Início Site Página 2

Regras de Transição Aposentadoria

1
Regras de Transição Aposentadoria
Regras de Transição Aposentadoria (Foto: Reprodução)

Regras de Transição Aposentadoria – Veja quais são os procedimentos para entrar na aposentadoria pelo INSS e quais são as novas regras para alteração de aposentadoria, seja ela equivalente ao proporcional ou, por tempo de contribuição e por idade.

Regras de Transição Aposentadoria

A partir que se escuta anunciar sobre déficit da previdência, uma das opção apresentada pelo presidente é mexer na aposentadoria no qual ele trouxe sua alegação e esse também precisa ser votado tanto na Câmera e Senado, a aposentadoria então é realmente um direito adquirido de vários indivíduos, a grande ameaça e que seja uma coisa imediato e agressivo com os indivíduos que faltam pouco a atingir ao tão aguardado momento de aposentar-se e aproveitar do benefício do seu trabalho.

Regras de Transição Aposentadoria
Regras de Transição Aposentadoria (Foto: Reprodução)

Posto isto a alegação do presidente prevê regra de transição para um grupo especifico de indivíduos, isso por tanto tira a duvida de vários cidadãos, isto é promulgado para proteger-se grandes distorções de que os indivíduos que estejam a um ou 5 anos de se aposentar precisariam em torno de 10 ou 15 anos, por isso, o propósito das Regras de Transição da aposentadoria do INSS é apresentar a um procedimento gradativo da antiga previdência para a nova de forma gradativa, sem grandes impactos para a sociedade. [Habilitação Seguro Desemprego]

A quem se aplica as novas regras de transição de aposentadoria?

A norma de transição presentada será aplicada a mulheres de 45 anos e os homens a começar por 55 anos, posto isto os contribuintes nessa faixa etária para conseguir a Aposentadoria por tempo de contribuição dessa maneira que tenham atingido a exigência da previdência antiga, deveram pagar com 50% correspondente ao tempo que faltara com a nova promulgação da reestruturação.

Tendo como exemplo, se um homem de 54 anos que haja começado a partir de os 18 anos a trabalharem, porém teve uns anos que não teve anotação somando ele atingiu 27 anos de contribuição, por tanto na antiga previdência faltariam 8 anos para alcançar os 35 anos de contribuição, porém nesse caso no momento em que for aprovada a reestruturação, de acordo com a especificação de Transição devera pagar um pedágio de 50% do tempo faltante, posto isto a metade de 8 e 4, por tanto para este homem faltaram 12 anos de contribuição. Se faltava 8 anos na antiga previdência ele se aposentaria com 62 anos, porém com a nova ele se aposentara aos 66 anos, isto sendo a Aposentadoria por tempo de contribuição. [COMO SACAR O FGTS POR MOTIVO DE APOSENTADORIA:]

As Regras de Transição por idade segue da seguinte forma, lembrando que na antiga previdência as mulheres se aposentam as 60 anos e homens a partir dos 65 anos, tendo no mínimo 15 anos de contribuição, posto isto a especificação e a mesma tendo em conta o pedágio de 50 % do tempo de contribuição que falta, posto isto um homem que possui 62 anos e contribuiu por 12 anos assim sendo faltam 3 anos para conseguir se aposentar, a metade de 3 e 1,5 somando temos 4,5 anos, neste caso o homem que se aposentaria aos 65 anos na antiga previdência tendo os 15 anos de contribuição mínima, na nova previdência conseguirá se aposentar aos 66,5 anos, tendo que trabalhar mais 1,5 anos.

Tabela Regras de Transição Aposentadoria

Tabela Regras de Transição Aposentadoria
Tabela Regras de Transição Aposentadoria

Todos os cálculos são proporcionais ao tempo de contribuição referenciando a idade dos contribuintes, porém também não estipularam o nível máximo ate quantos anos faltantes será vigorada a especificação da transição, visto que proporcionalmente no momento em que mais anos falta maior será a diferença. Para entender maiores informações, você precisa acompanhar as novas regras da Reforma da Previdência Social.

Leia mais neste link

PREVMovel: Rede de atendimento da Previdência Social

0
PREVMovel: Rede de atendimento da Previdência Social
PREVMovel: Rede de atendimento da Previdência Social (Foto: Divulgação)

O PREVMovel oferece à comunidade atendida todos os serviços prestados em uma agência convencional

Se o seu município não tem uma agência da Previdência Social, os serviços do PREVMovel são capazes de ser a saída. Este prestigiado serviço foi desenvolvido para acabar de vez com as complicações dos habitantes de cidades pequenas no qual não há atendimento certo da Previdência Social. Conheça agora inclusive essa fundamental ferramenta colocada à uso do colaborador.

PREVMovel o que é e como funciona?

De acordo com o próprio site da Previdência Social, o PREVMovel concede atendimento a indivíduos que residem em cidades no qual não há agência característica. Isto acontece nos casos de cidades pequenas ou de árduo acesso. Para que você que está nessa situação não precise se distanciar até outras cidades, a Previdência cede os todos os serviços pelo PREVMovel.

Como funciona o PREVMovel?

A Previdência Social conta com centenas de veículos oficiais que percorrem o país para acolher os indivíduos que moram em pequenas cidades. Fique por dentro e saiba em que momento um veículo do PREVMovel passará pela sua região. Não perca a ocasião para informar-se sobre seus direitos previdenciários.

PREVMovel
PREVMovel (Foto: Divulgação)

Se você necessita pleitear uma vantagem como aposentadoria, auxílio doença ou qualquer outro benefício previdenciária, o PREVMovel funciona para te ajudar. Desta maneira você não deverá gastar dinheiro com transporte e hospedagem em outras cidades. Porém é necessário ficar ligado para não perder o agendamento do PREVMovel. Isto é, os dias no qual os veículos estarão atendendo em sua região.

Serviços PREVMovel

De acordo com informações do próprio Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS), os carros do PREVMovel estão habilitados para realizar todos os serviços que são oferecidos nas unidades fixas. Isto é, você pode solucionar qualquer transtorno por intermédio do PREVMovel. Pode ter seus direitos reconhecidos em até 30 minutos, abrir seu procedimento de aposentadoria e muito mais.

Além de todos os serviços convencionais, os agentes do PREVMovel fornecem aos habitantes das cidades no qual não há agência da previdência informações previdenciárias. Dessa maneira todos os habitantes são capazes de conhecer direitos que pode ser que eles nem sequer sabiam ter. Se você pretende receber atendimento pelo PREVMovel, saiba agora inclusive como agendar.

Agendamento PREVMovel

Do mesmo jeito que nas agências fixas do Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS), é possível agendar atendimento no PREVMovel. Porém na maior parte das vezes o atendimento é executado por ordem de chegada. Isto significa que você precisa informar-se com antecedência os dias no qual os serviços estarão sendo prestados em sua região.

Este serviço do INSS surge como maneira de auxiliar indivíduos que moram em cidades no qual o acesso a este órgão é carente. Se este é o seu caso, garanta já o seu atendimento pelo PREVMovel. Tenha seus direitos garantidos. Receba sua aposentadoria, seu auxílio doença e várias outras vantagens pagos por este instituto.

Garanta a sua aposentadoria pelo PREVMovel, já que este é um dos serviços mais procurados pelos indivíduos no momento em que encontram o automóvel da previdência. Além disso é grande o número de indivíduos que desejam informações sobre os seus direitos trabalhistas. Nos carros do PREVMovel há profissionais e equipamentos preparados para te acolher da melhor forma possível.

Acompanhe agora o PREVMovel na internet, por intermédio da página oficial do INSS na internet. Saiba em que momento este serviço será prestado em sua região e garanta os seus direitos garantidos em LEI.

Ficou alguma dúvida?

Em caso de dúvidas, ligue para a Central de Atendimento do INSS pelo telefone 135.

O serviço está disponível de segunda a sábado das 07:00 às 22:00 (horário de Brasília).

O atendimento da Previdência Social é simples, gratuito e dispensa intermediários.

 

Décimo Terceiro Salário INSS

0
Décimo Terceiro Salário INSS
Décimo Terceiro Salário INSS (Foto: Divulgação)

Décimo Terceiro Salário INSS – Veja se você pode requisitar o Adiantamento de Décimo Terceiro Salário originário do INSS veja como pedir. Adiantamento de décimo terceiro para aposentados e pensionistas do INSS.

A eventualidade de Adiantamento de Décimo Terceiro Salário INSS não é uma novidade para todos. Esta alternativa existe há mais de dez anos, e anualmente os aposentados e pensionistas da Previdência Social sabem que são capazes de adiantar o seu beneficio antes de chegar o final do ano. Entretanto, também não é possível antever se o salário INSS para o décimo terceiro possa ser adiantado esse ano. [EXTRATO DE PAGAMENTO DO INSS: COMO CONSULTAR E ACESSAR O PORTAL]

Décimo Terceiro Salário INSS, como adiantar?

Isto se deve à crise política que o Brasil está sofrendo, com as mudanças em programas e cada dia novas noticias oriundas do setor político do país, torna-se complicado a todos adivinhar se será possível realizar a Adiantamento do Décimo Terceiro a partir do INSS, já que nos últimos anos esta antecipação costumou atrapalhar para quantidade ser liberada.

Décimo Terceiro Salário INSS
Décimo Terceiro Salário INSS (Foto: Divulgação)

Frequentemente, todos os anos o governo libera o adiantamento em duas parcelas, que geralmente começam em agosto e terminam em setembro. Vários aposentados e pensionistas costumam pedir o salário INSS com adiantamento para não correr a ameaça de ocorrer alguma coisa no final do ano que os impeça de receber o décimo terceiro, com isto, todos os anos no momento em que o mesmo é liberado, frequentemente é muito solicitado.

O que é Antecipação do 13º Salário

​É a chance de contar com o dinheiro extra do seu 13º. Use o valor para quitar dívidas, comprar o que precisa ou, quem sabe, fazer aquela viagem. Para solicitar, é preciso ter o crédito do salário na Caixa​ ou ser aposentado ou pensionista permanente do INSS. Confira todas as condições na sua Agência e antecipe o seu 13º salário.

Caso você não esteja por dentro também deste assunto, confira a seguir quem pode pedir o adiantamento da primeira cota do décimo terceiro salário e como realizar para conseguir acolher de maneira antecipada.

Quem pode realizar o adiantamento do décimo terceiro salário?

Como estamos falando de salário INSS, apenas os aposentados e pensionistas, ou qualquer indivíduo que receba a renda provinda do INSS por um auxilio pode estar recebendo o decimo terceiro. Por tanto, o adiantamento do mesmo do mesmo modo pode ser feito apenas por estes indivíduos que estão aposentadas ou recebem um benefício do órgão ao qual está sendo aludido neste capitulo.

Para que o indivíduo receba o adiantamento do decimo terceiro, é preciso que o governo autorize esta atividade. Isto costuma ocorrer próximo aos dias no qual o adiantamento pode ser retirada, frequentemente nos meses de agosto e setembro. Este adiantamento apenas pode ser feito depois da liberação oficial do governo.

Valor Décimo Terceiro INSS

Depois de estar liberado o saque, usualmente o decimo terceiro é acertado em duas parcelas, divididas uma em cada mês consecutivo. Os valores variam entre 500 a 25 mil reais, e os mesmos são pagos a todos aqueles que tem direito ao salário na Previdência Social. Caso esse ano a mesma for logo aprovada, você aposentado ou pensionista conseguirá realizar a requisição juntamente à um órgão da Caixa Econômica Federal, levando sua documentação. [Previdência Social: O que é? Como Funciona? Quem tem direito?]

Pagamento 13º INSS

Os pagamentos frequentemente costumam ser disponibilizados na conta bancária da Caixa Econômica Federal de cada indivíduo que é aposentada, do mesmo jeito que seu salário INSS além disso é disponibilizado nessa conta. Lembrando que o adiantamento não é alguma coisa exigido, porém com a situação delicada da economia do país, os indivíduos especialmente as idosas preferem garantir o mesmo o mais rapidamente possível.

CND INSS – Emissão de Certidão Negativa INSS

0
CND INSS – Emissão de Certidão Negativa INSS
CND INSS – Emissão de Certidão Negativa INSS (Foto: Empregador web)

CND INSS – Veja como emitir a Certidão Negativa INSS. O arquivo pode ser pleiteado via internet gratuitamente, tanto por pessoas físicas quanto por pessoas jurídicas. Além de favorecer determinados processos burocráticos, a despacho da CND na internet minimiza as chances de o arquivo ser adulterado, prevenindo que companhias e indivíduos sejam prejudicadas.

CND INSS – Certidão Negativa INSS

A Certidão Negativa INSS é usada para atestar a ausência de pendências ante a Previdência Social e a Receita, ela pode ser solicitada em vários casos. Antigamente, este forma de arquivo apenas poderia ser retirado em uma das unidades da Previdência [Agendamento eletrônico de atendimento na Previdência] e poderia demorar até 15 dias para ficar finalizado, com a disponibilização da emissão pela internet, a pessoa obtém alguns tipos de CND exatamente hora do acesso.

CND INSS – Emissão de Certidão Negativa INSS
CND INSS – Emissão de Certidão Negativa INSS (Foto: Empregador web)

Para qual propósito serve a Certidão Negativa INSS?

O arquivo serve para atestar que o colaborador, seja ele indivíduo física ou jurídica, está completamente quite com a Previdência Social. A Certidão Negativa INSS é requisitada no momento em que o agente solicita sua aposentadoria, revalidação de repartição de imóveis, alienação ou oneração de bens, concessão de empréstimo agricultor, entre outros.

Leia também: eSocial: O Que é? Como Funciona e o Que Muda Para o Trabalhador?

Consultar a Certidão Negativa INSS inclusive é bastante fundamental para afirmar que você ou sua empresa está de fato regular com a Previdência, para examinar a assiduidade de companhias contratadas, evitar fraudes e afirmar os dados de CND apresentadas por terceiros em muitas situações.

Como emitir pela internet?

A Certidão Negativa emitida pela internet possui utilidade de 60 dias, depois de este tempo, ela não é mais aceita e precisa ser retirada de novo. Confira o passo a passo de como colocar sua CND:

Certidão Negativa INSS – CPF

1º Passo: Acesse CND Pessoa Física.

2º Passo: Preencha o campo recomendado com o número do CPF, apenas os números. Logo após, digite o chave de segurança mostrado no lado direito da tela, diferenciando caracteres maiúsculas e minúsculas. Clique em ‘consultar’

3º Passo: Clique em “imprimir” no final da tela para imprimir o certificado. Ou em “nova consulta” para fazer a consulta de outro CPF.

Certidão Negativa INSS – CNPJ

1º Passo: Acesse CND Pessoa Jurídica.

2º Passo: Informe o número do CNPJ da empresa, sem pontos ou barras. Digite no espaço recomendado o chave de segurança informado no lado direito da página, respeitando se as caracteres estão em maiúsculo ou minúsculo. Clique na escolha “consultar”.

Leia também: Conectividade Social: O que é conectividade social? Como funciona?

3º Passo: Para emitir, basta clicar em “aplicar”. Para realizar a consulta de novo selecione a escolha “nova consulta”.

Débitos de Imóvel Rural

1º Passo: Acesse CND Imóvel Rural.

2º Passo: Informe o número do seu imóvel rural, ele possui somente 8 dígitos. Copie o chave de segurança no espaço recomendado, se houver caracteres maiúsculas e minúsculas, diferencie de acordo com amostra a imagem da tela. Clique na alternativa “consultar”.

3º Passo: Para adquirir a certidão em papel, clique em “imprimir”. Caso contrário, basta selecionar a alternativa “nova consulta”.

Leia também: Senha CNIS – Cadastrar

Todas as certidões negativas são emitidas com data e momento de consulta, então, essas informações irão constar no atestado depois de ele ser impresso. Se houver pendências na Receita Federal em um dos números usados, a CND não será emitida. Demais tipos de Certidão Negativa INSS apenas são capazes de ser retiradas nas unidades da RFB (Receita Federal) ou da Previdência Social.

Senha CNIS – Cadastrar

0
Senha CNIS – Cadastrar
Senha CNIS – Cadastrar (Foto: Internet)

Senha CNIS – Cadastrar – Verifique se os depósitos do INSS estão sendo realizados de modo correto, sem ter necessidade de sair de casa, graças à Senha CNIS. Uma maneira menos difícil de consultar extratos do tempo de contribuição do INSS.

Diversos indivíduos são capazes de acompanhar hoje o extrato do INSS, para afirmar se o mesmo está sendo pago de modo correto, qual é o valor que está sendo depositado todos os meses, além de todas as informações trabalhistas dos cidadãos: como em qual lugar ela já exerceu suas atividades, quanto tempo trabalhou em determinada empresa, qual era o seu salário, dentre outras informações.

Senha CNIS – Registrar Palavra-chave Pela Internet

Entretanto, quem até então não sabe como consultar estas informações, é fundamental que conheçam o recurso CNIS. Uma maneira de consulta de extrato de INSS que pode ser realizado em casa, a traves da internet. Para isto é necessário registrar a Senha CNIS, que será mais bem explicada neste post. Para você que também não conhece esse beneficio, veja neste conteúdo como funciona a Senha CNIS e como realizar suas consultas na internet.

Senha CNIS – Cadastrar
Senha CNIS – Cadastrar (Foto: Internet)

O que é o CNIS?

O CNIS é chamado de o Cadastro Nacional de Informações Sociais, é uma base no qual os assegurados são capazes de obter informações oriundas dos seguradores. As companhias que fazem os depósitos do INSS tendo como exemplo. Ele funciona como um método de extrato da vida profissional do empregado, no qual é a traves desta documentação que é possível permitir abertura na aposentadoria no hora determinada, além de poder executar o calculo apropriado de quanto receberá do INSS para que não seja burlado por outros indivíduos.

Como realizar o cadastramento da Senha CNIS pela internet

A princípio é necessário ter acesso à internet a partir de um computador. Depois de basta acessar o site https://meu.INSS.gov.br/central/index.html nesta plataforma é possível acessar o extrato CNIS. Como você também não tem acesso à plataforma, nessa nova janela é necessário ir em “cadastrar” para fazer sua palavra-chave CNIS.

Uma nova aba será aberta para que possa complementar os dados, os elementos solicitados são fáceis de conseguir, tais como o CPF, o nome da mãe, e a data de nascimento. Posteriormente isto, o sistema irá colocar uma tela com um numero de acesso, é nesse hora que precisa entrar em contato com a central da Previdência Social, por intermédio do numero de telefone 135.

Basta agora avisar o algarismo criado na plataforma para conseguir a Senha CNIS, que o seu cadastramento estará liberado para entrar e examinar os extratos disponíveis até nos dias de hoje. A central de atendimento da Previdência Social funciona em horário comercial, de segunda a sexta das 07 até às 22 horas, entretanto, se tiver uma dificuldade com o acesso ou com o arquivo da Palavra-chave CNIS, basta entrar em contato com os mesmos para sanar as dúvidas.

Como realizar o cadastramento da Senha CNIS pela internet
Como realizar o cadastramento da Senha CNIS pela internet (Foto: Divulgação)

Tendo isto realizado, é possível ter acesso e avaliar o valor de sua aposentadoria no futuro. Algumas vezes a plataforma de cadastro emite um aviso de equívoco, a qual pode ser tentada de novo em outra hora, porém caso a dificuldade insista, é necessário entrar em contato com o órgão informado para poder descobrir a dificuldade e ter acesso aos seus dados.

Agendamento eletrônico de atendimento na Previdência

0
Agendamento eletrônico de atendimento na Previdência
Agendamento eletrônico de atendimento na Previdência (Foto: Empregador Web)

Agendamento eletrônico de atendimento na Previdência – Uma das utilidades do portal da Previdência Social é a capacidade realizar agendamentos eletrônicos para consultas, perícias médicas e até requisição vantagem do benefício do seguro desemprego. Isto permite que os indivíduos tenha um atendimento especializado e possa combinar com antecedência o seu atendimento, facilitando que a unidade se prepare para o atendimento. [Previdência Social: O que é? Como Funciona? Quem tem direito?]

Agendamento eletrônico de atendimento na Previdência

Isto evita horas de espera, do mesmo jeito que as filas que se propagavam apressadamente em anos anteriores nas agências do INSS. O agendamento eletrônico é grátis, rápido e acessível. Veja a seguir como fazê-lo.

Agendamento Previdência Social

O agendamento eletrônico pode ser realizado no site da Previdência Social, basta acessar http://www.previdencia.gov.br. Na aba de “Serviços do INSS” você encontra o Agendamento como primeira escolha, então basta clicar sobre ele. Na página posterior clique em “Agendar”.

O primeiro passo é a escolha do serviço; é aqui que você define o que irá realizar na agência. Escolha o serviço e digite o código verificador; clique em “Avançar”. A próxima etapa irá se atentar nos seus dados, como CPF, nome, entre outros. Se for preciso você já pode mandar inclusive a cópia dos documentos exigidos para o serviço. Clique em “Avançar” e realize as demais fases, que consistem em selecionar a unidade, horário e data, e certificar a requisição.

Consultar Agendamento Previdência Social

Caso você tenha realizado um agendamento, porém se esqueça do dia ou local, ou quer conseguir qualquer informação, é possível voltar ao sistema para consultar a sua requisição. Faça todos os passos mencionados no primeiro tópico da nossa explicação primeiro, porém em vez de de selecionar o serviço, clique em “Consultar”, logo abaixo de “Protocolo de Requisição”.

Para celebrar a consulta você precisa indicar o CPF, nome e data de nascimento. Tenha em mente que essas deverão ser as mesmas informações do cadastramento. Digite o código verificador e clique em “Avançar”.

Consulta de Perícia Médica Agendada

A consulta de perícia médica agendada do mesmo modo é disponibilizada pela Previdência Social por intermédio do Sistema de Administração de Benefício por Incapacidade, no site https://www2.dataprev.gov.br/sabiweb/consulta/inicio.view#sabiweb. Para efetivar a consulta é necessário confirmar o número do benefício ou requisição, data de nascimento, CPF e nome do pretendente.

Informe o criptografia da imagem e clique em “Verificar”. Dessa maneira você conseguirá analisar todas as perícias médicas que tem agendada, do mesmo jeito que data, horário e local.

Agendamento eletrônico de atendimento na Previdência
Agendamento eletrônico de atendimento na Previdência (Foto: Empregador Web)

Agendamento Eletrônico pela Central de Atendimento do INSS

Outra maneira de agendar serviços em unidades do INSS é pelo telefone, de modo direto pela Central de Atendimento no 135. A Central permite que você faça o agendamento de serviços, basta ter em mãos o número de inscrição da Previdência Social, PIS/PASEP ou NIT, CNPJ ou CPF do empregador, documentos pessoais e número da vantagem. [Habilitação Seguro Desemprego: Como Funciona? Quais são os Tipos de Habilitação?]

Além de agendar serviços, pela Central você pode adquirir informações sobre os serviços da Previdência, calcular o requerimento do auxílio-doença, consultar suas perícias agendadas, informações sobre a situação da sua vantagem, realizar inscrição de colaborador, definir pedido de prorrogação e de reconsideração, do mesmo jeito que mais tipos de cargos. A central funciona de segunda a sábado, das 7h às 22h.

 

 

 

Limite para saque em contas inativas termina na segunda-feira (31)

0
Limite para saque em contas inativas
Limite para saque em contas inativas (Foto: Divulgação)

Contas inativas quem pode sacar?

Todo trabalhador residente no Brasil ou exterior que pediu demissão ou teve seu contrato de trabalho finalizado por justa causa até 31/12/2015 tem direito ao saque das contas inativas de FGTS, de acordo com a Lei nº 13.446/17.

Termina na próxima segunda-feira (31) o prazo para saque em contas inativas do FGTS. Nesta última semana, os nascidos em todos os meses conseguem fazer o resgate de recursos. A Caixa Econômica Federal ratifica que mais ou menos 5 milhões de trabalhadores até este momento conseguem fazer o saque.

De acordo com a Caixa, já foram pagos mais de R$ 42,8 bilhões, beneficiando 25,3 milhões de trabalhadores. O valor, acertado até o dia 19 de julho, corresponde a 98,33% da soma primeiramente disponível para saque, que era de R$ 43,6 bilhões. Por volta de 88,73% dos trabalhadores, beneficiados pela Lei 13.446/2007, já realizaram o liberação em contas inativas.

Limite para saque em contas inativas
Limite para saque em contas inativas (Foto: Divulgação)

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, adverte que, caso o empregado não retire o saldo existente até a data limite, os saques de contas inativas apenas poderão acontecer dentro das especificações estabelecidas em lei. “A tabela para a retirada facilitada foi um indicador extraordinário, com intenção de incentivar um alívio financeiro aos trabalhadores e a estimulação da economia. Quem perder o tempo, apenas conseguirá fazer saques do FGTS nas situações previstas na legislação”, esclarece o ministro.

Entre as situações previstas em lei para saques fora do tempo estão demissão sem justa causa; aposentadoria; doença grave, no momento em que não houver depósito por 3 anos ininterruptos na conta; e adquirição de casa própria, liquidação ou abatimento ou pagamento de parte das prestações de financiamento habitacional concedido no âmbito do SFH.

Orientação – Para sacar, o agente necessita entregar a carteira de trabalho. A comprovação apenas é básico se a retirada for de mais de R$ 10 mil de uma das contas. No entanto, se houver qualquer abertura no registro das suas informações, ele será capaz de corrigir os dados do sistema.

 

Ministério do Trabalho
Colaboração de Imprensa

imprensa@mte.gov.br

Empregador Web Seguro Desemprego

0
Empregador Web Seguro Desemprego
Empregador Web Seguro Desemprego (Foto: Empregador web)

Empregador Web Seguro Desemprego – O Empregador Web é um sistema informatizado, que surgiu como resolução do Ministério do Trabalho e Emprego para favorecer o despacho de documentos pelo patrão para requisição do Seguro Desemprego. Em vez de de ser preciso um prévio agendamento juntamente ao MTE e em seguida ser preenchido manualmente um longo formulário, agora o patrão pode realizar todo o processo de reivindicação do seguro desemprego de maneira ONLINE no conforto de sua residência.

Empregador Web Seguro Desemprego

No entanto, para vários patrões, o Empregador Web também não é simples o suficiente, pelo motivo de o aplicativo tem muitas funcionalidades, gerando dúvidas no momento de complementar o sua solicitação e de mandar documentos. Por causa disso decidimos fazer um manual com as principais dúvidas sobre o aplicativo produzido pelo Ministério do Trabalho e Emprego, de maneira que não fique qualquer dúvida sobre como utilizar e como decifrar as principais complicações localizados na plataforma.

Se você é um patrão que não está adaptado com o aplicativo Empregador Web, continue lendo o texto. Nele será instruído como fazer o seu cadastro, como cadastrar procuradores, além dos principais dificuldades e soluções obtidos ao longo o seu curso.

Empregador Web Seguro Desemprego
Empregador Web Seguro Desemprego (Foto: Empregador web)

O que é o Empregador Web? O Empregador Web é um aplicativo digital, disponível no link: http://sd.mte.gov.br/sdweb/empregadorweb/index.jsf A intenção essencial do programa é de favorecer tanto a vida do patrão, que não necessita exaustivamente complementar manualmente o papel de requisição do seguro desemprego, podendo até mesmo ser realizado por aplicado da própria empresa por intermédio de representação, assim como também favorecer a vida do trabalhador, que pode exigir o seu arquivo inclusive de maneira ONLINE.

Assim, tudo conseguirá ser realizado sem ter que se direcionar até os postos de atendimento do Ministério do Trabalho e Emprego, desde que o empregador e o aplicado possuam acesso a internet e uma impressora. Nele pode ser comunicado documentação em grupo, não sendo preciso a adição de um por um, o que demandaria bastante tempo em companhias de grande porte. Além de inclusive ser possível ter a garantia de adequação do documentos enviados, tudo isto economizando com a aquisição de formulários pré-impressos.

O Empregador Web é de alta segurança. Sendo que todos os dados enviados ao aplicativo estão codificados por SSL (aquele cadeado que apresenta-se ao lado do endereço do site). O sistema foi originado em 2015, e também está em funcionando até hoje, sendo a melhor maneira do patrão abrir o seguro desemprego juntamente ao Ministério do Trabalho e Emprego – MTE. Caso você deseje acesso ao manual do aplicativo, basta acessar:

https://empregadorweb.com/wp-content/uploads/2016/02/Manual usuario empregador web versao 2014.pdf Nele há todos os detalhes passo-a-passo de como fazer todos os procedimentos no Aplicativo do Empregador Web. Importa-se apontar que há 2 tipos de acesso ao aplicativo.

O primeiro é sem certificado digital, que possibilita: Arquivar Gestor; Autenticar Leiaute. E o segundo é com certificado digital, aonde o patrão pode: Ter acesso completo às funcionalidades do sistema, enquanto gestor; Ter acesso parcial às funcionalidades do sistema, caso seja procurado Acessando o Empregador Web pela primeira vez: Ao acessar pela primeira vez o site do Empregador Web pela primeira vez, aparecerá o sítio da internet de acordo com a imagem abaixo:

Nesta página há as principais informações sobre o aplicativo, além de se o empregador quer acessar o aplicativo COM certificado digital ou SEM certificado digital. Mais na frente ensinaremos como pedir e pagar o seu certificado digital, com as principais instituições do país.

Nesta mesma página do mesmo modo é possível restabelecer uma palavra-chave perdida, clicando em “pedir nova palavra-chave” Depois de entrar no SÍTIO DA INTERNET do Empregador Web, deve-se clicar em cadastrar gestor, depois de clicar no link, aparecerá uma tela requerendo as principais informações da empresa.

Tenha em mente de acrescentar todos os dados de modo correto, ficando ligado para evitar equívocos e possíveis problemas no futuro.

Os dados requeridos da empresa são:

*Tipo de Inscrição *Número de Inscrição *Nome da empresa *Razão Social *CEP *Logradouro *Número *Bairro *DDD / Telefone Já os dados do controlador da empresa são: *Login *E-mail *Confirmação de e-mail *Nome *CPF *DDD / Telefone

Depois de acrescentar todos os dados, deve-se colocar os números verificados. (Os números coloridos dentro de uma caixa). Após esta ação, será criado uma palavra-chave. Anote-a em local confiável, porque será constantemente necessário toda vez que for preciso entrar no portal do Empregador WEB. Como pedir o seu certificado digital para o Empregador Web? O cadastramento é somente a primeira parte do andamento. Para ter completo acesso ao Empregador Web e suas funcionalidades, é indispensável que o chefe possua um certificado digital.

O Comprovante Digital é um arquivo ONLINE, que pode tanto ser acoplado ao seu computador ou a um PENDRIVE, que comprova para determinado aplicativo que de fato quem está acessando aquela página é você. Sendo um sistema de alta segurança, por causa de além de sua palavra-chave, inclusive é preciso que possa ser acrescentado o pendrive para autentificação do cliente.] Caso você não possua e não queria adquirir o seu, você constantemente pode se dirigir diretamente até o Ministério do Trabalho e Emprego – MTE ou terceiro com representação e realizar os procedimentos diretamente.

O Certificado Digital do Empregador Web pode ser adquirido em muitas companhias de tecnologia que prestam esse serviço. A essencial delas é CERTISIGN, que executa o processo. Caso tenha dúvidas sobre esse processo, você pode entrar em contato direto com a empresa acima, ou qualquer outra de sua preferência.

Principais dificuldades localizados ao entrar no Empregador Web do mesmo jeito que qualquer sistema na internet, especialmente do governo, o Empregador Web pode ocorrer farto inconvenientes ao acessar. O essencial deles é não conseguir acessa á pagina do aplicativo. Caso isto aconteça, o que se recomenda é que se tente de novo o acesso em um horário no qual haja menos indivíduos usando o sistema, como depois de as 10 horas da noite ou bem cedo da manhã.

Caso inclusive dessa maneira a dificuldade continue, pode-se experimentar usar o aplicativo em outro computador, visto que a dificuldade pode estar em sua própria maquina, como um aplicativo que não esteja atualizando, criando complicações ao acessar o Empregador Web.

Outro dificuldade muito comum é o certificado digital não ser aceite. Neste caso é preciso que se instale todos os drivers indicados pela empresa certificadora. Caso inclusive dessa maneira não tenha resolvido a dificuldade, é preciso entrar em contato com a empresa que foi adquirido o certificado digital e pedir informações do visto que não está funcionando. Tenha em mente constantemente de usar o seu sistema atualizado, caso contrario são grande as chances de não conseguir usar o aplicativo Empregador Web, ou inclusive que se consiga, ocorra demora fora do comum.

O empregador constantemente pode acionar 158 ou o telefone local do MTE. Assim como também pode se conduzir de modo direto ao posto de atendimento do Ministério do Trabalho e Emprego – MTE e pedir apoio e informações de modo direto com um funcionário sobre o sua dificuldade.

Caixa PIS 2017

0
Caixa PIS 2017
Caixa PIS 2017 (Foto: Internet)

O Caixa PIS 2017 (Programa de Integração Social) é um relevante programa de Abono Salarial que ajuda anualmente milhares de indivíduos e em 2017 a estimativa é que por volta de 22,3 milhões de trabalhadores recebam um salário mínimo extra. O pagamento do PIS é executado por intermédio da Caixa Econômica Federal que é inclusive encarregado por comunicar as regras e a tabela anual. As novas regras do Caixa PIS 2017 já estão em vigência a partir de o dia 28 de julho de acordo com a Medida Provisória 665.

Se você é um dos milhares de beneficiários que aguardam com esperança as datas para a liberação dos pagamentos, saiba que nos próximos parágrafos você encontrará a cadastro da Caixa PIS 2017 e também saberá como realizar a consulta da vantagem e retirar o seu extrato.

Tabela PIS 2017: Cadastro Atualizado

O nova cadastro de pagamentos do PIS 2016/2017 já está em vigência. Os primeiros beneficiados foram os nascidos no mês de Julho, que já são capazes de realizar o saque tendo em vista que o abano foi disponibilizado em 28 de Julho de 2016. Já os demais pagamentos foram dessa maneira organizados:

Caixa PIS 2017
Caixa PIS 2017 (Foto: Internet)

Nascidos em Agosto receberão a começar por 18 de Agosto de 2016;
Nascidos em Setembro receberão a começar por 15 de Setembro de 2016;
Nascidos em Outubro receberão a começar por 14 de Outubro de 2016;
Nascidos em Novembro receberão a começar por 21 de Novembro de 2016;
Nascidos em Dezembro receberão a começar por 15 de Dezembro de 2016;
Nascidos em Janeiro e Fevereiro receberão a começar por 19 de Janeiro de 2017;
Nascidos em Março e Abril receberão a começar por 16 de Fevereiro de 2017;
Nascidos em Maio e Junho receberão a começar por 16 de Março de 2017.

Como consultar o Caixa PIS 2017?

É bastante simples e possível realizar a consulta do seu amparo. Você apenas necessita acessar este link da Caixa (www.caixa.gov.br) e comunicar o número do seu PIS e a sua palavra-chave de acesso.

Caixa PIS 2017

Se, por acaso, você não tiver nenhuma cadastrada é apenas clicar no tecla “Cadastrar Palavra-chave”, fazer uma e depois realizar a consulta na tela, para afirmar todas as informações do seu benefício como, por exemplo, o seu saldo, as vantagens e rendimentos que possui direito e mais dados essenciais.

Além do site, você pode fazer a consulta por intermédio do aplicativo “Caixa” ou então de maneira presencial, com apresentação do seu Cartão Cidadão ou Carteira de Trabalho (página que consta o número do PIS) em uma agência do banco, correspondentes da Caixa ou nas Casas Lotéricas.

Basta pedir o auxílio de um trabalhador que lhe repassará todas as informações e conseguirá esclarecer todas as suas dúvidas e se preferir conseguirá solicitar a impressão do extrato.

Valor do Caixa PIS 2017

Os trabalhadores que são beneficiários do Abono Salarial [Abono Salarial 2017];[Abono Salarial 2018] recebem um salário mínimo atual que é acertado em uma única cota. Como o salário de 2016 é de R$ 880,00 e de acordo com as novas regras, o empregado receberá a vantagem de maneira proporcional aos meses trabalhados, análogo ao pagamento do 13º salário. [O Que Acontece Com O Abono Salarial Que Não Foi Sacado?]

Para entender precisamente qual o valor que irá ganhar do PIS 2017 é somente pegar o valor do salário mínimo que é de R$ 880,00 e dividir por 12 meses, cujo resultado deverá ser multiplicado pelo número completo de meses trabalhados em 2015. Se, tendo como exemplo, você trabalhar 1 mês, terá direito a R$ 88,00, e se você trabalhar por 6 meses, irá ganhar R$ 440,00.

Por isso não perca tempo, faça suas contas e fique de olho na data de liberação do pagamento do seu benefício.

Caixa FGTS

1
Caixa FGTS
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Caixa FGTS – O FGTS [O QUE É FGTS ?] significa fundo de garantia por tempo de serviço é um deposito mensal realizado pela empresa, no qual não incide dedução alguma no salário do empregado pertinente ao percentagem de 8% do salário do empregado. Neste escrito iremos abordar sobre a Caixa FGTS, confira.

Caixa FGTS

O patrão mensalmente é obrigado a depositar essa percentagem de 8% do salário do empregado em uma conta no nome do próprio aberto na Caixa Econômica Federal especialmente para esse deposito relativo ao FGTS, por causa disso é chamado de Caixa FGTS.

Caixa FGTS
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Quem possui direito ao Caixa FGTS?

Têm direito ao FGTS todos os trabalhados que trabalham regidos pela a Consolidação das Leis Trabalhistas, imensamente conhecido pela a CLT que firmam acordo de trabalho a partir de 05/10/1988.

Antes desta data a alternativa do pagamento do FGTS ao empregado era facultativa, também possui direito ao FGTS trabalhadores rurais, avulsos, safreiros, temporários e atletas profissionais.

A categoria das empregadas domésticas anteriormente não fazia o cobrança do FGTS, com a atualização das Leis Trabalhistas o empregado doméstico ganhou mais espaço e valor no mercado de trabalho, onde a partir de 10/2015 é exigido o recolhimento do FGTS do empregado doméstico por intermédio do DAE – Guia de Recolhimento único que protege o recolhimento dos direitos do empregado doméstico.

Lembrando que em chance alguma o FGTS pode ser descontado do empregado, quem paga este valor é o patrão, sendo que mensalmente 8% do salário do empregado vai para essa conta aberta na Caixa Econômica Federal exclusiva para esse deposito, no qual apenas a sua empresa pode e deve mensalmente depositar.

Consulta FGTS: Saldo e Extrato

Para conseguir informações sobre o lançamento do seu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) você precisa acessar o portal oficial do cidadão por intermédio do www.fgts.gov.br, no portal você possui acesso ao extrato completo, saldo e lançamentos, podendo dessa maneira acompanhar se o patrão vem cumprido com o que é assegurado por lei como direito do empregado.

FGTS Inativo

Pensando em sair da atual circunstância de crise, o Governo Federal liberou o saque do pagamento do FGTS inativo em conta, desde que o mesmo esteja inativo a partir de 31/12/2015.

Posto isto, todos os indivíduos do mundo que tiverem suas contas diferença do FGTS inativo a partir desta data conseguem extrair este dinheiro.

Para isto, é preciso realizar o agendamento a princípio no site http://www.caixa.gov.br, no portal benefícios do empregado selecione a alternativa contas inativas, para agendar é preciso comunicar alguns dados pessoais, depois de fazer o preenchimento com sucesso de todas as suas informações, seu agendamento é efetuado com sucesso, acompanhe a tabela de pagamento das vantagens no próprio site da Caixa, o saque do FGTS está sendo executado de acordo com os meses de nascimento de cada colaborador.

Leia também: Como Sacar O FGTS Por Motivo De Demissão Sem Justa Causa?

Este calendário de pagamento foi ajustado para evitar transtornos e lotação nas agências e casas lotéricas da Caixa, assim sendo, de forma estratégica e ordenada os beneficiados com o saque do FGTS Inativo são capazes de retirar o seu benefício de forma organizada e sem transtornos.

Cálculo FGTS

A aferição do FGTS Caixa é bem simples, primeiro se pega o valor completo do salário do empregado, digamos que possa ser de R$ 1.350,00 x 8% percentagem corresponde ao FGTS = 108 reais deposito que precisa ser executado na conta do trabalho, se pega constantemente o valor completo mensal do seu salário x 8%, por causa disso, mensalmente o valor desses deposito irá variar, especialmente se você ganhar comissão ou bônus.

Cadastro PIS

0
Cadastro PIS
Cadastro PIS

Cadastro PIS – Um processo básico para todo o futuro empregado que deseje fazer a sua carteira do trabalhador. O Número do PIS é emitido depressa e pode ser adquirido tanto em meio físico quanto pelo cadastramento pela internet. Em ambas as hipóteses, o cadastramento é grátis e pode ser realizado sem complicação.

Cadastro PIS

Vale lembrar que o número do PIS é uma identificação essencial para o empregado que esteja ativo no mercado de trabalho, uma vez que é este número que vincula o empregado à Previdência Social e ao Ministério do trabalho, para que possa ter acesso as vantagens como o seguro desemprego, fundo de garantia, abono salarial, aposentadoria, e até inclusive ao bolsa família. [COMO CONSULTAR PIS COM SIMPLES PASSO A PASSO]

Cadastro PIS
Cadastro PIS (Foto: Empregador Web)

Porque o cadastro PIS é fundamental?

Sem ter cadastro PIS, você não conseguirá fazer a sua carteira de trabalho (CTPS), e então, não estará apto a inscrever-se no mercado formal de trabalho, e então não conseguirá desfrutar da aposentadoria e outras garantias que todo o empregado com carteira tem aceso e direito. Além disso, mais vantagens, como o Bolsa Família, estão vinculados de modo direto ao número do NIT, então sendo preciso ter cadastro no NIT (isto é, número do PIS), para ter acesso as vantagens como este. [Consultar PIS: Como consultar o PIS Online? Descubra o Passo a Passo]

Como se cadastrar no PIS na Caixa Econômica Federal

A forma mais simples e ágil de realizar o seu cadastro PIS é através das agências da Caixa Econômica Federal. Basta comparecer a uma agência em horário de atendimento (das 11h às 16h), portanto documentos de identificação básicos, como sua carteira de Identidade e o número do seu CPF, além de um comprovante de apartamento.

Dirija-se ao atendimento específico da Agência e solicite o cadastramento no PIS para aquisição da Carteira de Trabalho. Essa ação é bem rápido, e pode levar poucos minutos. Você receberá uma folha de papel impressa com o número do seu NIT, a qual você deverá portar junto no momento em que for fazer a sua carteira do trabalhador. [Habilitação Seguro Desemprego: Como Funciona? Quais são os Tipos de Habilitação?]

Cadastro PIS pela Rede mundial de computadores

A outra maneira de realizar o seu cadastro no PIS é por intermédio da Internet. Essa maneira é um tanto mais complicada, pois é você inclusive que realiza o cadastramento, mas contém a vantagem de que o segurado não necessita sair de casa para realizar o cadastramento. Assim que ativo o cadastramento, o cliente vai receber o número do PIS para ser impresso, e entregue no ato de fazer a sua carteira de trabalho.

Você vai necessitar ter em mãos os seguintes dados:

Seu nome completo;
Nome da mãe completo;
Seu CPF
Data de Nascimento
Documento de Identidade
Com estes dados em mãos, basta acessar o portal do Ministério do Trabalho a partir desse link: https://www5.dataprev.gov.br/cnisinternet/faces/pages/index.xhtml

Clique no canto superior esquerdo para fazer o cadastramento de filiado. Na tela que segue, basta complementar todos os campos da primeira caixa, que possui os dados básicos do indivíduo, e na segunda caixa, acrescentar uma informação, podendo ser o seu número do RG, da carteira de habilitação ou de um outro documento que você tiver em mãos.

Com as informações Empregador Web

Agendamento CTPS Online → Como Emitir a Sua!

0
Agendamento CTPS Online
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Agendamento CTPS Online – A carteira de trabalho é um documento essencial para os brasileiros, especialmente os que estão preste à completar a maioridade. Com ela, o indivíduo conseguirá trabalhar de acordo com o regulamentação das leis trabalhistas, do mesmo jeito que ter acesso as vantagens sociais indicado à categoria trabalhadora, como o seguro desemprego, saque do FGTSFundo de Garantia, saque do PIS ou PASEP, dentre mais. [Agendamento Carteira de Trabalho]

Agendamento CTPS Online

Como maneira de evitar filas nas agências, o Ministério do Trabalho e Emprego habilitou o recurso de agendamento da carteira de trabalho na internet para emissão de carteira de trabalho. O serviço é grátis e pode ser acessado pelo site oficial do MTE. Criamos logo abaixo um pequeno manual para você que quer realizar o agendamento da CTPS pela internet, confira.

Agendamento CTPS Online
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Como realizar o agendamento da carteira de trabalho

O agendamento da carteira de trabalho é um procedimento bastante simples e possível. Deste jeito, qualquer indivíduo pode conseguir realizar o agendamento deste documento que é tão essencial para a camada social trabalhadora. O processamento de agendamento consiste nos seguintes passos abaixo:

A princípio, o indivíduo deverá acessar uma ferramenta chamada Sistema de Atendimento Agendado, igualmente chamado de SAA, do Ministério do Trabalho e Emprego pelo posterior endereço eletrônico:
Na página do Sistema de Atendimento Agendado, o cliente deverá clicar na alternativa “agendar”, situada no menu localizado na parte esquerda.

Leia também: Consulta Habilitação do Seguro Desemprego

Por isso, o indivíduo deverá complementar as seguintes informações:
Estado;
Município;
Posto de atendimento;
Forma de atendimento (que, no caso, será emissão de carteira de trabalho).
O quarto passo consiste no adimplemento de informações pessoais, como:
Cadastro de Pessoa Física;
Data de Nascimento;
Telefone para contato;

Por isso, o cliente deverá selecionar a data de agendamento da emissão da carteira de trabalho. A escolha precisa ser feita em um quadro que está sendo apresentado na tela. Os dias que estiverem na cor branco estão disponíveis para agendamento. Já os que estiverem na cor vermelha são datas indisponíveis, e a cor amarela significa data esgotada. O indivíduo além disso precisa selecionar o horário no qual quer atendimento.

Ao término da escolha da data e horário, o cliente deverá transcrever um código de segurança que está sendo apresentado numa imagem e clicar no tecla “agendar” para acabar o processamento de agendamento da carteira de trabalho.

Agendamento CTPS

Documentos importantes para emissão de carteira de trabalho.

Para emitir a carteira de trabalho, é preciso que o indivíduo esteja portando alguns documentos fundamentais. Eles são essenciais para que o atendente possa aconselhar-se algumas informações antes de inclui-las em seu documento trabalhista. A maior parte das instituições que emitem carteiras de trabalho pedem os seguintes documentos:

Data de Nascimento;
Carteira de Identidade (RG);
Cadastro de Pessoa Física (CPF);
Número do PIS;
Telefone de contato ou telefone celular.

Agendamento de emissão de carteira pelo telefone

É possível do mesmo modo realizar o agendamento da emissão de carteira de trabalho pelo telefone. Para tanto, você conseguirá acionar para o número 158 e selecionar a escolha “agendamento”. Por isso, deverá informar o número do CPF e carteira de identidade. Logo após, deverá selecionar o estado e município que quer emitir a carteira de trabalho.

Abono Salarial 2018

0
Abono Salarial 2018
Abono Salarial 2018 (Foto: Divulgação)

O Abono Salarial 2018 é uma das vantagens trabalhistas mais essenciais para o trabalhador brasileiro. Trata-se de uma vantagem pago no valor de um salário mínimo todos os anos, que funciona aproximadamente como um décimo quarto salário, para as pessoas que tem matrícula no PIS há mais de 5 anos. Essa vantagem é paga em datas de acordo com o tabela PIS 2017 de pagamentos, que é acertado todos os anos pelo Ministério do Trabalho e atribuído por intermédio da Caixa Econômica Federal.

Abono Salarial 2018 – Confira como conseguir o seu!!!

Para ter direito a ganhar o Abono Salarial 2018, o empregado necessita estar empregado no setor privado da economia e ter matrícula no PIS há mais de 5 anos.

Quem possui direito ao abono salarial 2018:

O pagamento do Abono Salarial em 2018 será acertado aos trabalhadores que se enquadrarem nos seguintes bases estabelecidos pelo Ministério do Trabalho e Emprego por intermédio da CLT:

Abono Salarial 2018
Abono Salarial 2018 (Foto: Divulgação)
  • É preciso que o empregado tenha cadastro no PIS há 5 anos para conseguir direito ao amparo;
  • No ano antecedente, o empregado necessita ter sido empregado por no mínimo 30 dias com carteira assinada em uma empresa com CNPJ
  • A empresa no qual ele foi empregado necessita ter entregue a RAIS para o Ministério do Trabalho em dia, informando a exercício do agente;
  • Sua remuneração no ano base não pode ter excedido a média de 2 salários mínimos por mês. [O QUE É PIS E PASEP? QUEM TEM DIREITO? COMO RECEBER?]

Com base em tudo isto, é possível certificar que nem sequer todos os trabalhadores brasileiros possui direito ao Abono Salarial pelo PIS. Aqueles que tenham estado empregados em órgão público- servidores públicos – possui direito a uma forma diferenciado do Abono salarial: o PASEP 2017. Essa vantagem é acertado por intermédio do banco do Brasil todos os anos, e as suas condições de pagamento são bem semelhantes às do pagamento do PIS. [COMO CONSULTAR PIS COM SIMPLES PASSO A PASSO]

Calendário do Abono Salarial:
Aniversário Podem Sacar em: Podem sacar até:
Julho 27/07/2017 29/06/2018
Agosto 17/08/2017 29/06/2018
Setembro 14/09/2017 29/06/2018
Outubro 19/10/2017 29/06/2018
Novembro 17/11/2017 29/06/2018
Dezembro 14/12/2017 29/06/2018
Janeiro e Fevereiro 18/01/2018 29/06/2018
Março e Abril 22/02/2018 29/06/2018
Maio e Junho 15/03/2018 29/06/2018

Outra camada que não será beneficiada pelo Abono Salarial 2018 são as empregadas domésticas: inclusive trabalhando com carteira assinada, elas não abrange direito ao abono salarial, uma vez que não estiveram empregadas pela pessoa jurídica, então não há obrigatoriedade de informação de empregado ao TEM, e assim, não há direito ao abono Salarial. [PIS PASEP 2017: Tabela do PIS PASEP 2016/2017 – Caixa PIS]

Consulta Abono Salarial

Para realizar a consulta do seu abono Salarial 2018 [Abono Salarial 2017], você necessita ter em mãos o seu número do NIS – presente em sua carteira de trabalho ou no seu cartão do cidadão – e procurar uma agência da Caixa Econômica Federal e pedir a consulta PIS do seu amparo. Você inclusive pode consultar o seu benefício pelo telefone, por intermédio do número: 0800 726 0207 a qualquer dia útil da semana, entre às 8h e as 20h. O atendimento para consulta do Abono Salarial é grátis.

Como sacar o Abono Salarial 2018

O saque do seu abono Salarial do PIS pode ser realizado em qualquer agência da Caixa Econômica Federal, lotérica ou posto de atendimento do Caixa Aqui. A pessoa apenas necessita portar consigo a sua carteira de identidade ou o seu cartão do cidadão através da data de pagamento do seu benefício, e antes do dia 3 de Junho do ano posterior, data no qual os pagamentos da vantagem expiram.

Com as informações Empregador Web

 

Agendamento Carteira de Trabalho

1
Agendamento Carteira de Trabalho
Agendamento Carteira de Trabalho (Foto: Divulgação)

Em várias instituições de emissão de carteira de trabalho é preciso que se faça o devido agendamento. Esta determinação foi tomada para evitar de sobrecarregar os funcionários, do mesmo jeito que administrar melhor a quantidade de indivíduos que estão em tentativa de fazer sua carteira de trabalho. Por isso, várias instituições passaram a realizar o agendamento carteira de trabalho. Esses agendamentos são capazes de ser feitos de várias formas. Pretende saber quais as formas? Leia o texto abaixo!

Agendamento Carteira de Trabalho

A CTPS é um documento essencial para preservar uma vinculação trabalhista no Brasil. Este documento é utilizado para anotar as atividades de trabalho do trabalhador, e inclusive para efetivar o vínculo do indivíduo com a providência social, para ter acesso a tabela INSS, tendo como exemplo.

Agendamento da carteira de trabalho

O agendamento é um trabalho simples e imediato. O processamento não consome bastante tempo, em dentro de poucos minutos você pode realizar o dia e hora no qual pode fazer sua carteira de trabalho.

Agendamento Carteira de Trabalho
Agendamento Carteira de Trabalho (Foto: Divulgação)

Cada órgão e estado institui a melhor forma de agendar os solicitações de despacho de carteira de trabalho. Então, uma maneira que pode equivaler para o estado de São Paulo, talvez não seja usada em Pernambuco, tendo como exemplo.

Como tirar carteira de trabalho pela internet

Uma maneira bem prática de concluir o agendamento pela internet é pelo site do Ministério do Trabalho e Previdência Social. Para tanto, basta seguir os seguintes passos abaixo:

Acesse o site do Ministério do Trabalho pelo seguinte endereço eletrônico: http://www.mtps.gov.br/carteira-de-trabalho-e-previdencia-social-ctps;
No menu situado na parte esquerda do site, selecione a alternativa ‘agendamento trabalho’;

Dessa forma, você será redirecionado para o Sistema de Atendimento Agendado, inclusive conhecido pela sigla SAA. Nele você conseguirá agendar o atendimento, do mesmo jeito que realizar o reagendamento.

Leia também: Agendamento CTPS Online

No sistema você precisa complementar informações fundamentais, como estado, município e o forma de atendimento que quer. Na próxima página, você receberá o nome da instituição, endereço e além disso a quantidade de atendimento para aquela determino ofício, no caso, realizar o agendamento.

Você terá acesso a um calendário com as datas que estão esgotadas, aguardando liberação, atendimento interrompido ou indisponível. Por causa disso, você deverá selecionar o dia e logo mais as datas disponíveis para esse certo dia. Selecionado o dia e horário, você deverá informar seus dados, CPF, data de nascimento e telefone para contato e finalizar. Somente aguardar o dia chegar para comparecer a unidade de expedição da carteira de trabalho.

Como agendar a carteira de trabalho pelo telefone

Além da internet, é possível concluir o agendamento da carteira de trabalho pelo telefone. Isto mesmo, você pode executar esse processo simples daí do conforto de sua casa ou quarto. Para tanto, basta acionar para o número 158 e selecionar a alternativa agendamento de carteira de trabalho. Esse é um canal de atendimento telefônico administrado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, o órgão encarregado pelas emissões deste documento. [Empregador Web Telefone: Ligue Agora e Tire Suas Dúvidas]

Documentos importantes para agendamento da carteira de trabalho

Para corporificar o agendamento da carteira de trabalho não é tão burocrático. Bastante pelo contrário, vários órgãos exigem somente seu nome completo, algarismo da carteira de identidade ou do Cadastro de Pessoa Física (CPF).

Já para realizar a expedição da carteira de trabalho é necessário que o indivíduo compareça com documentos de reconhecimento originais, como:

  • Carteira de identidade – ou outro documento de reconhecimento válido com foto;
  • Certidão de nascimento ou certidão de casamento;
  • Comprovante de endereço, que pode ser a fatura da conta de luz, água ou telefone;
  • Cadastro de pessoa física – seu CPF.

Outras informações acesse Empregador Web

Abono Salarial 2017

1
Abono Salarial 2017
Abono Salarial 2017 (Foto: Internet)

O PIS/PASEP é uma das bonificações mais essenciais para o empregado brasileiro de baixa renda, uma vez que auxilia a complementar a sua renda, especificamente nessa hora de crise. Quem depende do Abono Salarial 2017, é fundamental ficar ligado as quais são as demandas feitas pelo Governo Federal, para que você consiga pegar essa vantagem sem nenhum dificuldade.

Vamos mostrar a seguir quais são as especificações exigidos pelo Governo, para desbloquear o Abono Salarial 2017 e como você pode realizar para cumpri-los, por isso, siga lendo este artigo para entender de tudo sobre o PIS 2017. Telefone PIS 0800

Abono Salarial 2017
Abono Salarial 2017 (Foto: Internet)

Tabela Abono Salarial 2017

Todos os anos, o Ministério do trabalho divulga a cadastro do abono salarial corrigida com as datas de saque da vantagem. Este ano o PIS será atribuído da mesma maneira que no ano antecedente: os primeiros pagamentos, de julho a dezembro, serão feitos de acordo com o valor do salário mínimo atual, já os pagamentos liberados de janeiro a março do ano que vem, serão liberados já com o valor do mínimo corrigido.

Confira abaixo o calendário do abono salarial 2017:

Calendário de pagamento do Abono Salarial Caixa 2017
Aniversário Podem Sacar em: Podem sacar até:
Julho 27-07-2017 29-06-2018
Agosto 17-08-2017 29-06-2018
Setembro 14-09-2017 29-06-2018
Outubro 19-10-2017 29-06-2018
Novembro 17-11-2017 29-06-2018
Dezembro 14-12-2017 29-06-2018
Janeiro e Fevereiro 18-01-2018 29-06-2018
Março e Abril 22-02-2018 29-06-2018
Maio e Junho 15-03-2018 29-06-2018

 

Se você for, no entanto, trabalhador o serviço público, deverá sacar o abono pelo Banco do Brasil, de acordo com o final do número do PASEP do servidor:

Calendário de pagamento do Abono Salarial BB 2017
Final do PASEP: Podem Sacar em: Podem sacar até:
0 27/07/2017 29/06/2018
1 17/08/2017 29/06/2018
2 14/09/2017 29/06/2018
3 19/10/2017 29/06/2018
4 17/11/2017 29/06/2018
5 18/01/2018 29/06/2018
6 e 7 22/02/2018 29/06/2018
8 e 9 15/03/2018 29/06/2018

Quem possui direito ao Abono Salarial 2017

O Abono Salarial 2017, inclusive chamado de décimo quarto salário, é um dinheiro dado pelo Governo Federal para alguns trabalhadores equiparando o salário destes trabalhadores que atuam em companhias física.

Essa vantagem é atribuído somente para as pessoas que executar os requisitos impostos pelo Governo Federal, por causa disso, é fundamental que você se ligue nessas obrigações expostas abaixo, para entender se possui direito ou não ao Abono Salarial 2017, que vai iniciar a ser pago em julho de 2016, por causa disso, fiquem ligados nas condições desse direito.

  • Ter pelos menos cinco anos de cadastro no PIS;
  • Ter a renda mensal de até 2 salários mínimos ao mês;
  • Ter trabalhado com a carteira assinada por no mínimo 30 dias no ano antecedente para ter direito a vantagem;
  • A empresa no qual trabalhou necessita ter informado os dados do agente para o Ministério do Trabalho através da RAIS da empresa;

Empregada doméstica possui direito ao Abono Salarial 2017?

Pelo regimento atual não. Inclusive que a renda do empregado doméstico seja de pouco de 2 salários mínimos mensais e esse tenha 5 anos de cadastramento no PIS ou mais, também não se enquadra na última regra do PIS – da entrega dos dados para o Ministério do Trabalho – uma vez que este técnica apenas é celebrado por pessoas jurídicas. Desta maneira, o agente, que costuma ser nesses casos contratado por pessoa física, fica desprotegido pela lei que assegura o PIS.

Como sacar o Abono Salarial

O saque do abono salarial pode ser realizado em qualquer lotérica ou agência da Caixa Econômica Federal. Para ocorrer o saque, basta que o agente compareça à um posto de atendimento com o seu cartão cidadão e um documento de identidade com foto e solicite o saque do seu benefício. [PIS: Descubra Quem Tem Direito e Como Fazer Para Receber O Dinheiro]

O cartão cidadão é um registro gratuito que pode ser emitido nas agências da Caixa, e leva por volta de 30 dias para ficar finalizado, através da requisição. Porém você além disso pode realizar o saque do seu PIS usando a sua carteira de trabalho, caso também não tenha emitido o seu cartão cidadão.

Empregada Domestica tem direito a Seguro Desemprego

0
Empregada Domestica possui direito a Seguro Desemprego
Empregada Domestica possui direito a Seguro Desemprego (Foto: Internet)

O trabalho doméstico no decorrer dos anos foi uma atividade desvalorizada que não assegurava o empregado que a exercia. Levou anos para que o Governo Federal finalmente amparasse a categoria das empregadas domésticas. Finalmente em 2015, o Governo Federal reconheceu e aprovou o primeiro pacote de deliberações para normalização e instituições de algumas vantagens para a categoria das domésticas. Mas afinal de contas, as empregadas domésticas têm direito ao seguro desemprego? Essa também paira sobre muita gente, por causa disso hoje vamos este e mais pontos relacionados a classe das empregadas domésticas.

Seguro desemprego empregada doméstica – Confira o tudo sobre a vantagem

Seguro Desemprego Empregada Doméstica

Foi habilitado há pouco tempo a mudança que regulamenta procedimentos de adquirição do seguro desemprego para os empregados domésticos dispensados de suas atividades trabalhistas funcionais sem justa causa. O propósito do Governo é abrigar esta camada de profissionais com uma assistência financeira temporária em caso de dispensas inesperadas do mercado de trabalho, para que estes profissionais busquem uma nova função no mercado de trabalho sem que impacte tanto os seus dependentes quanto a sua vida financeira.

Valor do Seguro Desemprego para Empregadas domésticas

O seguro desemprego doméstico é corresponde a um salário mínimo atual que é admitido ao empregado no tempo máximo de 3 meses, pode ser de maneira alternada ou continua, pode ser pedir depois de o tempo de 16 meses trabalhando de forma registrada e formal, apurado da data da autorização que originou a antecedente, ou em casos de requisição pela primeira vez deve-se ter ao menos 16 meses trabalhados em carteira de trabalho.

Em qual lugar pedir o seguro desemprego

A requisição da vantagem precisa ser feita pelo MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) ou os órgãos competentes no tempo de ao menos a 7 dias e no máximo a 90 dias apurado da data do desligamento do seu trabalho. O funcionário de atendimento verifica se o recurso reúne todos os requisitos legais e constantemente que possível inclusive será introduzido nas ações as intermediações de mão de aprimorado, o essencial propósito de especifica ou seja a recolocação futura deste profissional no mercado de trabalho de novo.

Caso isso não seja possível o mesmo e endereçado a um curso de qualificação profissional, dando uma nova oportunidade para voltar à ativa no mercado de trabalho. Os cursos são oferecidos gratuitamente pelos os órgãos disponibilizados pelo o Governo, o programa Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico de Emprego) foi desenvolvido com esse propósito.

Empregada Domestica possui direito a Seguro Desemprego
Empregada Domestica possui direito a Seguro Desemprego (Foto: Internet)

Depois de feita a requisição o recebimento da primeira parcela depois de 30 dias e as demais acompanhando igualmente o intervalo de 30 dias contados depois de o recebimento da parcela antecedente.

O requerimento de requisição e habilitação do programa apenas pode ser agenciado dentro do tempo aquisitivo apresentado, cumprindo todos os requisitos estabelecidos pela a LEI complementar º 150/15. [Consulta habilitação do seguro desemprego]

Caso você seja beneficiária e queira aconselhar-se sobre o cronograma de pagamentos do seu seguro desemprego, basta acessar o portal do cidadão da Caixa, acessar usando o seu número do NIS – presente no cartão do cidadão e na carteira de trabalho – e aconselhar-se sobre o Seguro desemprego, com informações completas sobre as datas de pagamento e sobre o valor de cada cota da vantagem.

Documentos para pedir o Seguro desemprego de empregadas domésticas

A requisição do seguro desemprego para domésticas precisa ser feita em agências do SINE, delegacias regionais do trabalho ou mais estabelecimentos com correlação com a instituição do MTE. Para pedir o encaminhamento do Seguro desemprego, é preciso entregar qualquer um dos seguintes documentos, que comprovem o tempo de serviço prestado:

  • CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Civil)
  • Acordo de trabalho
  • Contracheques
  • Documentos que contenha a decisão judicial, constando todas suas informações trabalhistas como demissão, admissão e atividade exercida pelo aplicado.
  • * Veja como calcular o seguro desemprego

Com este novo sistema para os trabalhadores da categoria domestica a arte passou a ser bastante mais reconhecida, fazendo com que os empregadores se adequassem aos requisitos que hoje assegura todo o agente envolvido nesta categoria, dando as vantagens e os seguros estabelecidos legalmente por lei, dando ao profissional a segurança que eles sejam protegidos e assegurados em casos de doenças, desemprego e até inclusive abandono por acidente de trabalho.

 

Telefone PIS 0800: Veja Como Ligar Para A Central de atendimento

1
Telefone PIS 0800
Telefone PIS 0800

A Caixa Econômica Federal disponibiliza para os clientes que não tenham acesso à internet uma central de atendimento, o Telefone PIS 0800, que possui o finalidade de auxiliar a todos a responder questionamentos sobre vários programas sociais, aconselhar e obter informações. Com essa central de atendimento disponível é possível indagar tudo que se quer de forma ágil e prática.

Chegando próximo das datas de recebimento da vantagem PIS é bastante comum que os contribuintes procurem informações e desejem levar dúvidas em correlação ao PIS 2018. Há uma proveito nessa coisa, que é um canal exclusivo disponibilizado pela a Caixa, no qual o beneficiado (a) pode informar-se sobre o seu consequência e extratos do seu rendimento.

Como consultar o PIS pelo telefone PIS 0800?

Para consultar o PIS pelo telefone PIS 0800, é essencial que você possua alguns documentos em mãos, como o número do PIS, identidade e palavra-chave de acesso ao cartão cidadão. Depois de ter em mãos todos documentos importantes basta acionar para o 0800 726 0207, de preferência do telefone fixo, no qual sua ligação se torna gratuita. Não é recomendado o aparelho móvel para essa ligação, uma vez que o inclusive várias vezes não efetua chamadas para “0800”.

Telefone PIS 0800

Telefone PIS 0800
Telefone PIS 0800

Consulta por intermédio do Telefone Caixa 0800

Para ter a informação que precisa entre no menu de acordo com as informações e selecione a escolha a qual você quer.

Por meio de desse 0800 é possível conseguir informações sobre mais programas sociais, tais como consulta PIS por telefone, FGTS, Seguro Desemprego, Bolsa Família entre outras vantagens relacionados ao Governo Federal.

Quem possui direito ao PIS?

O PIS é uma garantia fornecido apenas ao trabalhador formal, em consequência, somente o recebe quem tem inscrição na carteira de trabalho ativo e recebe todos as vantagens de acordo com as leis da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas). O PIS foi originado com o objetivo de adicionar o trabalhador dentro da agremiação e acrescentar o inclusive pelo o vínculo empregatício.

Para acolher a vantagem do PIS 2018 é necessário que você seja:

  • Empregado formal com registro em carteira de trabalho;
  • Empregado que tem cadastro no programa PIS a mais de 5 anos;
  • Empregado que possui um recebido mensal de no máximo 2 salários mínimos;
  • Empregado que antecedentemente ao ano de constância tenha trabalhado ao menos 30 dias de carteira assinada;
  • Empregado que tenha todos os dados atualizados no RAIS – Relação Anual de Informações Sociais.

Valor do PIS

O PIS é acertado de acordo com o valor do salário mínimo, o empregado que cumprir a cada um dos requisitos citados acima possui direito de recebe-lo. As datas de pagamento da vantagem são definidas de acordo com o tabela do PIS, porém o valor do abono salarial varia de acordo com o tempo de serviço do empregado.

É preciso ter trabalhado ao longo, no mínimo, 30 dias no ano base para ter direito ao PIS;
Cada mês trabalhado (30 dias) aplica-se direito à 1/12 do valor integral do PIS;
Apenas terá direito ao valor integra da vantagem, então, quem tiver trabalhado ao longo todo o ano base com a carteira assinada.

Confira abaixo a cadastro de correspondência do valor do abono salarial do empregado:

Meses trabalhados (dias) Valor do Benefício
1 (30 a 44) R$ 79,00
2 (45 a 74) R$ 157,00
3 (75 a 104) R$ 235,00
4 (105 a 134) R$ 313,00
5 (135 a 164) R$ 391,00
6 (165 a 194) R$ 469,00
7 (195 a 224) R$ 547,00
8 (225 a 254) R$ 625,00
9 (255 a 284) R$ 703,00
10 (285 a 314) R$ 781,00
11 (315 a 344) R$ 859,00
12 (345 a 365) R$ 937,00

 

Se você possui dúvidas sobre o valor do seu abono salarial, basta telefonar para o Telefone PIS 0800 e confrontar pela central de atendimento da Caixa Econômica Federal o valor do sue PIS. Você inclusive conseguirá consultar pela central do cidadão Caixa, basta ter acesso à internet. [COMO CONSULTAR PIS PELO TELEFONE]

É primordial advertir que do mesmo jeito que o PASEP, o PIS não é uma vantagem acumulativa, isto é, se você por um razão não corporificar o depredação, perderá o dinheiro. Posto isto, é recomendado que você retire o valor do seu amparo o quanto antes, siga o tempo acertado pelo Governo Federal. Os valores que não são retirados são enviados para o FAT – Fundo de Amparo ao agente, sendo investidos no pagamento do seguro desemprego e no pagamento de salário mínimo do servidor público.

O PIS é uma vantagem administrado pela Caixa Econômica Federal, posto isto, o saque da vantagem pode somente ser retirado em uma agência ou casa lotérica da Caixa. Vale advertir que se você não realizar o saque da vantagem ele não conseguirá ser executado no outro ano, caso você também seja contemplado com o programa PIS.

 

 

Descubra como solicitar o benefício INSS auxílio doença

0
Benefício INSS auxílio doença
Benefício INSS auxílio doença (Foto: Divulgação)

Benefício INSS auxílio doença – O Instituto Nacional do Seguro Social é um órgão parceiro da Previdência Social que disponibiliza uma série de vantagens e auxílios aos indivíduos brasileiros que contribuem mensalmente de acordo com seus respectivos salários e afazeres. Uma das principais vantagens do INSS é o de auxílio-doença, que pode ser pedido pela internet e em poucos minutos.

A seguir você adquire mais informações sobre a vantagem e descobre como entender se ele foi aceito ou não, sem necessitar sair de casa.

Benefício INSS auxílio doença

Benefício INSS auxílio doença
Benefício INSS auxílio doença (Foto: Divulgação)

O auxílio doença é uma vantagem atribuído aos segurados da Previdência que sejam incapazes de trabalhar temporariamente por causa de uma enfermidade ou acidente. Pela internet o segurado pode colocar a solicitação de vantagem e fazer a perícia. A requisição precisa estar carimbado e assinado pela empresa onde trabalha e precisa ser mostrado no hora da acerto.

Consulta vantagem INSS auxílio doença

A Previdência Social disponibiliza em seu site a consulta de situação de vantagem que, como o nome já acarreta, serve para que os segurados descubram a situação do seu pedido de benefício, seja ele qual for. Posto isto, no momento em que você pedir o auxílio-doença ou qualquer outra vantagem, conseguirá celebrar a consulta para achar se o pedido foi aceito ou não.

A consulta pode ser realizada por intermédio do site https://www8.dataprev.gov.br/SipaINSS/pages/consit/consitInicio.xhtml, basta que o segurado informe todos os dados de modo correto.

Consulta vantagem concedido INSS

No momento da consulta você pode se encontrar com diversos tipos de categoria. Caso a categoria informe que a vantagem foi autorizado, isso quer dizer que ele foi registrado no sistema e também aguarda para ser analisado. A vatagem terá sido admitido somente no momento em que a categoria aconselhar que ele foi “deferido”, por causa disso fique ligado.

Consulta vantagem INSS extrato

A consulta não gera qualquer forma de extrato, você apenas consulta e fim. Em seguida que você recebe a vantagem pode colocar o Extrato de Pagamentos que servirá para atestar sua renda, já que tem informações sobre a vantagem como o valor acertado e as datas de pagamento. Você pode aconselhar-se o extrato mensalmente e imprimi-lo para preservar um controle sobre o seu benefício.

Resultado perícia INSS auxilio doença

Caso o segurado do INSS deseje entender o resultado de sua perícia do auxílio-doença, conseguirá efetuar a consulta de modo direto no site https://www2.dataprev.gov.br/sabiweb/relatorio/imprimirCRER.view?acao=imprimir CRER. A consulta necessita de que o segurado informe o número do benefício ou requisição, sua data de nascimento, seu nome e CPF. Por fim, basta informar os códigos da imagem e clicar em “Imprimir”.

Consultar vantagem INSS pelo CPF

Na momento de consultar o seu amparo pela internet não se esqueça de informar o CPF, ele é uma das informações mais essenciais e, sem o número você não pode adquirir qualquer forma de informação. A maior parte das consultas disponibilizadas pelo INSS exigem o número do seu CPF, por causa disso constantemente tenha-o em mãos.

Carta de concessão INSS

A carta de concessão é enviada para a casa do segurado que tiver o sua vantagem aprovada, com o objetivo de abordar a maneira de aferição do valor do seu benefício, do mesmo jeito que o banco que fará o pagamento, os dias e demais detalhes. Os segurados precisam aguardar por volta de 20 dias para que a carta chegue e, se depois de este tempo ela não chegar, são capazes de pedi-la pela internet.

O pedido da carta de concessão é realizado pelo site https://meu.inss.gov.br/central/index.html, basta selecionar “Carta de Concessão”, cadastrar uma palavra-chave e realizar o login.

Empregador Web é um aplicativo online

0
Como funciona o Empregador Web
Como funciona o Empregador Web (Foto: Divulgação)

A partir de do ano de 2015, a vantagem do seguro desemprego do trabalhador passou a ser agenciado pelo empregador, a partir da internet, por intermédio do Empregador Web.

O Empregador Web é um aplicativo que agiliza o seguro desemprego

A alegação desenvolvida pelo Ministério do Trabalho, intitulada Empregador Web é um aplicativo, no qual o patrão precisa realizar o preenchimento da vantagem do seguro desemprego do seu empregado. Este indicador na internet agiliza a técnica de qualificação da vantagem.

Entretanto, para vários empregadores a questão da performance da plataforma também é um pouco complicada.

Como funciona o Empregador Web
Como funciona o Empregador Web (Foto: Divulgação)

Vários destes empregadores não possui muita agilidade para com a internet, porém todo o processamento é bem simples, além disso, o preenchimento da requisição na internet, acaba com a burocracia que acostumava ocorrer antes do aparecimento deste aplicativo.

Se você é um destes empregadores que não possui um entendimento bastante aprofundado do Empregador Web, continue fazendo a interpretação deste texto e saiba tudo sobre o seu desempenho, intenção, como realizar o cadastramento e seus benefícios.

Em um primeiro instante, vamos responder a um transtorno básico: O que faz impreterivelmente um patrão? O chefe é o encarregado por:
– Admitir funcionários para realizar serviços em determina empresa;

– Apontar trabalhos e utilidades ao seu empregado;

– Celebrar o pagamento (renumeração) dos funcionários da organização;

– Considerar como provedor de mão-de-obra, independente do acordo sucursal a que as vezes venha obrigar-se;

– Recolher ao FGTS, até o sétimo dia de cada mês, o valor apurado sobre o salário acertado ou carecido no mês antecedente.

Qual a destinação do Empregador Web?

O essencial propósito do empregador Web é a substituição do preenchimento manual do processamento de recurso do Seguro Desemprego, facilitando dessa maneira, o procedimento posterior.

Como funciona o Empregador Web?

Os empregadores precisam indicar a partir da internet os dados do seu empregado. Dessa maneira, a solicitação que será enviado pelo sistema ficara mais acessível ao agente no momento em que ele pedir o seguro desemprego, nos postos de atendimento do SINE, nas Delegacias Regionais do Trabalho ou qualquer outro órgão relacionado ao MTE.

Esses órgãos já obterão os dados do agente disponíveis no banco de dados do Ministério do Trabalho, agilizando todo o processamento.

Por intermédio do aplicativo Empregador Web, será realizado o comunicação dos dados dos trabalhadores com outras informações de dados do Governo, tendo como exemplo, os dados armazenados na Previdência Social.

Como funciona o arquivo para o Seguro Desemprego na Internet?

Para poder realizar o cadastramento do trabalhador, o patrão precisa, a princípio se cadastrar (usuário e senha) no site Empregador Web. Para ter acesso ao endereço do Seguro Desemprego na Internet, acessar o link: Empregador web e clicar na escolha “Cadastrar Gestor”.

O processamento de cadastramento na plataforma Empregador Web é acelerado e sem problemas.

Gerado a sua conta no site, é preciso fazer uma requisição de Seguro Desemprego. Esta escolha encontra-se na lista, e é a primeira escolha na aba Empregador”, que encontra-se logo abaixo da aba “Trabalhador”.

Com seu cadastramento já concluído, basta adicionar o requerimento da vantagem do Seguro Desemprego.

Em casos de perda da palavra-chave, o portal possibilita a requisição da criação de um novo acesso.

A ferramenta na internet é completamente segura, possuindo comprovação digital.

Que benefícios o Empregador Web oferece?

O aplicativo oferece aos empregadores as seguintes benefícios:

– A capacidade de mandar dados fazendo uso de cadastro migrado do sistema de folha de pagamento;

– O benefício no preenchimento, podendo dispensar a solicitação (requerimento) adquirido em papelarias.

Se você é um patrão e também não está inscrito no Empregador Web, acesse o site do Seguro Desemprego e faça o seu cadastramento.

Consulta habilitação do seguro desemprego

2
Consulta habilitação do seguro desemprego
Consulta habilitação do seguro desemprego (Foto: divulgação)

O seguro desemprego é uma vantagem contingente admitido aos indivíduos que foram demitidos sem justa causa. Trata-se de um dos mais essenciais recursos destinados à categoria trabalhadora recentemente desempregada, uma vez que é esta vantagem que irá arcar com as despesas da família enquanto não é aprovado de novo em um novo emprego. Depois de corporificar a requisição da vantagem em um dos pontos credenciado, é preciso que o agente fique realizando uma consulta habilitação do seguro desemprego. Por isso, não sabe como elaborar este processo?

Habilitação do seguro desemprego

A habilitação do seguro desemprego é o processamento no qual pode ser executado a conferência sobre os procedimentos desta vantagem. É o onde é possível examinar se a vantagem foi liberada ou não depois da requerimento dos trabalhadores.

Veja como funciona o seguro desemprego e entenda mais a fundo para qual propósito serve a qualificação do seguro desemprego.

O seguro desemprego é uma vantagem com caracteres contingente que visa realizar assistência aos trabalhadores que foram demitidos há pouco tempo sem justa causa. Para ter acesso a vantagem é necessário ir até uma agência da Previdência Social ou Caixa Econômica Federal, instituição financeira encarregado pelo pagamento da vantagem. Porém não é apenas isso, é necessário acatar à algumas especificações definidos pelos órgãos, são eles:

Não ter renda própria;
Ao pedir a vantagem pela primeira vez é necessário ter trabalhado com carteira assinada por um tempo de 18 meses;
O agente precisa estar desempregado no momento em que quiser dar abertura na vantagem;
O solicitante dessa vantagem precisa estar dentro de requisitos como trabalhador doméstico ou formal sendo demitidos sem justa causa;
Não ser acionista de;
O valor do seguro desemprego não é uma cifra fixa. Alguns elementos são capazes de adulterar esta vantagem. Entretanto, algumas regras são certas: o valor não pode ser menos que um salário mínimo, no caso, R0 para o ano de 2016.

Consulta habilitação do seguro desemprego
Consulta habilitação do seguro desemprego (Foto: divulgação)

Consulta idoneidade do seguro desemprego

Corporificar esta consulta à aptidão do seguro desemprego é bastante simples, no entanto é preciso que preste bem atenção no hora do preenchimento das informações. A consulta pode ser feita em dentro de poucos passos, como os descritos abaixo:

Acesse o site da Caixa Econômica Federal pelo seguinte endereço eletrônico: https://webp.caixa.gov.br/cidadao/beneficios/frepw001.asp.

Para ter acesso a consulta habilitação é necessário que preencha o formulário de login. Esse formulário pede, a princípio, o número de inscrição social, conhecido pela sigla NIS. Já o segundo campo pede a senha internet. Esta senha é usada para ter acesso ao portal do cidadão da Caixa Econômica na internet. Caso não tenha esta senha, é possível fazer o cadastramento na hora. Para tanto, basta somente clicar na opção ‘cadastrar senha’.

Com todas as informações preenchidas, clique na tecla ‘ok’. Pronto, caso todas as informações estejam corretas, você será direcionado a página de consulta a aptidão do seguro desemprego.

Depois de aperceber que o seguro desemprego foi aprovado, o beneficiado possui, no máximo, 90 dias para sacar o valor depositado em conta. Caso ultrapasse esse limite, o valor será estornado para os cofres do Governo. Saiba também o que mudou depois da nova lei do auxílio desemprego.

Como Funciona o Seguro Desemprego Segundo as Novas Regras

2
Como funciona o Seguro Desemprego
Como funciona o Seguro Desemprego

Você sabe como funciona o seguro desemprego? Pois bem, ele é direito de todo funcionário, assegurado e garantido pelo o art.7º dos direitos sociais da Instituição Federal, a vantagem trata-se um amparo financeiro disponibilizado temporariamente ao funcionário dispensado de suas atividades funcionais sem justa causa, para que ele possa com paciência volta ao mercado de trabalho.

No entanto, muita gente também não sabe como funciona o seguro desemprego, por causa disso, confira a seguir tudo sobre essa vantagem.

Como funciona o Seguro Desemprego
Como funciona o Seguro Desemprego (Foto: Divulgação)

Para ter direito a vantagem do seguro desemprego o funcionário necessita se adequar em qualquer das categorias a seguir:

Ter sido demitido do seu emprego sem justa causa;
Trabalhadores pescadores em época do defeso, a qual são os meses que são proibidos pescar;
Trabalhadores caseiro que estavam trabalhando em suas atividades trabalhista de maneira parecido a dos escravos, no entanto os inclusive contem o direto até mesmo quando não contem anotação em carteira e se enquadram em situações parecidos a dos índios.
Como acolher o seguro desemprego?

Como já sabemos que a vantagem é admitido apenas a trabalhadores dispensados de suas atividades trabalhistas demitidos sem justa causa, caso o agente arranje um novo trabalho de forma registrado a vantagem é interrompido.

Para realizar a solicitação da vantagem precisa ser enquadra nos requisitos, depois de isso precisa fazer o agendamento do mesmo, para onde será confirmado se a seu requisito de trabalhado lhe permitir direito a recebimento do seguro desemprego, o sistema depois de ratificar todas as suas informações ele calcula o valor do benefício, o sistema irá realizar a elucidação da data que precisa estar na Agencia da Caixa Econômica Federal.

Aferição das Parcelas do Seguro Desemprego

Este ano o seguro desemprego sofreu algumas mudanças e agora o citado apenas conseguirá ser agenciado de acordo com as novas atualizações de vigor, dentro disso o seguro desemprego será acertado de 3 até 5 parcelas dentro dos seguintes requisitos:

Para ter direito a 3 parcelas do seguro desemprego o agente deverá atestar em carteira assinada ao menos 6 a 11 meses, isto será valido somente na 3 petição do seguro desemprego.

Para conseguir até 4 parcelas o funcionário deverá ter trabalhado na primeira requisição de 18 a 23 meses de trabalho.

No segundo pedido de requerimento da vantagem após anotação em carteira o mesmo deverá ter trabalho de 12 a 23 meses de trabalho.

Na terceira requisição o funcionário deverá ter trabalhado de carteira assinada de 12 a 23 de trabalho.

Para ser ter direito em resgatar 5 parcelas da vantagem o agente apenas terá direito de pedir através da segunda requisição aonde o mesmo necessita atestar ao menos 24 meses de carteira assinada, para pedir pela 3 vez o mesmo precisa atestar em carteira assinada além disso 24 meses de trabalho.

Como funciona o seguro desemprego – Quem tem direito

Com a atualização das regras agora terá direito ao seguro desemprego ao pedir pela primeira vez o funcionário precisa ter ao menos 18 anos de idade, isto consecutivos ou não aos 24 últimos meses imediatos a sua demissão do trabalho.

O funcionário precisa ter ao menos no mínimo 12 salários, nos últimos 16 meses sendo consecutivos ou não a sua demissão; Agora, você sabe como funciona o seguro desemprego.

Como dar entrada no Seguro Desemprego e Garantir Seu Benefício

0
Como dar entrada no Seguro Desemprego
Como dar entrada no Seguro Desemprego

O seguro desemprego é umas das vantagens fundamentais para o mantimento da sociedade trabalhadora recentemente desempregada. Trata-se de um direito assegurado por lei designado aos trabalhadores que foram há pouco tempo demitidos sem justa causa. O seguro desemprego é capaz de sustentar as despesas daquele determinado trabalhador enquanto não é incorporado de novo em um novo emprego. Por causa disso, caso foi dispensado há pouco tempo de seu trabalho, saiba como dar entrada no seguro desemprego neste texto.

Como dar entrada no Seguro Desemprego

Como dar entrada no Seguro Desemprego – Como aconselhar o seguro desemprego

Como dar entrada no Seguro Desemprego
Como dar entrada no Seguro Desemprego

Período para dar entrada no Seguro Desemprego

Se você deseja dar entrada no seu seguro desemprego é fundamental ficar antenado aos prazos que são fornecidos. Trabalhadores em atividades formais possui um tempo de 7 a 120 dias, calculado da data de demissão sem justa causa. Já os trabalhadores de atividades domésticas possui tempo de 7 a 90 dias, contabilizados da data de baixa.

Por causa disso, é preciso que os trabalhadores fiquem atentos, especificamente para realizar o agendamento do seguro desemprego. O agendamento é um processamento gerado para acelerar os atendimentos, porém que acaba funcionando como um impedimento do atendimento. Os melhores horários para o agendamento são a noite, especificamente depois da meia noite, no momento em que são liberadas as datas para o dia posterior.

Documentos para pedir o Seguro Desemprego

Para pedir o recebimento do seguro desemprego é preciso que tenha a papelada em mãos. Esta documentação

  • Carteira de identidade (RG);
  • Carteira de trabalho;
  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • Comprovante de inscrição no PIS/PASEP ou similarmente o cartão cidadão;
  • 3 últimos contracheques dos últimos 3 meses antecedente à demissão;
  • Requisição do seguro desemprego SD/CD nas duas vias;
  • Termo de cancelamento de acordo de trabalho;
  • Documento de verificação do FGTS ou, se desejar, extratos dos depósitos.
  • Além destes documentos, há um essencial para a requisição do seguro desemprego. Denominado CAGED, esse arquivo oferece informações sobre a empresa no qual você prestou serviço. No arquivo é possível ter informações sobre a admissão de indivíduos, controle de demissão e inclusive os indivíduos que estão recebendo o seguro desemprego. Para preservar esse arquivo atualizado, o Governo obriga que no momento em que há casos de demissão, as companhias preencham o certificado digital para comunicar

Dar entrada no seguro desemprego

Com todos os documentos exigidos em mãos, você estará capacitado para dar entrada no seguro desemprego. Antes de ir em qualquer agência do Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS) é necessário que faça o agendamento na internet. Em várias unidades do MTPS é exigido esse técnica antes de dar entrada na vantagem. Por causa disso, é constantemente sugerido ligar para a unidade e se prevenir sobre se é fundamental fazer o agendamento do seguro desemprego na internet.

Regras do seguro desemprego – como dar entrada no seguro desemprego

O serviço de agendamento é um grande facilitador, uma vez que diminui as filas e assegura brevidade no atendimento. Além de permitir entrada no seguro desemprego, o cliente pode preparar agendamento para emissão de carteira profissional ou similarmente a homologação da rescisão do acordo de trabalho, além de outras inúmeras atividades.

Efetuado o agendamento, compareça no dia e horário acertado para realizar a requisição do seguro desemprego. Depois da requisição, somente 30 dias posteriormente receberá o valor da primeira parcela da vantagem do seguro desemprego.

Tabela Seguro Defeso: Seguro Desemprego do Pescador Artesanal

0
Tabela seguro defeso
Tabela seguro defeso

Foi divulgada dia 11 de março a cadastro de pagamentos do Seguro Defeso para pescadores artesanais. Essa vantagem, que é uma alteração do seguro desemprego 2017 para afiançar a arte dos pescadores artesanais, é reparado para estes profissionais ao longo os períodos no qual não é permitida a pescaria para a procriação dos peixes. No decorrer desse artigo iremos esclarecer mais sobre a vantagem e seu quadro com princípios demonstrativos.

O que é o Seguro Defeso

É uma vantagem disponibilizado todos os meses para os pescadores ao longo do ciclo da procriação dos peixes – inclusive conhecida como piracema. Nesse tempo, a pescaria é proibida para garantir a reprodução dos peixes. No decorrer denominado ciclo defeso – o tempo no qual o pescador não tem trabalho – corresponde a um salário mínimo acertado mensalmente ao longo todo o tempo no qual a pescaria for proibida em cada região.

Possui direito ao seguro defeso os pescadores que comprovarem a necessidade da vantagem para sobreviver ao longo os períodos no qual a pescaria é proibida para a reprodução dos peixes.

Tabela seguro defeso
Tabela seguro defeso

Cadastro Seguro Defeso

A cadastro do Seguro Defeso define as datas de pagamento da vantagem a cada mês, de acordo com o número do PIS de cada agente. Logo abaixo você conseguirá analisar os demonstrativos, bem como seu princípios, pagos de acordo com o número final do seu NIS.

Tabela seguro defeso
Tabela seguro defeso

De acordo com o cadastro, os lotes do seguro defeso serão pagos em lotes semanais. No primeiro dia válido da semana, são pagos as vantagens de trabalhadores com NIS finalizado em 1 e 2, no de acordo com dia são pagos as vantagens com NIS 3 e 4 no terceiro dia da semana serão pagos as vantagens com último dígito 5 e 6, no quarto dia são pagos as vantagens com 7 e 8 e no quinto dia, as vantagens com final 9 e 0.

Caso você seja cadastrado no programa de seguro defeso, você pode checar as parcelas da vantagem pela internet por intermédio da página da Caixa Econômica Federal. A consulta do Seguro Desemprego pode ser feita mediante a apresentação do número do PIS.

Como retirar o seguro defeso

Os beneficiários que contem cadastramento para sacar o seguro defeso, conseguem sacar a vantagem por intermédio do crédito em conta na Caixa, para as pessoas que tem conta corrente, e por intermédio do saque do dinheiro para as pessoas que tiver o cartão do cidadão. Estes beneficiários conseguem pedir o saque no caixa e receber o valor em dinheiro. A retirada pode ser realizada em agências da Caixa Econômica Federal, ou em lotéricas conveniadas ao banco.

Adiamento de defesos pelo Governo

Apesar da tabela do defeso ter sido conhecido pelo Governo, é preciso advertir que o Governo também está avaliando e revisando as políticas que instituíram o Defeso pelo país. Por pleito disso, de todos os 40 períodos de Defeso que há no país, 10 deles estão suspensos, então não serão pagos aos beneficiários.

Cálculo Seguro Desemprego: Passo a Passo Com Dicas Simples [Veja Aqui]

0
Cálculo Seguro Desemprego
Cálculo Seguro Desemprego

O Seguro Desemprego é um benefício de assistência ao trabalhador que beneficia milhares de pessoas estão perdendo os seus trabalhos e necessitam desse auxílio do Governo para conseguirem se manter, já sem a renda do antigo emprego para ajudar. Ele serve justamente para evitar que esse fique desamparado ao perder seu trabalho. Porém é muito importante também que o trabalhador entenda como funciona essa fonte de renda: o cálculo do seguro desemprego varia de acordo com a renda e como o número de meses trabalhados.

Cálculo Seguro Desemprego

Para quem recebe o Seguro Desemprego, umas das ações mais importantes a ser feita é o Cálculo desse incentivo, o qual, vai definir o quanto você vai ganhar, baseado em seu salário e no tempo de serviço no último emprego.

Como fazer o cálculo seguro desemprego

O Governo impõe uma fórmula de pagamento do seguro desemprego para não estourar o limite orçamentário disponível apenas para dar esse incentivo à população que está desempregado no Brasil.

Por isso, um primeiro fato que é necessário saber sobre o cálculo do seguro desemprego é que existe um limite quanto a esse pagamento, sendo o máximo que cada pessoa pode receber do Governo em um mês é o valor de R$ 1.385, 91, mesmo para quem o cálculo desse acima dessa faixa, irá receber 1386,91, um limite estabelecido em cima de algumas contas, as quais, preveem quanto é o máximo que o Governo pode gastar nesse benefício.

Cálculo Seguro Desemprego
Cálculo Seguro Desemprego

Além disso, é importante saber propriamente de que forma é feita a conta que determina quanto se irá receber do Governo Federal, assim, pode-se realizar um planejamento financeiro melhor em cima desse valor pré-definido.

Para se realizar essa conta, deve-se pegar a média salarial dos três últimos meses que o trabalhador teve e multiplicar por um número, o qual, é definido de acordo com a sua faixa salarial e o tempo de emprego que o trabalhador possui.

Para quem ganha abaixo de 1.222,77, o valor a ser recebido do seguro salarial será de 80% da média salarial dos últimos três meses. Já para quem entre 1.222,78 a 2.038,15, o seguro desemprego será calculado multiplicando 0,5 em cima da média salarial dos últimos três meses.

Dessa forma, por exemplo, se você ganha 2000 mil reais, o seu cálculo será de 2000 vezes 0.5, assim, o seu seguro desemprego vai ser de 1000 reais. Por fim, para quem ganha mais que 2.038,15, não existe cálculo sobre o seguro desemprego, já que há um pagamento fixo de 1.385,91.

Essa é uma forma de distribuir de uma maneira mais adequada os valores acumulados pelo Governo para quem está desempregado. Como quem recebe mais, paga mais impostos e por isso acabando sendo compensado com um seguro desemprego mais alto. Já quem tem um salário o menor, tem um nível de vida mais baixo e com isso, consegue sobreviver e ter uma qualidade de vida boa mesmo não ganhando tanto pelo Seguro Desemprego 2017.

Cálculo parcelas seguro desemprego

As parcelas do seguro desemprego são calculadas de acordo com o tempo de serviço com carteira assinada, e o número de solicitações do seguro desemprego. Confira abaixo como calcular as parcelas do auxílio desemprego.

Aplicativo online empregador web

1

O aplicativo empregador web foi originado pelo o MTE – Ministério do Trabalho e Emprego com o objetivo de favorecer os processos burocráticos do pedido do seguro desemprego do empregador, de maneira que o mesmo consiga mandar tudo pela a internet, até mesmo a solicitação do seguro desemprego. Por intermédio do aplicativo Empregador Web é possível mandar documentos individualmente ou arquivos que são gerados pelo o sistema.

O empregador é um aplicativo novo no mercado que vem sendo um catálogo de dúvidas a vários empregadores que acabam cometendo equívocos na momento de usar.

Vantagens do empregador web online

Por intermédio do aplicativo, você conta com uma série de vantagens, veja a seguir:

Adequação e garantia nas informações prestadas;
Prontidão na prestação de informações;
Informações enviadas em lotes;
Elimina o acumulo de documentos em exagero impressos, além de amenizar os gastos com a aquisição.

Como agendar o Seguro Desemprego pelo aplicativo

O seguro desemprego é uma assistência financeira temporária que acautela amparo do agente agora mesmo exonerado, essa vatagem tem uma durabilidade, isto é, é admitido ao agente temporariamente, de acordo com o número de meses trabalhados de carteira assinada e a quantia de vezes que o agente já foi despedido. Desse modo, essas informações irão controlar na contagem de parcelas que são capazes de diferenciar de 3 a 5 parcelas.

Os trabalhadores que solicitarem a demissão ou forem demitidos por justa causa automaticamente perdem o direito de conseguir o vantagem do benefício. O valor do seguro desemprego que é agraciado ao trabalho é apurado de acordo com a média dos 3 últimos salários do agente.

O programa possui o finalidade de favorecer e democratizar o acesso às informações, por causa disso, em caso de duvidas há um canal que você pode esclarece-las, as dúvidas sobre do aplicativo online empregador web serão esclarecidas por intermédio do número 158, a chamada pode ser realizada tanto dos telefones móveis quanto dos telefones residenciais.

Você inclusive pode receber o manual por intermédio do link empregadorweb.com/wp-content/uploads/2016/02/Manual usuario empregador web versao 2014.pdf, por intermédio do manual você irá ter todas as informações sobre os formulários e cadastros, tais como o passo a passo do preenchimento acertado de cada solicitação.

O aplicativo empregador web veio para favorecer as atividades do empregador no dia a dia, além do mais, o sistema favorece o despacho de documentos essenciais como os impostos e recolhimentos voltados ao agente brasileiro. Além do mais, por intermédio do aplicativo é exigido e informado ao RAIS a aberta e requerimento do seguro desemprego 2018, posto isto, o Governo Federal possui acesso ao atual status do trabalhador.

Agendamento Seguro desemprego: Agendar Seguro Desemprego pela Internet

0
Agendamento Seguro desemprego
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

No Decorrer dos anos, vários das vantagens sociais pagos pelo Governo Federal passaram por modernizações para favorecer a vida do indivíduo brasileiro, e uma dessas modernizações foi a informatização do sistema de atendimento do Ministério do Trabalho. Por meio de disso, foi originado o sistema de atendimento do seguro desemprego, que permite os beneficiários agendar a requisição de sua vantagem sem necessitar sair de casa para encarar longas filas para pedir o benefício do seguro desemprego.

Agendar Seguro Desemprego pela Internet

Se você está preste a realizar o pedido deste seguro, veja a seguir como elaborar o agendamento:

Anteriormente, na data no qual a Reivindicação para o seguro Desemprego também era enviado em papel, o amparo devia ser endereçado pela Caixa Econômica Federal, ou em postos de atendimento do SINE. No entanto agora, o agendamento do benefício acontece pelo site do Ministério do Trabalho, similarmente conhecido com SAA – Sistema de Atendimento Agendado.

Agendamento Seguro desemprego
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Ao acessar o site, o beneficiado precisa apontar o Estado e o Município no qual quer agendar o seu atendimento, e logo após selecionar a elemento de atendimento do município que lhe for mais cômoda e o forma de agendamento que quer completar – no caso, apontar agendamento do seguro desemprego.

Uma nova tela será aberta e você precisa indicar as informações solicitadas, como Cadastro Pessoa Física (CPF), Telefone para contato e data de nascença. Realizado o preenchimento com sucesso apenas clicar no tecla avançar. Logo depois de realizar todo este processamento bem-sucedido a tela posterior informará o dia, horário e local que precisa aparecer para realizar a requisição do benefício.

É fundamental que faça o agendamento pelo o site, vários indivíduos reclamam que o processamento para agendamento é aproximadamente improvável pelo o site que apenas vive congestionado e vários não podem agendar, uma orientação fundamental e elaborar o agendamento no período da noite bem tarde, uma vez que o agendamento como é bastante adquirido por vários cidadãos que necessitam concretizar o atendimento relativo ao benefício, acaba que o site encontra-se congestionado no tempo da manhã e da tarde, já no tempo da noite o movimento e bastante menor e você pode confirmar seu agendamento com sucesso.

Novas regras para o Seguro Desemprego

Se você possui carteira assinada há mais de 5 anos, pode não entender embora as regras para conseguir o seu benefício mudaram. Pelas novas regras, a requisição do benefício exige mais tempo de serviço, caso seja o primeiro requerimento do Seguro desemprego. Anteriormente, bastava ter trabalhado por 6 meses para ter direito ao benefício.

Pelo novo modelo do Seguro Desemprego, é preciso ter trabalhado por no mínimo 12 meses para pedir o benefício pela primeira vez, 9 meses para pedir o abono trabalhista pela segunda vez, e 6 meses para pedir o benefício da terceira vez em adiante.

Além do mais, mudaram as regras para segunda requisição do Seguro Desemprego 2017, no que diz respeito a quantidade e valor de parcelas, de acordo com recomendado pelo Infográfico abaixo.

Novas regras para o Seguro Desemprego
Novas regras para o Seguro Desemprego

Benefícios do Agendamento Seguro Desemprego

Com o acrescentamento fundamental da tecnologia e o desenvolvimento tecnológico todas os órgãos de atendimento público e privados aprimoram os seus bens para que as indivíduos pudessem ter acesso aos serviços locais prestados da melhor maneira, com isto o agendamento do seguro desemprego, do mesmo jeito que para abrigo de mais vantagens passou a ser realizado do forma tecnológico, para que ser evite tempos de delonga bastante longos em filas gigantescas, evite superlotação nos postos de atendimento, evite o estresse tanto para o empregado local, quanto para os clientes que aguardam o atendimento. Também mais com a crise que estamos passando o número de desempregados apenas amplifica, a implantação deste jeito de atendimento foi benéfica para todos.

Seguro desemprego 2017: Como Pedir o Seguro Desemprego?

2
Seguro desemprego
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

O Seguro desemprego é um auxilio contingente disponibilizado pelo Governo aos trabalhadores que ficam desempregados. Trata-se de uma vantagem de garantia e assistência ao agente e seus dependentes ao longo um tempo provisório. A vantagem apenas válida para trabalhadores que tenham sido demitidos sem justa causa. Você protege essa vantagem da arrecadação do Pasep ou do Pis, que é entrada pelo chefe enquanto ele está executado suas atividades trabalhista, com carteira assinada. O seguro desemprego 2017 conta também com algumas mudanças para torna-lo mais justo para o agente. Confira a seguir:

Seguro Desemprego – Novas regras, como obter, quem possui direito, Tempo e cadastro.

Mudanças do Seguro Desemprego 2017

Essa vantagem vem sendo bastante analisada atualmente, por conta das mudanças nas regras do Seguro Desemprego.

Ao pedir o seguro desemprego ao agente, o SINE – Sistema Nacional de Emprego – já encaminha o agente para vagas de emprego compatíveis com a ofício que o agente exerceu no passando para garantir que ele permaneça desempregado pelo mínimo de tempo possível. Isto é, agora as suas chances de uma nova aplicação no mercado são também maiores, uma vez que além de suas tentativas de recolocação, caso apareça qualquer vaga que você tenha perfil o SINE similarmente será uma aberta de ser devolver no mercado de trabalho.

Seguro desemprego
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Novas Regras Para o Seguro Desemprego 2017

Quem deixar o emprego em 2017 e precisar da ajuda para alimentação, vai obter uma serie de novas regras para o seguro, que são capazes de impedir um tanto a vida de quem procura a vantagem. As principais diferenças que serão sentidas pelo agente serão:

Ao pedir o amparo pela primeira vez, será preciso ter no mínimo 12 meses de carteira assinada consecutivos antes da demissão;
Caso seja a segunda vez que você solicita a vantagem, será preciso no mínimo 9 meses consecutivos de carteira assinada no último emprego para a petição do seguro desemprego;
Caso seja sua terceira requisição do benefício (ou mais), será preciso 6 meses de carteira assinada.
As mudanças acima foram estabelecidas para evitar a adulteração de vantagens, e diminuir o esforço com seguridade trabalhista. No entanto, trabalhadores de empregos sazonais não serão prejudicados, uma vez que depois da segunda requisição da vantagem, a código encontra-se análogo a especificação preliminar.

Seguro Desemprego 2017 – Valor, datas de pagamento e regras do subsídio desemprego
Vale advertir, no entanto, que a vantagem do seguro Desemprego 2017 apenas estará disponível para os trabalhadores que se enquadrem nas regras a seguir:

Tenham sido demitidos sem justa causa;
Não recebam outra vantagem trabalhista associadamente;
Não tenham atividade em agremiação em companhias;
Necessita estar há no mínimo 16 meses sem pedir o seguro;
No caso de trabalhadores rurais, precisam ter adquirido no mínimo 15 meses nos últimos 24 meses.

Quem possui direito ao seguro desemprego 2017

O seguro desemprego 2017 pode ser exigido por qualquer agente que fiquem sem trabalho e que possa ser mandado ainda que sem justa razão, uma vez que ele visa ao agente um subsídio financeiro contingente para que ser recoloque de novo no mercado e para que o desempregado não seja pego desapercebido relacionado ao impacto acessível abrupto por conta do seu desemprego, de forma temporária a vnatagem visa a estabilidade financeira por um tempo de esforço de uma nova ocupação.

Para ter direito a acolher a vantagem é necessário se abranger em no mínimo uma das categorias abaixo:

Ter adquirido por no mínimo 12 meses com certeira assinada para realizar a primeira requisição do seguro desemprego, 9 meses com carteira assinada para pedir pela segunda vez, e 6 meses para pedir pela segunda vez;
Pescador artesanal, ao longo a data da reprodução dos peixes (sem riscos defeso);
Agente que tenha sido há pouco tempo amortizado de regime de trabalho escravo, ou requisito similar;
Agente apurado que esteja com acordo de trabalho alto para atividade de curso de apreciação profissional apresentado pelo chefe encarregado.

Tempo para pedir o seguro desemprego

Na primeira requisição deve-se ter adquirido no tempo de ao menos de 12 meses
Para pedir pela segunda vez precisa ter adquirido por ao menos 9 meses registrados em carteira
Caso seja sua terceira requisição em somente 6 meses registrado em carteira, já pode ser ensejo o requerimento de novo.
Os valores das parcelas são diverso de acordo com o tempo.

Tempo para pedir o seguro desemprego

É fundamental que o agente esteja a par de de que há prazos, uma vez que o seguro desemprego tem um tempo para a petição depois da demissão ou adversidade do trabalho. Confira os prazos a seguir:

Tempo para empregado formal – Entre 7 a 120 dias depois de assinada a demissão;
Tempo para assalariado doméstico – Entre 7 a 90 dias depois de assinada a demissão;
Tempo para pescador Artesas – Até 120 dias depois de o anúncio da interdição da pescaria;
Tempo para trabalhadores resgatados de regime de escravização – até 90 dias depois de da liberação;
Tempo para trabalhadores em Bolsa Qualificação – A qualquer hora, ao longo o tempo de suspensão;

Como pedir o Seguro Desemprego

Para pedir a vantagem você precisa concretizar o agendamento na internet no sistema SAA que é o sistema de atendimento agendado e depois de complementar as informações no site como seus dados pessoais, local que quer atendimento, município e município, você seguira até a tela final de agendamento, no momento em que acabar seu agendamento com sucesso, será efetivada a realização com o local, horário e posto de atendimento que precisa aparecer portando toda a sua papelada particular, acordo de trabalho e carteira de trabalho, depois da atendente realizar a conferencia da sua documentação e estiver dentro dos padrões requisitados será realizado a requisição da vantagem.

É fundamental que antes de aparecer a unidade de atendimento que quer ser acompanhado, faça o agendamento na internet do amparo desemprego, uma vez que como todos os serviços atuais são agendados, você apenas garantira o seu atendimento depois de esta concretização for realizada com sucesso, depois de isto será somente o processamento burocrático de aparecimento, conferencia, requisição e conquista do benefício do seguro desemprego.

Documentos Importantes para pedir o seguro desemprego:

Para pedir o seguro desemprego, depois de o agendamento da vantagem, é preciso aparecer ao posto de atendimento do Ministério do Trabalho na data acertada, portando todos os documentos listados a seguir:

Certidão de identificação com foto (RG, Aptidão, CTPS, 3ª Via do registro militar, etc);
CPF (Cadastro de Pessoa Física);
Carteira de Trabalho (CTPS);
Solicitação do Seguro Desemprego, impresso através do portal Empregador Web;
Documentos comprobatórios do acumulação do FGTS (frequentemente entregues ao agente no hora da demissão);
Termo de Cancelamento do Acordo de Trabalho (TCAT)

Consulta Seguro Desemprego 2017

Depois da petição do amparo, o agente possui a escolha de examinar o valor das parcelas do auxílio desemprego 2017 e as datas de pagamento das mesmas, por intermédio do Portal do Cidadão, da Caixa Econômica Federal.

Para fazer a consulta desemprego, basta seguir estes passos:

Acesse o portal do Cidadão Caixa, clicando nesse link;
Preencha o seu NIS no campo recomendado e a palavra-chave para acessar o Portal Cidadão;
Caso você de modo algum tenha auferido o sistema, clique no tecla “Cadastrar palavra-chave“. FUNDAMENTAL: a palavra-chave usada nesse sistema não é a mesma de sua conta na Caixa Econômica Federal, é uma palavra-chave única, usada especialmente para acessar este portal.
Ao acessar o sistema, clique na guia “Seguro Desemprego” para consultar as parcelas restantes do seu benefício do seguro desemprego.
Como Conseguir o Seguro Desemprego – Como Tirar

A retirada do Seguro Desemprego 2017 é um procedimento bastante breve e simples. Ele pode ser executado nos seguintes pontos:

Caixa eletrônicos da Caixa Econômica;
Atendimento em agências da Caixa;
Lotéricas vinculadas à CEF;
Pontos de atendimento Caixa Aqui.
Para fazer o saque, é preciso que o beneficiado tenha em mãos os seguintes documentos:

Cartão Cidadão;
Senha do cartão cidadão.
No caso do atendimento em agências Caixa, similarmente é possível fazer o saque da vantagem com a sua Carteira de Trabalho (CTPS).
Outra escolha para conseguir o amparo, é recebê-lo de modo direto em conta. Para isto, basta possuir uma poupança na Caixa, ou uma conta Caixa Acessível, e a parcela será creditada automaticamente na sua conta.

Auxílio Desemprego: Conheça algumas mudanças que ocorreram no auxílio desemprego

0
Auxílio Desemprego
Auxílio Desemprego

O auxílio desemprego também muito conhecido como seguro desemprego é um dos benefícios mais importantes voltado ao cidadão trabalhador, através do benefício milhares de cidadão ao serem desligados recebem um ajuda financeira para garantir o seu sustento temporariamente.

O benefício é concedido somente para os trabalhadores formais que ser enquadram nos requisitos de participação do programa, sendo assim o mesmo garante esse recolhimento através do PASEP/PIS, recolhimento realizado pelo o empregador enquanto o trabalhador estar atuando dentro da empresa.

Conheça algumas mudanças que ocorreram no auxílio desemprego…

O benefício nos últimos tempos trouxe grande repercussão por ter ocorrido diversas mudanças em relação ao recebimento do seguro, agora ao solicitar o seguro desemprego o trabalhador já fica cadastrado no banco de dados do SINE, caso tenha alguma oportunidade que ser encaixe no seu perfil, o mesmo é encaminhado para participar do processo, tendo agora uma oportunidade mais rápida de recolocação no mercado de trabalho.

Conheça as regras em relação ao seguro desemprego…

Quem for mandado embora agora, encontrará uma série de requisitos para receber o auxílio desemprego, as novas regras surgiram a fim de dificultar o processo de aquisição é garantir o benefício somente para as pessoas que é de direito.

Auxílio Desemprego
Auxílio Desemprego

As mudanças ocorreram agora em relação as solicitações, confira a seguir:

  • Para a primeira solicitação do seguro desemprego, é necessário comprovar no mínimo 12 meses trabalhados de carteira assinada, consecutivos a data do desligamento;
  • Para a segunda solicitação do benefício, será necessário que o trabalhador comprove 9 meses trabalhados, também consecutivos a data da demissão;
  • Para a terceira ou mais solicitações do seguro desemprego será necessário que o trabalhador comprove no mínimo 6 meses trabalhados.

Essas mudanças foram estabelecidas para evitar supostas fraudes do benefício, é o mesmo ser concedido somente a quem é de direito, além de reduzir os custos que o Governo Federal estava tendo com a seguridade social.

Só recebe o benefício, os trabalhadores que ser enquadra nas regras a seguir:

  • Trabalhadores demitidos sem justa causa;
  • Precisa estar no mínimo 16 meses sem solicitar o seguro desemprego;
  • Trabalhadores rurais precisam ter trabalhado pelo menos 15 meses aos últimos 24 meses;
  • Não pode ter participação de sociedade em empresa alguma;
  • Não pode estar recebendo outros benefícios trabalhistas.

Quem tem direito ao auxílio desemprego?

O auxílio desemprego pode ser solicitado por qualquer trabalhador brasileiro, que tenha sido demitido sem justa causa, além do trabalhador formal ainda tem as exceções como o trabalhador doméstico, pescador profissional, trabalhadores em condições iguais a escravos e bolsa qualificação.

O auxílio desemprego visa ao trabalhador um auxílio financeiro temporário para que o mesmo consiga manter o seu sustento durante o período de desemprego, tentando amenizar o grande impacto econômico inesperado, dessa forma, o seguro garante uma estabilidade financeira até quer se recoloque novamente no mercado de trabalho.

Prazos para solicitação do auxílio desemprego…

É importante o trabalhador ter ciência de quanto tempo ele tem para realizar a solicitação, confira os prazos a seguir:

  • Trabalhador formal possui de 7 a 120 dias para solicitar o auxílio desemprego, essa data começa a conta a partir do desligamento;
  • Trabalhador doméstico possui de 7 a 90 dias para realizar a solicitação;
  • Pescadores profissionais, possuem até 120 após o período de defeso;
  • Trabalhadores resgatados possuem até 90 dias após o regaste para solicitar o pedido;
  • A única exceção é para bolsa qualificação, pode ser solicitada a qualquer momento.

Documentos Necessários para solicitar o seguro desemprego

Após realizar o agendamento do atendimento é necessário separar toda a documentação abaixo:
Documento de Identificação com foto, tais como CTPS, RG ou habilitação;
CPF – Cadastro de Pessoa Física;
Carteira de Trabalho – CTPS;
Requerimento do seguro desemprego – emitido em duas vias através do portal empregador web;
Levantamento dos depósitos referente ao FGTS;
Termo de rescisão de contrato;
03 últimos contracheques.

Habilitação Seguro Desemprego

2
Habilitação Seguro Desemprego
Habilitação Seguro Desemprego

Habilitação Seguro Desemprego – O seguro desemprego é um benefício garantido é assegurado ao trabalhador brasileiro pela a constituição federal, sendo assim todo o trabalhador formal dispensado sem justa causa atendendo os requisitos de participação do programa, recebe um auxílio financeiro mensal para garantir o seu sustento, o objetivo do programa é amenizar os impactos financeiros causados por conta do desemprego.

Tipos de Seguro Desemprego:

  • Trabalhador formal
  • Trabalhador domestico
  • Pescador profissional
  • Trabalhador em condições de trabalho igual à dos escravos;

Bolsa qualificação

O programa seguro desemprego é assegurado pelo o art.7º dos direitos da constituição federal, o auxilio temporário visa oferecer suporte financeiro para o sustento, nesse período inesperado de desemprego, por mais que o benefício seja temporário, ele ajuda bastante o período inesperado do trabalhador.

Habilitação Seguro Desemprego
Habilitação Seguro Desemprego

Agora todo o trabalhador que for solicitar o seguro desemprego é cadastrado automaticamente no banco de dados do SINE, sendo mais fácil recolocação no mercado de trabalho, pois caso tenha alguma oportunidade de acordo com o perfil do profissional do trabalhador, o mesmo é encaminhado pelo o SINE ao processo.

Habilitação do Seguro Desemprego, como funciona?

O seguro desemprego será habilitado mediante a apresentação da documentação abaixo, confira os documentos necessários para cada classe do seguro:

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA HABILITAR O SEGURO DESEMPREGO

Trabalhador Formal

Empregado Doméstico

Pescador Artesanal

Trabalhador Resgatado

Requerimento do seguro desemprego

Comprovante da inscrição de contribuindo da Previdência, ou cartão do PIS

Formulário de requerimento do Ministério do Trabalho, preenchido e em duas vias

Carteira de trabalho e Previdência Social, anotada por um auditor fiscal do Ministério do Trabalho

Cartão do PIS/PASEP, extrato do cartão cidadão

Rescisão de contrato de trabalho comprovando a demissão sem justa causa

Comprovantes de inscrição no PIS e no Cadastro de Pessoa Física (CPF)

Rescisão do contrato de trabalho

Carteira de trabalho e Previdência Social

Comprovante de pagamento das contribuições e FGTS

Carteira de registro como pescador profissional (RGP) que deve ser emitida pela Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca da Presidência da República com no mínimo 12 de validade

Documento emitido pelo Ministério do Trabalho que comprove que a situação de ter sido resgatado do trabalho forçado

Termo de rescisão do contrato de trabalho quitado

Declaração pessoal de que não possui outra fonte de renda diferente da atividade pesqueira

Comprovante de inscrição de contribuinte individual ou cartão do PIS

Os três últimos contracheques dos três últimos meses de salário antes da demissão

Copia de no mínimo dois comprovantes de venda de pescado, ou comprovante de pagamento do INSS, pelo menos de duas

Documento que comprove os depósitos do FGTS ou levantamento dos depósitos. Também serve um documento judicial (certidão de comissões de conciliação previa)

Comprovante do número de inscrição do trabalhador

Comprovante de residência

Se o pescador opera com embarcação, ele deve apresentar uma cópia do Certificado de Registro da Embarcação

Comprovante de escolaridade

 

Cada classe trabalhista tem uma apresentação documental diferente, é importante ficar atento (a) aos documentos a seguir, pois os mesmos deverão ser apresentados de acordo com a sua classe, pois ser não de nada vai adiantar realizar o agendamento de solicitação do seguro com documentação faltando, somente mediante a documentação completa que é solicitada a entrada, lembrando que após a aquisição e entrada no seguro, o prazo para o primeiro deposito do seguro desemprego é de 30 dias corridas.

Lembrando que o agendamento deve ser realizado no SAA – Sistema de Atendimento Agendado através do www.saa.mte.gov.br, a partir de um rápido preenchimento, será informado os dias e horário disponíveis para a agendamento, o melhor horário de acesso no SAA é no período da noite, quando são disponibilizado novas datas.

Seguro desemprego quem tem direito? Quais são os Tipos de Seguro Desemprego?

2
Seguro desemprego quem tem direito
Seguro desemprego quem tem direito

Todos os trabalhadores formais tem conhecimento que são assegurado pelo o seguro desemprego, em caso de demissão sem justa causa, ser o trabalhador estiver dentro dos requisitos de participação do programa, receber um auxílio financeiro temporariamente até que o mesmo ser recoloque no mercado de trabalho.

O seguro desemprego é um auxilio mensal para aquele trabalhador que perdeu o seu emprego, sem justa causa, até que o mesmo consiga uma nova oportunidade no mercado de trabalho, o Governo implantou o programa com o intuito de assegurar que mesmo com o desemprego o trabalhador conseguira garantir condições dignas de sustento.

Hoje ao solicitar o seguro o trabalhador é cadastrado automaticamente em um banco de dados do SINE, tendo oportunidades compatíveis com o seu perfil profissional o mesmo é convocado para participar do processo seletivo. Aumentando a possibilidade de uma nova recolocação no mercado de trabalho.

Seguro desemprego quem tem direito
Seguro desemprego quem tem direito

Com as mudanças que ocorreram no programa, muitas pessoas ainda tem dúvida de como funciona o seguro desemprego e quais são os requisitos básicos para recebimento.

Entenda um pouco mais…

Como funciona o seguro desemprego?

O seguro desemprego é a principal garantia do trabalhador em caso de desemprego, o auxilio ou seguro desemprego é pago pelo o Governo Federal por meios de diversos recursos adquiridos pelo o FAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador.

Recentemente todas as regras de aquisição do seguro desemprego foram modificadas a fim de criar dificuldade em processo fraudulentos.

Como funciona o pagamento do seguro desemprego?

Só possui direito ao benefício o trabalhador que foi dispensado do emprego sem justa causa, em caso de primeiro emprego além da dispensa é necessário comprovar no mínimo 12 meses trabalhados, na segunda solicitação o tempo de trabalho diminui e o trabalhador precisa comprovar 9 meses trabalhados.

Seguro Desemprego Quem Tem Direito? Tire Suas Dúvidas Aqui!

A partir da 3 ou mais solicitações o trabalhador deve comprovar que trabalhou no mínimo 6 meses de carteira assinada, sendo assim ele tem de 7 a 120 dias para efetuar a solicitação de entrada no benefício, após a solicitação, 30 dias depois é depositado a primeira parcela do benefício.

Tipos de Seguro Desemprego

Para adquirir o seguro existem 5 modalidades diferentes de seguro desemprego que são legíveis a solicitação, entre elas o trabalhador formal, trabalhador doméstico, pescador artesanal profissional, empregado resgatado ou bolsa qualificação, entenda cada um deles a seguir:

  • Seguro desemprego trabalhador formal, é um dos mais comuns, pois trabalhador formal é aquele que trabalha de carteira assinada e foi dispensado sem justa causa, estando dentro dos requisitos de solicitação pode solicitar o benefício.
  • O seguro desemprego empregado doméstico é exclusivo para estar categoria, sendo assim ao serem dispensados sem justa causa e tendo o FGTS em dia, o mesmo pode adquirir o seguro;
  • Seguro desemprego pescador profissional, é um seguro que incide somente aos pescadores, por serem proibidos de realizar atividade de pesca na época do defeso;
  • Seguro desemprego empregado resgatado, onde o trabalho é semelhante ao dos escravos, ainda muito existente no Nordeste do pais;
  • O seguro desemprego bolsa qualificação é concedido a todo o trabalhador que participar dos programas de qualificação do Governo Federal.

Agendamento do Seguro Desemprego Online

Para garantir a solicitação de entrada no seu benefício é necessário que você realize o agendamento no SAA – Sistema Atendimento Agendado www.saa.mte.gov.br, será necessário fornecer uma serie de dados para realizar o seu agendamento, após o preenchimento correto, será disponibilizado o dia e horário disponível para agendamento, muita gente reclama do grande congestionamento do site, por conta da grande procura pela a aquisição de diversos benefícios sociais, muitas pessoas buscam realizar o agendamento para resolver determinados problemas, o melhor horário para realizar o agendamento é no período da noite, horário que as vagas são disponibilizadas no SAA.

Vale lembrar, a importância que o agendamento possui em todo esse processo, pois sem o mesmo não será possível solicitar a entrada no seu benefício.


Seguro Desemprego Quem Tem Direito? Tire Suas Dúvidas Aqui!

1
Seguro desemprego quem tem direito
Seguro desemprego quem tem direito

O seguro desemprego é um benefício concedido pelo o Governo Federal que busca auxiliar ao trabalhador financeiramente de maneira temporária, a qual o mesmo perdeu o emprego, sendo demitido sem justa causa, até que o mesmo (a) consiga uma nova recolocação no mercado de trabalho. O Governo Federal implantou o benefício visando oferecer dignas condições de sustento, onde o desemprego não afete diretamente a família.

Quando é solicitado o seguro, o atendente procura dentro do sistema online, se há algum trabalho cadastrado no SINE compatível com o perfil do trabalhador, tendo a possibilidade do mesmo voltar imediatamente ao mercado de trabalho.

Com as mudanças que ocorreram no programa, muitas pessoas tem dúvidas em relação ao benefício, pensando em sana-las continue lendo o texto a seguir:

A primeira dúvida mais comum é em relação a quem tem direito ao seguro desemprego?

Todo o empregado doméstico ou trabalhador formal que venha ser dispensado do seu trabalho sem justa causa, o mesmo não pode estar recebendo nenhum outro tipo de benefício social e previdenciário, tendo como exceção somente pensão por morte ou auxilio acidente, o beneficiário também não podem ter outro tipo de renda que garanta o sustento familiar.

Seguro desemprego quem tem direito
Seguro desemprego quem tem direito

Trabalhador doméstico – Seguro desemprego

O seguro desemprego para os domésticos funciona da seguinte forma não há exigência de permanência, onde o trabalhador pode somar o tempo de ambos empregos. Sendo assim, ao ser dispensado sem justa causa, o trabalhador doméstico terá de 7 a 90 dias para dar entrada no seguro, onde o mesmo poder solicitar em qualquer agencia da Caixa, Posto de atendimento do SINE ou no próprio MTE.

É importante não esquecer de levar a carteira de trabalho, termo de rescisão de contrato, ser o empregado doméstico comprovar inscrição no programa de contribuição individual o mesmo receberá o benefício por no mínimo 3 meses.

Seguro desemprego – Trabalhador Formal

É considerado trabalhador formal, aqueles que trabalham em empresas privadas em regime de contratação CLT, sendo assim, ao ser dispensado sem justa causa, os mesmos possuem direito a recorrer o seguro desemprego, é concedido o seguro também ser o trabalhador for dispensado das suas atividades para realizar um curso de qualificação custeado pela a empresa, sendo assim o mesmo recebe durante o período de curso o seguro.

Seguro desemprego – Trabalho escravo

O seguro desemprego também é concedido a todo o trabalhador que vivem em situação, cujo o trabalho é em condições idênticas a dos escravos, sendo realizado sem registro em carteira de trabalho.

Seguro desemprego – Seguro Defeso

É um seguro especial, concedido ao pescador profissional em época de defeso, onde a pesca é proibida em período de reprodução, sendo assim, o pescador profissional receber o seguro desemprego com o intuito de manter temporariamente o seu sustento até o fim do período defeso.

Desta forma, o pescador profissional não fica desamparado financeiramente para manter o sustento da família, além de incentivar a preservação ambiental, que é super importante para a manutenção das espécies.

Seguro desemprego quem tem direito? Quais são os Tipos de Seguro Desemprego?

O beneficiário recebe o benefício enquanto estar nesta situação, conseguindo uma nova recolocação no mercado de trabalho ou um novo emprego, o seguro defeso é cancelado.

Vale lembrar que para solicitar a aquisição do seguro é preciso realizar o agendamento no sistema SAA – Sistema de Atendimento Agendado, através do portal o trabalhador estar realizando um pré cadastro de aquisição do seu requerimento, sendo assim será possível escolher o dia e o horário disponível para que você comparecer no atendimento e efetive a aquisição do seguro desemprego.

Ao solicitar o seguro desemprego, o beneficiário recebe a primeira parcela do benefício 30 dias depois após a aquisição, sendo assim pode realizar o saque em qualquer agencia da Caixa, casas lotéricas ou postos de atendimento do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), basta apenas estar portando o seu documento original com foto, cartão cidadão e a senha cadastrada para realizar operações com o cartão.

Caso não tenha o cartão cidadão, você pode solicitar o mesmo em qualquer agencia da Caixa Econômica Federal bastar estar portando todos os seus documentos, demora cerca de 30 dias para a aquisição do seu cartão. A facilidade é poder realizar operações e saques a hora que você quiser, além de facilitar o acesso a consulta dos seus benefícios sociais.

Saldo Seguro Desemprego: Como consultar o saldo do seguro desemprego?

0
Saldo Seguro Desemprego
Saldo Seguro Desemprego

O seguro desemprego é um dos benefícios mais importantes do país, principalmente no atual cenário de crise que vivemos hoje, o benefício trata-se de um seguro temporário que promete assegurar o trabalhador que foi recentemente demitido, enquanto o mesmo não consegue uma nova recolocação no mercado de trabalho.

Saldo Seguro Desemprego

Após realizar o requerimento de aquisição do seguro desemprego é necessário que fique ciente de como consultar o saldo do seguro desemprego, é necessário que verifique constantemente para saber ser o valor que é de direito seu vem sendo depositado.

Como consultar o saldo do seguro desemprego

Graça aos avanços da tecnologia, hoje é possível consultar o seguro desemprego de diversas formas, sendo assim os contemplados com o benefício podem consultar online, em qualquer agencia da Caixa ou nas casas lotéricas.

A consulta pela a internet basta acesse o site da Caixa Econômica Federal através do www.caixa.gov.br, preenche todos os dados solicitados, tais como o número do NIS, essa numeração fica na primeira folha da carteira de trabalho, digite a sua senha, ser for o seu primeiro acesso é possível realizar o cadastramento na hora no próprio site.

Com todas informações preenchidas, será possível consultar o saldo do seu benefício.

Saldo Seguro Desemprego
Saldo Seguro Desemprego

Consultar o saldo do seguro desemprego nas agências da Caixa Econômica Federal

Uma das alternativas mais viáveis é consultar o saldo comparecendo a uma agencia mais próxima da sua residência da Caixa, lá você poderá consultar no autoatendimento ou no atendimento pessoal.

Portanto é necessário estar com o cartão cidadão em mãos para consultar o seu benefício, não esqueça o seu documento de identificação com foto.

Consultar o saldo do seguro desemprego nas casas lotéricas

Por fim, basta comparecer a uma casa lotérica mais próxima a sua residência, junto ao documento de identificação mais o cartão cidadão para realizar a consulta, sendo assim, também será possível realizar o saque do valor.

Após a disponibilidade do benefício, o contemplado (a) possui até 90 dias para realizar o saque do seu seguro desemprego, caso contrário, ser o benefício não for sacado o mesmo retorna para os cofres públicos.

Como realizar o saque do seguro desemprego

O benefício pode ser sacado tanto nas casas lotéricas quanto nas agências da Caixa Econômica Federal, para realizar o saque basta comparecer aos postos de atendimento com o cartão cidadão e com o documento de identificação original com foto.

Caso não tenha o cartão cidadão solicite o mesmo em qualquer agencia da Caixa, o prazo de emissão do mesmo é 30 dias. O cartão cidadão facilita as consultas e saques de diversos benefícios sociais, por isso o quanto antes solicite o seu.

Prazo para dar entrada na solicitação do seguro desemprego

Ser você pretender solicitar o seu seguro é preciso ficar atento ao prazo fornecido de participação do programa, trabalhadores formais possuem o prazo de 7 a 120 dias para dar entrada no programa, que começa a conta a partir da data do desligamento, já os trabalhadores domésticos possuem o prazo de 7 a 90 dias para solicitar o benefício que começa a conta a partir da data da dispensa.

Por isso é extremante importante que os trabalhadores fiquem atento em realizar o agendamento do programa, o agendamento foi criado com o intuito de agilizar o atendimento, os melhores horários para realizar o agendamento no SAA é durante a noite, quando são liberada as disponibilidade de vagas para o dia seguinte.

Para solicitar o seguro desemprego é necessário apresentar a documentação a seguir:

  • Levantamento dos pagamentos do FGTS;
  • Termo de rescisão de contrato de trabalho;
  • Requerimento do seguro desemprego em duas vias;
  • RG – Registro Geral;
  • Carteira de Trabalho;
  • Certidão de Casamento e Nascimento;
  • Comprovante do PIS/PASEP
  • 3 últimos contracheques.

Os documentos acimas são documentos cruciais para dar entrada na solicitação do seguro desemprego, nomeado como CAGED a qual fornecer todas as informações anteriores de onde você trabalhou.

Seguro Desemprego Online: Agendamento Seguro Desemprego e Documentos Necessários

2
Seguro Desemprego Online
Seguro Desemprego Online

Considerando a crise econômica dos últimos tempos, nunca foi tão importante garantir o seguro desemprego, esse benefício teve uma mudança recente na sua formatação, onde desde 2015 ele passou a ser preenchido 100% pelo o empregador, esse medida foi implantada a fim de garantir os direitos do trabalhador, o seguro desemprego online é uma forma de agilizar a concessão do seguro desemprego.

Seguro Desemprego Online

O sistema do seguro desemprego online facilita muito na hora do atendimento, onde os dados do trabalhador já estão inclusos em sistema, o trabalhadores acabam obtendo a facilidade do benefício de forma mais rápida e fácil. Sendo assim, todos ganham com o seguro desemprego online.

O empregador deve acessar o site do MTE é ser cadastrar como gestor, para poder preencher os dados dos seus funcionários, vai ser preciso criar um Login, com o seu E-mail e senha de acesso, é preciso que o empregador solicite a Caixa o certificado digital.

Seguro desemprego online, como habilitar o seu benefício?

Após criação do cadastro, o empregador deverá informar todos os dados pessoais do funcionário desligado, informações a quais ficaram armazenadas no Ministério do Trabalho (MTE), sendo assim, a concessão do benefício ser torna mais rápida, pois quando o trabalhador for dar entrada no seguro os postos de atendimento já estarão com os seus dados pré cadastrados.

Seguro Desemprego Online
Seguro Desemprego Online

Seguro desemprego online (Como encaminhar, quem tem direito, cálculo)

Agendamento Seguro Desemprego Online

Desde 2016 passou a ser requisito o agendamento para o requerimento do seguro desemprego, desse modo automaticamente o trabalhador demitido passar a ter cadastro ativo no SINE, pois todos os sistemas do MTE são interligados.

O agendamento é realizado diretamente no SAA – Sistema Atendimento Agendado através do portal www.saa.mte.gov.br, onde o trabalhador ao entrar deve selecionar o estado e a cidade que deseja agendamento.

Após o preenchimento, automaticamente o trabalhador será encaminhado para pagina de agendamento, onde irá selecionar as informações do dia e horaria que deseja atendimento, após efetivação com sucesso, basta comparecer no dia e horaria agendado munido de toda a documentação do programa para entregar o requerimento.

 

O procedimento é super rápido, além disso o trabalhador já fica cadastrado no banco de dados do SINE e no portal do DATAPREV, isso facilita ao usuário a receber diversos benefícios sociais ligados a Previdência Social.

Além disso, o agendamento reduz o tempo de espera, pois o contribuinte deve aparecer na data e horário agendado, evitando o estresse de enfrentar filas, pois o atendente estará disponível para lhe atender, isso otimiza o tempo tanto do trabalhador quanto do atendente.

O cadastro no SINE possibilita rapidamente um novo emprego, conseguindo de maneira mais rápida uma nova recolocação no mercado de trabalho.

Documentos Necessários para solicitar o seguro desemprego

Você deve ser dirigir a uma delegacia regional do trabalho, no SINE ou em qualquer agencia da Caixa Econômica Federal e apresentar a seguinte documentação:

  • Rescisão do contrato de trabalho;
  • Termo de rescisão de contrato emitido em duas vias;
  • Comunicado de dispensa;
  • Requerimento do Seguro desemprego;
  • Cadastro de Pessoa física;
  • Comprovante de levantamento dos depósitos do FGTS;
  • Carteira de Trabalho;
  • Certidão de Nascimento ou casamento;
  • Comprovante de inscrição PASEP/PIS;
  • 02 últimos contracheques;
  • RG – Registro Geral

É extremamente importante efetuar o agendamento do seu atendimento para garantir a aquisição do seu seguro, vale lembrar que o trabalhador formal possui de 9 a 120 dias para dar entrada no requerimento, o empregado doméstico de 7 a 90 dias para efetuar a solicitação do seu seguro desemprego, após aquisição do mesmo, a primeira parcela do seguro desemprego é liberada 30 dias depois.

O agendamento do seguro desemprego também pode ser realizado pela a internet, lembrando que o melhor horário para efetuar o agendamento é no período da noite onde há a liberação de vagas e o fluxo de pessoas acessando o sistema é menor.

Seguro Desemprego Consulta: Como Consultar Seguro Desemprego?

1

O seguro desemprego é um seguro pago a todo o trabalhador formal que foi demitido sem justa causa, todos os trabalhadores possuem direito a este benefício, desde que tenham trabalhado de carteira assinada e não tenha sido demitido por descumprimento de contrato de trabalho.

Seguro desemprego consulta

Esse benefício é um renda mensal extra para que o trabalhador consiga manter o seu sustento, com essa ajuda financeira o desemprego não afeta diretamente o seu sustento familiar, até que o mesmo consiga o mais breve possível uma recolocação no mercado de trabalho.

Só possui direito ao seguro desemprego, o trabalhador que atender todos os requisitos de participação do programa, o seguro desemprego é mantido com o dinheiro de diversos outros benefícios sociais, outra exceção a qual o seguro é concedido, é para os trabalhadores que precisam ficar suspenso dos seus trabalhos por um tempo para realizar cursos de qualificação profissional oferecido pela a empresa, como o mesmo fica impossibilitado de trabalhar é concedido o seguro, trabalhadores em condições iguais ao trabalho escravo e pescadores profissionais em época de defeso também possuem o direito de solicitar o benefício.

Consultar Seguro Desemprego

Para consultar o seguro desemprego online é necessário que o contribuinte entre no site oficial da Caixa Econômica Federal www.caixa.gov.br, informe o número do seu PIS/PASEP, cadastre a senha de acesso caso não tenha, a mesma é cadastrada no próprio site, em seguida clique em ok.

Ser você não saber o número do seu PIS pode consultar no próprio site da Caixa no link abaixo, clique na opção inscrição e em seguida filiados, é só preencher todos os dados solicitados e clicar na opção consultar. http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/pis/Paginas/default.aspx.

A consulta do seguro desemprego pode ser feita gratuitamente no site do DATAPREV, as informações são gratuitas e estão à disposição dos interessados em saber mais sobre o programa. O serviço é disponibilizado pela a internet, pode ser consultado todos os dias a qualquer hora de onde você estiver, bastar ter em mãos o número do seu PIS/PASEP é algumas informações pessoais.

Consultar Seguro Desemprego

Por diversas mudanças que ocorreram nos últimos tempos e natural que o benefício ainda traga duvidas aos usuários, é preciso entender que para receber o seguro desemprego é preciso ser trabalhador formal e atender os requisitos básicos de recebimento, antes de efetuar a entrada da solicitação é necessário realizar o agendamento no SAA, mais conhecido como Sistema Atendimento Agendado.

No ato da entrada do requerimento, será informado ao trabalhador a quantidade de parcelas e o valor do seguro desemprego que o mesmo terá direito, todos os detalhes em relação a solicitação será avaliada de acordo com o histórico profissional do mesmo, as parcelas serão calculada de acordo com as 3 ultimas medias salariais.

Conheça a tabela do seguro desemprego…

A tabela do seguro desemprego sofre atualização anualmente, com base na tabela e feitos os cálculos direcionado ao benefício.

Média salarial por Faixa

Valor da Parcela

Até R$ 1.151,06

Multiplica-se o salário médio por 0,8

Até R$ 1.151,07 até R$ 1.918,62

O que exceder o valor de R$ 1.151,06 multiplica-se por 0,5 e soma-se ao resultado o valor de R$ 920,85

Acima de R$ 1.918,62

O valor da Parcela será de R$ 1.304,63 invariavelmente.

O saque do seguro desemprego pode ser realizado em qualquer agencia da Caixa Econômica Federal, casas lotéricas ou em unidades de atendimento do Ministério do trabalho, lembrando que para realizar o saque é necessário estar portando o documento original com foto, cartão cidadão e senha cadastrada para realizar operações com o mesmo, caso não tenha ainda o cartão cidadão, aproveite a oportunidade e solicite o mesmo em qualquer agencia da Caixa, demora cerca de 30 dias para a emissão do mesmo.

Ao solicitar a entrada do benefício, somente 30 dias depois a solicitação que será liberada a primeira parcela do seguro desemprego.

Em caso de dúvidas a respeito do seu benefício realize a consulta no site oficial da Caixa www.caixa.gov.br.

Requerimento Seguro Desemprego: Você conhece as novas regras?

1
Requerimento Seguro Desemprego
Requerimento Seguro Desemprego

Com a atual crise que o Brasil tem enfrentado, milhares de trabalhadores foram dispensados sem justa causa, é por isso os benefícios sociais são cada vez mais procurados, para que diante a esse cenário as pessoas consigam manter o sustento, aqui no Brasil o trabalhador demitido sem justa causa, possui direito a receber o seguro desemprego.

Requerimento Seguro Desemprego

O seguro desemprego salario é um benefício mensal concedido temporariamente para que o trabalhador consiga manter o seu sustento diante do desemprego, sendo assim, o mesmo possui a chance de ser recolocar no mercado de trabalho.

Para solicitar o seguro desemprego, o trabalhador precisa seguir todas as instruções a seguir:

Primeiramente o trabalhador vai precisar marca a entrevista no site do Poupatempo através do www.poupatempo.com.br, após realizar o agendamento, será preciso que o empregador realize o preenchimento do formulário online.

Requerimento Seguro Desemprego
Requerimento Seguro Desemprego

Após realizar toda a parte burocrática de agendamento, é necessário que você separe a documentação a seguir:

  • Cartão PASEP/PIS – Extrato atualizado do cartão cidadão;
  • Carteira de Trabalho (CTPS);
  • Rescisão de Contrato de Trabalho devidamente quitado;
  • Documento original de identificação com foto;
  • Os 3 últimos contracheques;
  • Comprovante de escolaridade;
  • Comprovante de Residência;
  • Extrato comprovatório do pagamento do FGTS.

Como Fazer O Requerimento Seguro Desemprego

Depois de separar toda a documentação necessária, o empregado será encaminhado ao posto de atendimento da unidade do poupa tempo, onde deve estar com toda a documentação necessária, o atendente da unidade fará a verificação de todos os documentos, sendo assim, estando tudo ok, o trabalhador já sai com o benefício assegurado.

O seguro desemprego é um benefício concedido pelo o Governo Federal, para todos os trabalhadores formais que foram desligados sem justa causa, sendo assim para manter o sustento temporário é concedido o benefício até uma nova recolocação no mercado de trabalho.

Mudanças das regras do seguro desemprego, entenda um pouco mais…

Atualmente o Governo Federal por conta da crise econômica mudou as regras de vários benefícios sociais, a justificativa do Governo é minimizar os fraudes que tem ocorrido nestes benefícios.

Sendo assim, para receber o seguro desemprego o trabalhador terá que atender os requisitos abaixo:

Para a primeira solicitação do seguro desemprego é necessário ter trabalhado no mínimo 12 meses de maneira consecutivas, sendo assim, todo o trabalhador que tiver menos de um ano de empresa não possuem direito ao seguro;

Para a segunda solicitação do benefício é necessário ter no mínimo 9 meses trabalhados de maneira consecutivas;

Por fim da 3 solicitação em diante é preciso comprovar no mínimo 6 meses trabalhados.

Essas mudanças estão vigentes e devem ser respeitadas pelo o empregador, já as outras regras do programa continuam igual a anterior.

Como receber o seguro desemprego

Para os trabalhadores contemplados no programa é desejam realizar o saque do seu benefício é bem simples e fácil, basta passar em qualquer agencia da Caixa Econômica Federal munido do cartão cidadão e o documento original de identificação com foto.

Sendo assim, o funcionário do autoatendimento Caixa irá lhe atender e dar o seu dinheiro, outra forma de receber o benefício é ir direto no MTE, onde também é possível solicitar o seu direito.

Agendamento do Seguro Desemprego

Devido ao grande avanço tecnológicos, diversos serviços de atendimento hoje precisam ser agendado, sendo assim para solicitar o seguro desemprego é preciso realizar o agendamento do seu atendimento.

Para isso você deve acessar o sistema SAA – Sistema Atendimento Agendado www.saaweb.mte.gov.br.

Será solicitado o preenchimento de algumas informações, tais como nome completo, data de nascimento entre outros dados pessoais, sendo assim, o trabalhador poderá escolher o dia disponível no sistema e horário que deseja ser atendido na unidade de atendimento do poupa tempo ou MTE, vale ressaltar que é extremamente importante estar com todos os documentos para dar entrada no seu benefício.

Nova Lei do Seguro Desemprego: o que mudou, quem tem direito e como sacar?

0
Nova Lei do Seguro Desemprego
Nova Lei do Seguro Desemprego

Recentemente novas mudanças ocorreram em relação ao seguro desemprego, com as novas mudanças ocorridas no programa é natural que comecem a aparecer duvidas ao beneficiários sobre essas alterações, principalmente aos trabalhadores que estão recebendo o benefício pela a primeira vez.

Nova Lei do Seguro Desemprego

O seguro desemprego é um benefício concedido ao trabalhador brasileiro que foi demitido de suas atividades funcionais sem justa causa, é através deste auxilio temporário que o trabalhador vai garantir o sustento familiar, até quer o mesmo consiga ser colocar novamente no mercado de trabalho, o valor visa atender as necessidades básicas do trabalhador, para que o mesmo não ser prejudique com a demissão.

Nova Lei do Seguro Desemprego
Nova Lei do Seguro Desemprego

Conheça as mudanças…

Em primeiro lugar, a primeira grande mudança foi em relação aos prazo do recurso, ficando muito diferente do que era antes, com a mudança os trabalhadores devem ser adequar ao novo padrão de recebimento do seguro desemprego.

Entenda como proceder para ter direito ao seguro desemprego…

  • 1º solicitação do benefício, o trabalhador deve comprovar recebimento de salario nos últimos 12 meses consecutivos ou não a demissão, onde deve estar dentro do limite de 18 meses anterior a dispensa;
  • 2º solicitação do seguro desemprego o trabalhador deve comprovar recebimento de salario nos últimos 9 meses trabalhados sendo eles consecutivos ou não, dentro do limite dos 12 meses;
  • 3º ou mais solicitações do seguro desemprego o trabalhador deve comprovar no mínimo 6 meses trabalhados, subsequentes a data da dispensa.

A nova lei do seguro desemprego entrou em vigor no ano de 2016, mudando também até a quantidade de parcelas que o beneficiário irá receber, sendo assim ao solicitar o benefício pela a primeira vez, o contribuinte possui direito a receber 5 parcelas do seguro desemprego.

 

O seguro desemprego é direito de todo o trabalhador, desde que o mesmo tenha sido demitido sem justa causa, ou seja, todos os trabalhadores formais de iniciativa privada ou trabalhadores domésticos que forem dispensados sem justa causa possuem direto a solicitar o seguro desemprego.

Em outras situações, tais como trabalhadores formais com contrato de trabalho suspenso em participação em curso, onde a qualificação foi oferecida pelo o empregador;

Trabalhadores em situação semelhante à dos escravos, ou seja, que trabalham obrigado foram do regime legal de contração;

Possuem direito a receber o seguro desemprego, trabalhadores formais, onde são proibidos de pescar durante o período de defeso.

Cadastrar Seguro Desemprego

Desde abril a solicitação do seguro desemprego será realizado através da plataforma online do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) www.maisemprego.mte.gov.br, agora o requerimento do seguro será preenchido exclusivamente pela a internet, através do portal empregador web.

Todos os empregadores ao usar o portal empregador web possuem dúvidas de como funciona o novo sistema, o ministério do trabalho e emprego disponibilizou um manual online com todo o passo a passo de como utilizar o portal web. Mostrando como funciona todo o sistema, desde da parte do cadastramento das empresas, até o preenchimento simples do requerimento em lote.

Os requerimentos ficam pronto na hora e você pode entregar e imprimir ao trabalhador, após o preenchimento do requerimento o empregador terá que comparecer a uma posto de atendimento, onde o atendimento será bem mais fácil visto que os seus dados já constam em sistema.

  • Para realizar o cadastramento será necessário que o empregador tenha o certificado digital;
  • Sendo assim, acesse www.maisemprego.mte.gov.br, cadastre-se como gestor;
  • O funcionário responsável pelo o departamento de RH da empresa terá acesso a todas essas funcionalidades;
  • No menu ‘’ requerimento’’ onde o empregador deve clicar na opção cadastrar requerimento, é assim terá acesso ao formulário do seguro desemprego;
  • Ao efetivar o preenchimento com sucesso, vai aparecer uma mensagem informando operação realizada com sucesso, onde vai aparecer a opção imprimir o requerimento.
  • É importante ter esse arquivo salvo em seu computador para futuras transações.

O seguro desemprego é um dos benefícios mais importante aos trabalhadores que foram dispensados sem justa causa, esse benefício é concedido somente para os trabalhadores privadas e empregadas domesticas que ser enquadram nos requisitos de recebimento do programa, sendo assim é concedido aos mesmos esse auxílio financeiro mensal até que o trabalhador consiga ser colocar novamente no mercado de trabalho.

Consulta de Habilitação do Seguro Desemprego Com Passo a Passo

1
Consulta de habilitação do seguro desemprego
Consulta de habilitação do seguro desemprego

Consulta de Habilitação do Seguro Desemprego – O seguro desemprego é um dos benefícios mais importantes voltado ao trabalhador brasileiro, é um benefício financeiro temporário podendo ser concedido ao trabalhador de 3 a 5 parcelas, sendo pagas de maneira consecutivas ou alternadas.

Consulta de Habilitação do Seguro Desemprego

É um benefício que pode ser solicitado por todo o trabalhador formal ou trabalhador doméstico, ou seja, somente os trabalhadores com registro em carteira de trabalho podem receber o benefício, o principal motivo que leva a aquisição do seguro desemprego é a demissão sem justa causa.

Entenda os requisitos de recebimento do seguro desemprego;

  • Demissão sem justa causa;
  • Trabalhador suspenso por participação em curso de qualificação profissional oferecido pela a própria empresa;
  • Pescador profissional em período de defeso, onde a pesca é proibida;
  • Trabalhador em condições de trabalho semelhante à de escravo.
Consulta de habilitação do seguro desemprego
Consulta de habilitação do seguro desemprego

A quantidade de parcelas concedidas pelo o seguro desemprego, vai variar de acordo com a quantidade de meses trabalhados.

Veja como funciona…

  • 3 parcelas do seguro desemprego, para tempo de trabalho de 6 a 11 meses;
  • 4 parcelas do seguro desemprego, para tempo de trabalho de 12 a 23 meses;
  • 5 parcelas do seguro desemprego, para tempo de trabalho maior que 24 meses trabalhados.

Após a solicitação do benefício, o trabalhador ainda fica na dúvida ser o benefício foi aprovado, porém pela a internet é possível verificar como que anda a solicitação do seu seguro desemprego.

Consulta do seguro desemprego Online

Para efetuar a consulta do seu benefício pela a internet, é necessário que o trabalhador tenha o número do PIS em mãos, a numeração pode ser encontrada na primeira folha da carteira de trabalho, ou no cartão cidadão ser possuir, somente com a numeração do seu NIS será possível realizar a consulta do benefício.

A consulta será realizada no site oficial da Caixa www.caixa.gov.br/cidadao/beneficios, e insira a numeração do seu PIS, insira também a sua senha e em seguida clique na opção serviços ao cidadão, ser não possuir a senha do portal no próprio site tenha a opção ‘’ cadastrar senha’’.

Mudanças que ocorrem no seguro desemprego…

As mudanças em relação a solicitação do benefício deixaram muitas dúvidas em diversos cidadãos brasileiros, para entender melhor confira as explicações a seguir:

  • 1ª solicitação do seguro desemprego

O trabalhador pode receber 04 parcelas desde que comprove período de trabalho de 18 a 23 meses trabalhados.

05 parcelas ser for comprovado no mínimo 24 meses trabalhados em registro em carteira de trabalho.

  • 2ª Solicitação do seguro desemprego
  • 04 parcelas sendo comprovado 12 meses trabalhados, ao período da dispensa;
  • 05 parcelas ser o trabalhador comprovar 24 meses registrado em carteira de trabalho;
  • 3ª ou mais solicitações do seguro desemprego

03 parcelas do seguro desemprego, ser o trabalhador comprovar de 06 a 11 meses de trabalho registrado em carteira;

04 parcelas do seguro desemprego, ser o trabalhador comprovar no mínimo 11 meses de trabalho em carteira assinada;

05 parcelas ser o trabalhador comprovar no mínimo 24 meses de carteira assinada.

Tabela do Seguro Desemprego, como funciona?

O cálculo do seguro desemprego é feito em cima da média dos 03 últimos salários do trabalhador, confira a tabela a seguir:

Salário Médio

Valor da Parcela

Salário Mínimo

Salário Mínimo

Menos que R$1.222,77

Multiplica-se salário médio por 0.8 (80%), sendo no mínimo o valor do salário mínimo

Entre R$1.222,78 e R$2.038,15

O que exceder a R$1.222,77 divide-se por 2 e soma-se a R$978,22

Mais que R$2.038,15

R$1.385,91

O seguro desemprego é um benefício concedido somente ao trabalhador formal, ou seja, caso você peça demissão ou venha ser mandado embora com justa causa, não possui direito a receber o benefício, nem seus fundos rescisórios, agora ser for desligado sem justa causa, você receber o seguro desemprego mensalmente de acordo com a quantidade de parcelas destinadas a você.

Redação Empregador Web

INSS do Empregado Doméstico: Tire Suas Dúvidas; É Importante Ficar Atento

1
INSS do Empregado Doméstico
INSS do Empregado Doméstico

Recentemente as empregadas domesticas mudaram toda a sua referência na história trabalhistas, a luta foi durante anos para que a profissão fosse reconhecida e elas pudessem gozar de todos os direitos trabalhistas.

INSS do Empregado Doméstico como funciona?

Agora tendo todos os seus direitos segurados por lei, a empregada doméstica é uma profissão importante como qualquer outra que conta com todos os direitos trabalhistas, incluindo férias, decimo terceiro salário, FGTS, adicional noturno, horas extras, e seguro desemprego em caso de demissão sem justa causa.

Hoje além de todos esses benefícios garantidos o empregador deve fazer recolhimento do INSS da empregada doméstica, para assegurar a mesma em caso de acidente de trabalho, aposentadoria ou afastamento das suas atividades funcionais.

Entenda um pouco mais sobre o INSS do empregado doméstico…

INSS do Empregado Doméstico
INSS do Empregado Doméstico

É importante ficar atento (a) aos informações a seguir:

O empregador que tem empregado doméstico em casa com registro em carteira de trabalho, que é obrigado a declarar anualmente o imposto de renda, tem direito a deduzir em sua declaração do IR, os valores referente ao INSS.

O DIRF é uma declaração feita pelo o empregador, com o intuito de informar à Receita Federal todos os rendimentos pagos ao empregados e os valores referente as contribuições.

Essa declaração precisa ser preenchida e entregue a empregada doméstica caso a mesma tenha sido descontada no ano anterior, dentre esses documentos deve entregar também os recebidos de pagamentos mensais, férias, rescisão e decimo terceiro salário.

INSS do Empregado Doméstico: Como funciona as deduções?

Entenda o passo a passo:

Primeiro passo é baixa o programa ‘’ Dirf ‘’ no próprio site da receita federal www.idg.receita.fazenda.gov.br;
Em seguida baixe no próprio site da Receita o programa Receitanet;

Após baixar o programa DIRF, ao acessa-lo clique na opção ‘’ Nova declaração’’;

Informe o seu CPF (Empregador Pessoa física), o ano do recolhimento e nome em completa, em seguida clique em OK;
Vai aparecer um pequeno questionários, responda de acordo com o seu perfil e clique em ok;

Faça a conferencia do número do seu CPF e clique em OK;

Informe todos os dados pessoais da pessoa que estar fazendo a declaração;

Informe o CPF, nome completo e o código da receita do seu empregado;

Informe todos os valores de rendimento mês a mês;

O sistema é auto explicativo basta seguir todas as orientações.

Como funciona as deduções para a empregador domestico

As deduções do imposto de renda da empregada doméstica devem ser deduzidas conforme regras estabelecidas pela a Receia Federal, o limite de abatimento da contribuição patronal da previdência faz incidência sob a remuneração do empregado doméstico no imposto de renda.

Para que o empregador possa optar pela a dedução referente a contribuição do INSS é importante que os pagamentos mensais do DAE estejam em dia, além disso a dedução é limitado a um CPF por empregador.

 

O empregado doméstico recentemente conquistou diversos direitos trabalhista, a profissão hoje tem reconhecimento no mercado de trabalho, onde o trabalhador consegue gozar de todos os seus benefícios trabalhistas, sendo eles férias, decimo terceiro salário, FGTS, salario maternidade, horas extras, adicional noturno, INSS e até mesmo o seguro desemprego caso a mesma venha ser demitido (a) sem justa causa, além disso a empregada doméstica hoje conta com a contribuição previdenciária por parte do empregador, que assegura a mesma em caso de invalidez, acidente de trabalho, doença ocupacional ou qualquer outro tipo de problema que tenha que afastar o trabalhador de suas atividades funcionais.

Sendo assim, hoje com parte bem diferente da história anterior, o trabalhador doméstico conseguiu conquistar o seu espaço no mercado de trabalho, obtendo hoje todos os seus direitos trabalhistas como qualquer outra profissão.

Pois antigamente, o trabalhador doméstico não tinha nenhuma seguridade perante a lei em relação ao seu trabalho, pois muitas vezes em caso de doença ou acidente de trabalho o trabalhador era dispensado sem qualquer assistência trabalhista por parte da previdência social e do empregador.

Onde o mesmo precisava correr atrás dos seus direitos na justiça do trabalho, que muitas vezes demorava, onde o trabalhador permanecia um tempo muito grande sem assistência financeira a previdenciária por conta do processo burocrático da Lei, hoje qualquer descumprimento perante aos direitos do trabalho é passível a processo, multa e prisão por descumprimento das leis trabalhistas.

INSS Dataprev: Extrato de Pagamento, Auxilio doença e Atendimento ao contribuinte

2
INSS Dataprev
INSS Dataprev

Dataprev significa empresa de tecnologia e informação da previdência social, teve sua origem na década de 70 com os grande bancos de dados, logo de início como o principal cliente o DATAPREV conquistou o INSS, conhecido como o Instituto Nacional do Seguro Social, o DATAPREV oferece até hoje ao INSS o serviço mais amplo de desenvolvimento sofisticado de sistema quando o assunto é armazenar, processar e atualizar todas as informações em tempo real dos contribuintes brasileiros de todo o mundo.

INSS Dataprev: Conheça os benefícios

O DATAPREV hoje tem convênio com mais de 81 instituições financeiras em todo o BRASIL, sendo elas grandes empresas tais como Banco do Brasil, Citibank, Banco Amazonas, Caixa Econômica Federal, Banco Santander e Itaú, onde proporciona aos aposentados e pensionista a aquisição de empréstimos consignados.

O DATAPREV para garantir o bom funcionamento e manter o seus clientes com atendimento satisfatório, conta com mais 3.400 colaboradores parceiros em 3 grandes centros de processo, dividido entre São Paulo, Distrito Federal e Rio de Janeiro, em diversas outras unidades de desenvolvimento de Software localizadas no centro da paraíba, ceara, santa Catarina, rio grande do norte e todas as capitais do Brasil.

INSS Dataprev
INSS Dataprev

Extrato de Pagamento do Dataprev

Os aposentados e pensionistas que precisarem dos seus extratos não precisaram comparecer a agencia do INSS para realizar a solicitação, através do site oficial do Dataprev é possível emitir o extrato de pagamento gratuitamente.

Para isso basta acessar o site oficial www8.dataprev.gov.br, no portal oficial o contribuinte terá que informar o número do benefício, a data de nascimento, CPF e nome completo do beneficiário. A consulta é bem simples, basta apenas informar os dados solicitados corretamente.

Auxilio doença DATAPREV

O auxílio doença é concedido a todo o trabalhador que precisa por alguma razão ser afastar das suas atividades funcionais, sendo assim, o contribuinte passar por uma perícia medica onde é constatado a incapacidade temporária ou não de voltar ao trabalho.

Sendo assim, é necessário que o trabalhador escolha a agencia de atendimento do DATAPREV onde que fazer a perícia medica, o agendamento deve ser realizado pela a internet no próprio portal do dataprev www.dataprev.gov.br, ou ser preferir, pode ligar para central de atendimento 135.

Atendimento ao contribuinte – Dataprev

O contribuinte que deseja qualquer outro tipo de atendimento não sendo pericia medica, pode comparecer a qualquer unidade de atendimento ao dataprev da sua cidade para realizar o seu atendimento ou tirar dúvidas, aos serviços de atendimento agendado, o contribuinte pode acessar www.portal.dataprev.gov.br e procurar a opção de atendimento desejada.

DATAPREV na aposentadoria…

O portal do DATAPREV tem um papel importante na vida do aposentado, seja por idade ou por tempo de serviço, o DATAPREV hoje é uma das empresas mais importantes pois oferece ao INSS em tempo real o acesso ao banco de dados de diversos cidadão brasileiros segurados pelo o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Aos aposentados e pensionistas a carta de pré aposentadoria é enviada ao contribuinte pelo o dataprev através dos correios, um mês antes do aniversário do mesmo.

A carta é encaminhada ao beneficiário após a análise realizada no CNIS – Cadastro Nacional de Informações Sociais, além de manter o beneficiário ciente ao seu direito de aposentadoria, a cartão também informa a relação de documentos necessários que o contribuinte deve apresentar na agencia do INSS, mais o valor de recebimento do benefício.

São muitos brasileiros beneficiados através do DATAPREV, onde o mesmo controla tanto os pedidos de aposentadoria quanto os de auxilio doença. Todos eles podem ser requeridos online para a comodidade do beneficiário através do portal do dataprev www.dataprev.gov.br.

Dataprev NIT

Um dos serviços oferecidos pelo o site do DATAPREV é a inscrição do NIT, para aquelas pessoas que não possuem nem o PIS/PASEP, você pode realizar a sua inscrição de maneira bem simples e fácil para isso basta entrar no site do dataprev www.dataprev.gov.br.

Para isso é necessário que você tenha em mãos o número da sua carteira de trabalho, certidão de casamento ou nascimento e RG, preencha o formulários disponibilizado no portal do DATAPREV, após o preenchimento correto será possível emitir online a numeração do seu NIT.

O dataprev é a empresa que possuem todo o seu histórico no banco de dados é através da mesma que o INSS obtém suas informações trabalhistas e consegue saber ser você possuem direito ou não da aposentadoria pode tempo de serviço.

Como funciona o seguro desemprego: Quem tem direito a receber?

2
Como funciona o seguro desemprego
Como funciona o seguro desemprego

O seguro desemprego surgiu em 1998 é até hoje e uma garantia do trabalhador, muitos trabalhadores ainda não entendem como funciona o seguro desemprego, é quais são os requisitos básicos de recebimento.

Como funciona o seguro desemprego

Quem tem direito?

Tem direito ao seguro desemprego o trabalhador que:

  •  Tiver sido dispensado sem justa causa;
  •  Estiver desempregado, quando do requerimento do benefício;
  • Ter recebido salários de pessoa jurídica ou pessoa física equiparada à jurídica (inscrita no CEI) relativos a:
    • pelo menos 12 (doze) meses nos últimos 18 (dezoito) meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando da primeira solicitação;
    • pelo menos 9 (nove) meses nos últimos 12 (doze) meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando da segunda solicitação; e
    • cada um dos 6 (seis) meses imediatamente anteriores à data de dispensa, quando das demais solicitações;
  •  Não possuir renda própria para o seu sustento e de sua família;
  •  Não estiver recebendo benefício de prestação continuada da Previdência Social, exceto pensão por morte ou auxílio-acidente.

Entenda como funciona o seguro desemprego…

Só tem direito a dar entrada e receber o seguro desemprego o trabalhador formal que for dispensado de suas atividades sem justa causa.

Quem paga o seguro desemprego?

O seguro desemprego é um benefício custeado pelo o Governo Federal, através dos recursos obtidos pelo o FAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador junto ao MTE (Ministério do Trabalho e Emprego).

Como funciona o pagamento referente ao seguro desemprego?

Para que o benefício seja solicitado pela a primeira vez será necessário que o trabalhador comprove recebimento de salario nos últimos 12 meses;

Na segunda solicitação o trabalhador precisará comprovar que recebeu no mínimo 9 meses de salários;

A partir da 3 ou mais solicitações o trabalhador vai precisa comprovar que recebeu salario pelo menos nos últimos 6 meses, vale lembrar, que o trabalhador pode realizar a solicitação do seguro desemprego 120 dias depois de ter sido desligado sem justa causa, o direito referente ao seguro pode ser sacado em qualquer agencia da Caixa com o cartão cidadão e senha do trabalhador.

Como funciona o seguro desemprego
Como funciona o seguro desemprego

O pagamento do seguro desemprego é realizado com base na média dos 3 últimos salários do trabalhador.

Tipos de Seguro desemprego

Hoje existem 5 modalidades distintas de trabalhadores habilitados a receber o seguro desemprego que são:

  • O seguro desemprego formal;
  • Seguro desemprego empregado doméstico;
  • Seguro desemprego pescador artesanal;
  • Seguro desemprego empregado resgatado;
  • Seguro desemprego bolsa qualificação.

Entenda cada um deles…

  • Seguro desemprego formal – é uma das solicitações mais comuns, quando o trabalhador estar exercendo suas funções pelo menos a 9 meses é e demitido sem justa causa, o cálculo é realizado com base na média dos 3 últimos salários do trabalhador, podendo o mesmo receber até 5 parcelas.
  • O Seguro desemprego doméstico é para a classe trabalhista de trabalhadores domésticos, demitido sem justa causa e com o FGTS em dia.
  • Seguro desemprego pescador artesanal – é um seguro concedido aos pescadores profissionais na época de defeso, período destinado a reprodução dos peixes, onde os pescadores estão proibidos de pescar.
  • Seguro desemprego empregado resgatado – concedido a trabalhadores resgatado em condições de trabalho escravo, situação muito comum ainda no Nordeste do país.
  • Seguro bolsa qualificação – é um seguro destinado a todo o trabalhador desempregado que estar realizando um curso de qualificação em alguns dos programas do Governo Federal.

Prazo para dar entrada no seguro desemprego…

Trabalhadores registrados em carteira de trabalho demitidos sem justa causa tem o prazo de 7 a 120 dias para dar entrada no seguro desemprego.

Trabalhadores domésticos dispensando sem justa causa, tem o prazo de 7 a 90 dias para dar entrada no seguro desemprego.

Entenda como dar entrada no seguro desemprego…

Primeiramente é necessário que você realize a separação de toda a documentação a seguir:

  • Carteira de Trabalho (CTPS);
  • Comprovante de Inscrição no PIS/PASEP;
  • Cartão Cidadão;
  • Guia de recolhimento no seguro desemprego SD/CD – 2 vias (verde/marrom);
  • 3 últimos holerites;
  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • Extrato de levantamento do FGTS.

Onde dar entrada no seguro desemprego

Após a etapa mais importante que é separar os documentos, é necessário que o trabalhador realize o agendamento online no SAA. Sistema de Atendimento Agendado www.saaweb.mte.govbr. O atendimento só será realizado perante ao agendamento do seu atendimento, por isso não esqueça de realizar o agendamento no SAA.

Além do agendamento do seguro desemprego é possível agendar outros serviços, tais como emissão do RG, carteira de trabalho, homologação e rescisão de contrato de trabalho entre outros serviços também disponíveis de atendimento pelo o sistema.

No ato da demissão deverá ser preenchido e apresentado pelo empregador no mesmo dia da demissão o formulário do seguro desemprego.

Vale ressaltar o quanto é importante que você realize o agendamento no SAA, para garantir o seu atendimento, pois sem o mesmo não será possível que você dei entrada na solicitação do seguro desemprego, lembrando que no dia é necessário apresentar toda a documentação que é obrigatória.

LEIA TAMBÉM