Carteira de Trabalho Digital Redação Empregador Web

Quantas empresas abriram durante a pandemia?

Terra à vista

Você é uma das pessoas que sempre sonhou em ter um negócio próprio? Estava engrenada em realizar isso e, de repente veio a pandemia e estragou tudo. Tenha certeza de que a mesma situação ocorreu com muitas outras pessoas.

Embora esteja diante de um cenário negativo ou, e de forma otimista, digamos promissor, existe sim a uma oportunidade de mudar de vida. 

No Brasil, enfrentamos diversos processos burocráticos para formalizar uma empresa. No entanto, é prático adquirir uma franquia. Você já pensou nisso? Saiba que, principalmente agora, existem boas, interessantes e lucrativas oportunidades nesse modelo até mesmo para quem deseja atuar em home office.

Os números não mentem

O setor de franquias conta com mais de 160 mil unidades no Brasil, com cerca de 2800 marcas e faturamento anual de R$ 186 bilhões. Atualmente, as franquias empregam 1,3 milhão de pessoas. O crescimento esperado para 2020 era de 8% de alta no faturamento, bem acima dos 2,5% esperados para o PIB antes da pandemia.

(Fonte: site ABF – Associação Brasileira de Franchising)

Franquia e franqueado 

Franquia é uma forma de expandir um negócio cedendo à outra pessoa o direito de uso da marca. Para isso, o franqueado deve trabalhar com a comercialização ou distribuição exclusiva de um produto ou serviço. Em outras palavras, o dono da empresa (o franqueador) permite que os empreendedores operem sob sua licença. E esse relacionamento é mutuamente benéfico, pois a empresa consegue expandir a sua marca.

Por que investir em franquias durante a crise?

Percebeu-se com a crise que o mercado financeiro tem apresentado instabilidade e também crescimento. É preciso ser cauteloso e atento na escolha das marcas para investir e apostar. É preciso cobrar informações, transparência e suporte dos franqueadores. Para entender melhor as oportunidades que o mercado oferece agora, acompanhe essas sugestões.

Top franquias que ficaram mais baratas na pandemia

CredFácil:  com 280 franquias abertas e pretende chegar a 400 em 2020. Foco em empréstimos, com a alta demanda durante a pandemia (crescimento de 28% no faturamento). Lojas físicas: investimento anterior: R$ 38.900, caiu para R$ 29.900. De acordo com a empresa, a justificativa é que empreendedores de outros setores passaram a procurar a rede para investir e eles resolveram flexibilizar valores para conseguir capilaridade.

É Seguro: a rede de seguros com 220 unidades e pretende abrir mais 40 ainda em 2020. Com a pandemia, a marca renegociou todos os valores com os fornecedores, agregando os custos dentro do investimento inicial, oferecendo isenção de sistemas operacionais. Lojas físicas: antes, R$ 45.900,00 agora, R$ 34.900,00; home-office de R$ 23.900,00 para R$ 17.900,00

Ecoville: franquia de produtos de limpeza, com311 unidades pretende chegar a 400 ainda neste ano. De acordo com a empresa, o empreendedor optando por usar o próprio veículo para entregas, confere redução do aporte inicial. Valores: antes R$ 57.000, incluindo a taxa de franquia, capital de giro e estoque inicial. Agora R$ 34.900.

Gigatron: com 52 unidades abertas, a franquia de tecnologia pretende expandir para cidades de até 100 mil habitantes com a microfranquia Software (foco no pequeno e médio varejo, prestadores de serviço e restaurantes). Antes, R$ 10.750, incluindo taxa de franquia, capital de instalação e capital de giro. Agora, caiu para R$ 2.750. 

Jan-Pro: rede de limpeza comercial tem mais de 400 unidades em operação e quer abrir mais 100 ainda em 2020. Com p crescimento, para atrair mais empreendedores, também reduziu significativamente os valores. Investimento inicial antes era de R$ 49.950 (incluindo a taxa de franquia e os insumos, acessórios e equipamentos), agora, caiu para R$ 37.800.

Mr. Fit: rede de alimentação saudável tem 180 unidades e quer chegar em 300 em 2020. Com a redução da taxa de franquia, buscou se diferenciar na venda de produtos. Antes, R$ 17.450 (incluindo insumos, 100 refeições iniciais e um freezer adesivado). Agora, caiu para R$ 6.250.

Paper Pão: franquia que desde 2016 traz a publicidade em saco de pão. O franqueado fatura com a venda dos espaços publicitários e, atualmente, a rede tem 15 unidades em todo o país e espera chegar a 30 ainda em 2020.

De acordo com eles, o negócio cresceu na pandemia e conseguiu renegociar valores com todos os fornecedores. Dessa forma, o investimento inicial, que era de R$ 5.200, passou para R$ 4.500. Além disso, os novos franqueados são isentos do pagamento de royalties durante quatro meses.

Tendências devem ser sentidas

Como pode perceber, existem franquias nos mais variados setores. Cabe a você, analisar uma amostra delas e tirar suas conclusões. Lembrando que, aqui selecionamos alguns dos muitos exemplos existentes no mercado.

Avatar
Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.