para pedir o Seguro desemprego de empregadas domésticas

A requisição do seguro desemprego para domésticas precisa ser feita em agências do SINE, delegacias regionais do trabalho ou mais estabelecimentos com correlação com a instituição do MTE. Para pedir o encaminhamento do Seguro desemprego, é preciso entregar qualquer um dos seguintes documentos, que comprovem o tempo de serviço prestado:

  • CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Civil)
  • Acordo de trabalho
  • Contracheques
  • Documentos que contenha a decisão judicial, constando todas suas informações trabalhistas como demissão, admissão e atividade exercida pelo aplicado.
  • * Veja como calcular o seguro desemprego

Com este novo sistema para os trabalhadores da categoria domestica a arte passou a ser bastante mais reconhecida, fazendo com que os empregadores se adequassem aos requisitos que hoje assegura todo o agente envolvido nesta categoria, dando as vantagens e os seguros estabelecidos legalmente por lei, dando ao profissional a segurança que eles sejam protegidos e assegurados em casos de doenças, desemprego e até inclusive abandono por acidente de trabalho.

 

Empregador Web é um aplicativo online

A partir de do ano de 2015, a vantagem do seguro desemprego do trabalhador passou a ser agenciado pelo empregador, a partir da internet, por intermédio do Empregador Web.

O Empregador Web é um aplicativo que agiliza o seguro desemprego

A alegação desenvolvida pelo Ministério do Trabalho, intitulada Empregador Web é um aplicativo, no qual o patrão precisa realizar o preenchimento da vantagem do seguro desemprego do seu empregado. Este indicador na internet agiliza a técnica de qualificação da vantagem.

Entretanto, para vários empregadores a questão da performance da plataforma também é um pouco complicada.

Como funciona o Empregador Web
Como funciona o Empregador Web (Foto: Divulgação)

Vários destes empregadores não possui muita agilidade para com a internet, porém todo o processamento é bem simples, além disso, o preenchimento da requisição na internet, acaba com a burocracia que acostumava ocorrer antes do aparecimento deste aplicativo.

Se você é um destes empregadores que não possui um entendimento bastante aprofundado do Empregador Web, continue fazendo a interpretação deste texto e saiba tudo sobre o seu desempenho, intenção, como realizar o cadastramento e seus benefícios.

Em um primeiro instante, vamos responder a um transtorno básico: O que faz impreterivelmente um patrão? O chefe é o encarregado por:
– Admitir funcionários para realizar serviços em determina empresa;

– Apontar trabalhos e utilidades ao seu empregado;

– Celebrar o pagamento (renumeração) dos funcionários da organização;

– Considerar como provedor de mão-de-obra, independente do acordo sucursal a que as vezes venha obrigar-se;

– Recolher ao FGTS, até o sétimo dia de cada mês, o valor apurado sobre o salário acertado ou carecido no mês antecedente.

Qual a destinação do Empregador Web?

O essencial propósito do empregador Web é a substituição do preenchimento manual do processamento de recurso do Seguro Desemprego, facilitando dessa maneira, o procedimento posterior.

Como funciona o Empregador Web?

Os empregadores precisam indicar a partir da internet os dados do seu empregado. Dessa maneira, a solicitação que será enviado pelo sistema ficara mais acessível ao agente no momento em que ele pedir o seguro desemprego, nos postos de atendimento do SINE, nas Delegacias Regionais do Trabalho ou qualquer outro órgão relacionado ao MTE.

Esses órgãos já obterão os dados do agente disponíveis no banco de dados do Ministério do Trabalho, agilizando todo o processamento.

Por intermédio do aplicativo Empregador Web, será realizado o comunicação dos dados dos trabalhadores com outras informações de dados do Governo, tendo como exemplo, os dados armazenados na Previdência Social.

Como funciona o arquivo para o Seguro Desemprego na Internet?

Para poder realizar o cadastramento do trabalhador, o patrão precisa, a princípio se cadastrar (usuário e senha) no site Empregador Web. Para ter acesso ao endereço do Seguro Desemprego na Internet, acessar o link: Empregador web e clicar na escolha “Cadastrar Gestor”.

O processamento de cadastramento na plataforma Empregador Web é acelerado e sem problemas.

Gerado a sua conta no site, é preciso fazer uma requisição de Seguro Desemprego. Esta escolha encontra-se na lista, e é a primeira escolha na aba Empregador”, que encontra-se logo abaixo da aba “Trabalhador”.

Com seu cadastramento já concluído, basta adicionar o requerimento da vantagem do Seguro Desemprego.

Em casos de perda da palavra-chave, o portal possibilita a requisição da criação de um novo acesso.

A ferramenta na internet é completamente segura, possuindo comprovação digital.

Que benefícios o Empregador Web oferece?

O aplicativo oferece aos empregadores as seguintes benefícios:

– A capacidade de mandar dados fazendo uso de cadastro migrado do sistema de folha de pagamento;

– O benefício no preenchimento, podendo dispensar a solicitação (requerimento) adquirido em papelarias.

Se você é um patrão e também não está inscrito no Empregador Web, acesse o site do Seguro Desemprego e faça o seu cadastramento.

Consulta habilitação do seguro desemprego

Consulta habilitação do seguro desemprego

O seguro desemprego é uma vantagem contingente admitido aos indivíduos que foram demitidos sem justa causa. Trata-se de um dos mais essenciais recursos destinados à categoria trabalhadora recentemente desempregada, uma vez que é esta vantagem que irá arcar com as despesas da família enquanto não é aprovado de novo em um novo emprego. Depois de corporificar a requisição da vantagem em um dos pontos credenciado, é preciso que o agente fique realizando uma consulta habilitação do seguro desemprego. Por isso, não sabe como elaborar este processo?

Habilitação do seguro desemprego

A habilitação do seguro desemprego é o processamento no qual pode ser executado a conferência sobre os procedimentos desta vantagem. É o onde é possível examinar se a vantagem foi liberada ou não depois da requerimento dos trabalhadores.

Veja como funciona o seguro desemprego e entenda mais a fundo para qual propósito serve a qualificação do seguro desemprego.

O seguro desemprego é uma vantagem com caracteres contingente que visa realizar assistência aos trabalhadores que foram demitidos há pouco tempo sem justa causa. Para ter acesso a vantagem é necessário ir até uma agência da Previdência Social ou Caixa Econômica Federal, instituição financeira encarregado pelo pagamento da vantagem. Porém não é apenas isso, é necessário acatar à algumas especificações definidos pelos órgãos, são eles:

Não ter renda própria;
Ao pedir a vantagem pela primeira vez é necessário ter trabalhado com carteira assinada por um tempo de 18 meses;
O agente precisa estar desempregado no momento em que quiser dar abertura na vantagem;
O solicitante dessa vantagem precisa estar dentro de requisitos como trabalhador doméstico ou formal sendo demitidos sem justa causa;
Não ser acionista de;
O valor do seguro desemprego não é uma cifra fixa. Alguns elementos são capazes de adulterar esta vantagem. Entretanto, algumas regras são certas: o valor não pode ser menos que um salário mínimo, no caso, R0 para o ano de 2016.

Consulta habilitação do seguro desemprego
Consulta habilitação do seguro desemprego (Foto: divulgação)

Consulta idoneidade do seguro desemprego

Corporificar esta consulta à aptidão do seguro desemprego é bastante simples, no entanto é preciso que preste bem atenção no hora do preenchimento das informações. A consulta pode ser feita em dentro de poucos passos, como os descritos abaixo:

Acesse o site da Caixa Econômica Federal pelo seguinte endereço eletrônico: https://webp.caixa.gov.br/cidadao/beneficios/frepw001.asp.

Para ter acesso a consulta habilitação é necessário que preencha o formulário de login. Esse formulário pede, a princípio, o número de inscrição social, conhecido pela sigla NIS. Já o segundo campo pede a senha internet. Esta senha é usada para ter acesso ao portal do cidadão da Caixa Econômica na internet. Caso não tenha esta senha, é possível fazer o cadastramento na hora. Para tanto, basta somente clicar na opção ‘cadastrar senha’.

Com todas as informações preenchidas, clique na tecla ‘ok’. Pronto, caso todas as informações estejam corretas, você será direcionado a página de consulta a aptidão do seguro desemprego.

Depois de aperceber que o seguro desemprego foi aprovado, o beneficiado possui, no máximo, 90 dias para sacar o valor depositado em conta. Caso ultrapasse esse limite, o valor será estornado para os cofres do Governo. Saiba também o que mudou depois da nova lei do auxílio desemprego.

Como Funciona o Seguro Desemprego Segundo as Novas Regras

Como funciona o Seguro Desemprego

Você sabe como funciona o seguro desemprego? Pois bem, ele é direito de todo funcionário, assegurado e garantido pelo o art.7º dos direitos sociais da Instituição Federal, a vantagem trata-se um amparo financeiro disponibilizado temporariamente ao funcionário dispensado de suas atividades funcionais sem justa causa, para que ele possa com paciência volta ao mercado de trabalho.

No entanto, muita gente também não sabe como funciona o seguro desemprego, por causa disso, confira a seguir tudo sobre essa vantagem.

Como funciona o Seguro Desemprego
Como funciona o Seguro Desemprego (Foto: Divulgação)

Para ter direito a vantagem do seguro desemprego o funcionário necessita se adequar em qualquer das categorias a seguir:

Ter sido demitido do seu emprego sem justa causa;
Trabalhadores pescadores em época do defeso, a qual são os meses que são proibidos pescar;
Trabalhadores caseiro que estavam trabalhando em suas atividades trabalhista de maneira parecido a dos escravos, no entanto os inclusive contem o direto até mesmo quando não contem anotação em carteira e se enquadram em situações parecidos a dos índios.
Como acolher o seguro desemprego?

Como já sabemos que a vantagem é admitido apenas a trabalhadores dispensados de suas atividades trabalhistas demitidos sem justa causa, caso o agente arranje um novo trabalho de forma registrado a vantagem é interrompido.

Para realizar a solicitação da vantagem precisa ser enquadra nos requisitos, depois de isso precisa fazer o agendamento do mesmo, para onde será confirmado se a seu requisito de trabalhado lhe permitir direito a recebimento do seguro desemprego, o sistema depois de ratificar todas as suas informações ele calcula o valor do benefício, o sistema irá realizar a elucidação da data que precisa estar na Agencia da Caixa Econômica Federal.

Aferição das Parcelas do Seguro Desemprego

Este ano o seguro desemprego sofreu algumas mudanças e agora o citado apenas conseguirá ser agenciado de acordo com as novas atualizações de vigor, dentro disso o seguro desemprego será acertado de 3 até 5 parcelas dentro dos seguintes requisitos:

Para ter direito a 3 parcelas do seguro desemprego o agente deverá atestar em carteira assinada ao menos 6 a 11 meses, isto será valido somente na 3 petição do seguro desemprego.

Para conseguir até 4 parcelas o funcionário deverá ter trabalhado na primeira requisição de 18 a 23 meses de trabalho.

No segundo pedido de requerimento da vantagem após anotação em carteira o mesmo deverá ter trabalho de 12 a 23 meses de trabalho.

Na terceira requisição o funcionário deverá ter trabalhado de carteira assinada de 12 a 23 de trabalho.

Para ser ter direito em resgatar 5 parcelas da vantagem o agente apenas terá direito de pedir através da segunda requisição aonde o mesmo necessita atestar ao menos 24 meses de carteira assinada, para pedir pela 3 vez o mesmo precisa atestar em carteira assinada além disso 24 meses de trabalho.

Como funciona o seguro desemprego – Quem tem direito

Com a atualização das regras agora terá direito ao seguro desemprego ao pedir pela primeira vez o funcionário precisa ter ao menos 18 anos de idade, isto consecutivos ou não aos 24 últimos meses imediatos a sua demissão do trabalho.

O funcionário precisa ter ao menos no mínimo 12 salários, nos últimos 16 meses sendo consecutivos ou não a sua demissão; Agora, você sabe como funciona o seguro desemprego.

Cálculo Seguro Desemprego: Passo a Passo Com Dicas Simples [Veja Aqui]

Cálculo Seguro Desemprego

O Seguro Desemprego é um benefício de assistência ao trabalhador que beneficia milhares de pessoas estão perdendo os seus trabalhos e necessitam desse auxílio do Governo para conseguirem se manter, já sem a renda do antigo emprego para ajudar. Ele serve justamente para evitar que esse fique desamparado ao perder seu trabalho. Porém é muito importante também que o trabalhador entenda como funciona essa fonte de renda: o cálculo do seguro desemprego varia de acordo com a renda e como o número de meses trabalhados.

Cálculo Seguro Desemprego

Para quem recebe o Seguro Desemprego, umas das ações mais importantes a ser feita é o Cálculo desse incentivo, o qual, vai definir o quanto você vai ganhar, baseado em seu salário e no tempo de serviço no último emprego.

Como fazer o cálculo seguro desemprego

O Governo impõe uma fórmula de pagamento do seguro desemprego para não estourar o limite orçamentário disponível apenas para dar esse incentivo à população que está desempregado no Brasil.

Por isso, um primeiro fato que é necessário saber sobre o cálculo do seguro desemprego é que existe um limite quanto a esse pagamento, sendo o máximo que cada pessoa pode receber do Governo em um mês é o valor de R$ 1.385, 91, mesmo para quem o cálculo desse acima dessa faixa, irá receber 1386,91, um limite estabelecido em cima de algumas contas, as quais, preveem quanto é o máximo que o Governo pode gastar nesse benefício.

Cálculo Seguro Desemprego
Cálculo Seguro Desemprego

Além disso, é importante saber propriamente de que forma é feita a conta que determina quanto se irá receber do Governo Federal, assim, pode-se realizar um planejamento financeiro melhor em cima desse valor pré-definido.

Para se realizar essa conta, deve-se pegar a média salarial dos três últimos meses que o trabalhador teve e multiplicar por um número, o qual, é definido de acordo com a sua faixa salarial e o tempo de emprego que o trabalhador possui.

Para quem ganha abaixo de 1.222,77, o valor a ser recebido do seguro salarial será de 80% da média salarial dos últimos três meses. Já para quem entre 1.222,78 a 2.038,15, o seguro desemprego será calculado multiplicando 0,5 em cima da média salarial dos últimos três meses.

Dessa forma, por exemplo, se você ganha 2000 mil reais, o seu cálculo será de 2000 vezes 0.5, assim, o seu seguro desemprego vai ser de 1000 reais. Por fim, para quem ganha mais que 2.038,15, não existe cálculo sobre o seguro desemprego, já que há um pagamento fixo de 1.385,91.

Essa é uma forma de distribuir de uma maneira mais adequada os valores acumulados pelo Governo para quem está desempregado. Como quem recebe mais, paga mais impostos e por isso acabando sendo compensado com um seguro desemprego mais alto. Já quem tem um salário o menor, tem um nível de vida mais baixo e com isso, consegue sobreviver e ter uma qualidade de vida boa mesmo não ganhando tanto pelo Seguro Desemprego 2017.

Cálculo parcelas seguro desemprego

As parcelas do seguro desemprego são calculadas de acordo com o tempo de serviço com carteira assinada, e o número de solicitações do seguro desemprego. Confira abaixo como calcular as parcelas do auxílio desemprego.