Como Declarar o Imposto de Renda MEI: Tutorial de como declarar o seu imposto de renda rápido e online

Aqui no nosso site você confere tudo sobre MEI, imposto de renda e muito mais!

Declarar imposto de renda, para a maioria das pessoas, parece uma tarefa difícil e diversas vezes estressante. Entretanto, não precisa ser assim.

Primeiramente, antes de qualquer coisa, conheça um pouco sobre o que é um MEI.

  1. Saiba o que é MEI

Primordialmente, o MEI é um programa para prestadores de serviços anteriormente irregulares e varejistas, que agora podem facilmente se tornar empresas individuais formais registrando-se como tal e pagando uma taxa fixa por mês. Ou seja, a tentativa de uma resolução para a questão da ilegalidade no comércio. O imposto cobre todos os impostos e previdência social sem obrigações adicionais.

Na hora de abrir o seu MEI, não perca tempo na internet, acesse o Portal do Empreendedor, ponto central de contato (online) entre o microempreendedor e o governo. Além disso, oferece registro de empresa, geração de dirigentes recibos e acesso a licitações do governo, finanças e contabilidade simples.

2. Como declarar o imposto de renda MEI

Quando for declarar o seu imposto de renda MEI, fique tranquilo, nosso guia irá tirar todas suas dúvidas. Antes de qualquer coisa, observe se você possui mais de uma fonte de renda em 2021, ou seja, se o seu MEI é sua única fonte de renda. No formulário “Bens e Direitos”, escreva que tem uma pessoa jurídica no segmento de Microempreendedor Individual.

Em seguida, saiba que você precisa fazer a Declaração de Ajudes Anual do Imposto de Renda Pessoa Física se obteve rendimentos superiores de R$28.559,70 no ano passado. Escolha a opção 13 e preencha o seu CNPJ e nome do seu negócio. Escreva o valor da renda isenta. Para finalizar a ficha, clique “Ok”.

Primordialmente, pegue a receita bruta e diminuía pelas despesas. Depois disso, deve anotar a parcela da sua receita que não será contada. Ou seja, no caso do MEI, 8% de receita bruta para comércio, indústria e transporte de carga, 16% para transporte de passageiros e 32% para serviços em geral.

O valor de parcela isenta, em seguida, será preenchido na área de “Rendimentos Isentos”. Além disso, elabore a parcela tributável (lucro menos a parcela isenta).

Caso se atrase na hora de fazer o seu imposto de renda, não fique desesperado. O processo é todo online, o que facilita um pouco as coisas. Acesse o Portal do Empreendedor e faça uma declaração retificadora. Você pagará uma multa de R$50 ou 2% ao mês sobre o montante dos tributos.

3. Ser MEI não significa ser pequeno

Em primeiro lugar, nenhum negócio existiria sem seus clientes, então mantê-los felizes é muito importante. E a melhor maneira de mantê-los felizes é ouvi-los.

Às vezes, grandes organizações pagam aos consultores quantias estonteantes de dinheiro para descobrir o que está acontecendo de errado com seus negócios, quando poderiam simplesmente ter perguntado a seus clientes. (Observação: isso não é um problema com os consultores. Muitos consultores são ótimos. Só que isso acontece muito.) Isso pode ocorrer porque as empresas não sabem como coletar opinião dos clientes ou implementá-lo de maneira eficaz.

Quer você esteja perguntando aos seus clientes pessoalmente, enviando e-mails ou configurando canais de escuta nas redes sociais, saber o que deixa seus clientes felizes pode fazer ou quebrar seus negócios.

Este é um ponto importante. Coletar feedback e implementá-lo pode parecer uma tarefa difícil, mas é essencial.

4. Não desanime

Sobretudo, o ano passado foi péssimo para as pequenas empresas. E, em 2021, muitas pequenas empresas ainda lutam com os mesmos desafios que enfrentaram em 2020.

No entanto, é importante lembrar que, durante uma recessão, o dinheiro simplesmente não evapora. Não apenas deixa de existir. Não vai embora. Ele apenas muda de mãos, muda de um negócio para outro.

Portanto, a questão é: você está aproveitando essa oportunidade? As marcas que continuam a comercializar e conquistar participação de mercado serão as marcas que crescerão e conquistarão todos os clientes.

5. Invista em tecnologia para o seu MEI

Antes de qualquer coisa, este é o momento de realmente mover sua empresa em uma nova direção quando se trata de tecnologia. Dê uma olhada nas plataformas de marketing e de gerenciamento de negócios que existem e tente encontrar uma que tenha tudo de que você precisa em um único login.

Você não pode ser ótimo sem integração. Ou seja, você precisa de uma plataforma totalmente integrada que faça tudo o que você precisa, desde CRM, pagamentos e gerenciamento de mídia social até gerenciamento de reputação, gerenciamento de anúncios e marketing de conteúdo. Além disso, para ser um bom MEI, pense no seu calendário de marketing e organize-se. Dessa forma, você terá um plano de jogo para promoções e saberá quais coisas você estará promovendo a cada mês.

Faça pesquisas para descobrir que tipo de conteúdo criar. Coloque-se no lugar de seus clientes. O que eles querem? Quais são os serviços e produtos mais populares para você ao longo do ano.

Depois de ter uma ideia do tipo de conteúdo a ser criado, coloque-o em seu calendário de marketing de conteúdo a cada mês. Você vai querer saber o que está promovendo a cada mês e qual é o valor para seus clientes.

Com essa pesquisa, você também poderá criar vídeos, infográficos, e-mails, postagens em mídias sociais, anúncios online e muito mais para expandir sua marca.

Portanto, agora você sabe como declarar o seu imposto de renda, como direcionar o seu marketing e estratégias de negócio. Quer saber mais sobre o mundo MEI? Navegue pelo nosso site, temos diversos artigos para você sobre MEI.

Bom negócio!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.