Agendamento eletrônico de atendimento na Previdência

Agendamento eletrônico de atendimento na Previdência

Agendamento eletrônico de atendimento na Previdência – Uma das utilidades do portal da Previdência Social é a capacidade realizar agendamentos eletrônicos para consultas, perícias médicas e até requisição vantagem do benefício do seguro desemprego. Isto permite que os indivíduos tenha um atendimento especializado e possa combinar com antecedência o seu atendimento, facilitando que a unidade se prepare para o atendimento. [Previdência Social: O que é? Como Funciona? Quem tem direito?]

Agendamento eletrônico de atendimento na Previdência

Isto evita horas de espera, do mesmo jeito que as filas que se propagavam apressadamente em anos anteriores nas agências do INSS. O agendamento eletrônico é grátis, rápido e acessível. Veja a seguir como fazê-lo.

Agendamento Previdência Social

O agendamento eletrônico pode ser realizado no site da Previdência Social, basta acessar http://www.previdencia.gov.br. Na aba de “Serviços do INSS” você encontra o Agendamento como primeira escolha, então basta clicar sobre ele. Na página posterior clique em “Agendar”.

O primeiro passo é a escolha do serviço; é aqui que você define o que irá realizar na agência. Escolha o serviço e digite o código verificador; clique em “Avançar”. A próxima etapa irá se atentar nos seus dados, como CPF, nome, entre outros. Se for preciso você já pode mandar inclusive a cópia dos documentos exigidos para o serviço. Clique em “Avançar” e realize as demais fases, que consistem em selecionar a unidade, horário e data, e certificar a requisição.

Consultar Agendamento Previdência Social

Caso você tenha realizado um agendamento, porém se esqueça do dia ou local, ou quer conseguir qualquer informação, é possível voltar ao sistema para consultar a sua requisição. Faça todos os passos mencionados no primeiro tópico da nossa explicação primeiro, porém em vez de de selecionar o serviço, clique em “Consultar”, logo abaixo de “Protocolo de Requisição”.

Para celebrar a consulta você precisa indicar o CPF, nome e data de nascimento. Tenha em mente que essas deverão ser as mesmas informações do cadastramento. Digite o código verificador e clique em “Avançar”.

Consulta de Perícia Médica Agendada

A consulta de perícia médica agendada do mesmo modo é disponibilizada pela Previdência Social por intermédio do Sistema de Administração de Benefício por Incapacidade, no site https://www2.dataprev.gov.br/sabiweb/consulta/inicio.view#sabiweb. Para efetivar a consulta é necessário confirmar o número do benefício ou requisição, data de nascimento, CPF e nome do pretendente.

Informe o criptografia da imagem e clique em “Verificar”. Dessa maneira você conseguirá analisar todas as perícias médicas que tem agendada, do mesmo jeito que data, horário e local.

Agendamento eletrônico de atendimento na Previdência
Agendamento eletrônico de atendimento na Previdência (Foto: Empregador Web)

Agendamento Eletrônico pela Central de Atendimento do INSS

Outra maneira de agendar serviços em unidades do INSS é pelo telefone, de modo direto pela Central de Atendimento no 135. A Central permite que você faça o agendamento de serviços, basta ter em mãos o número de inscrição da Previdência Social, PIS/PASEP ou NIT, CNPJ ou CPF do empregador, documentos pessoais e número da vantagem. [Habilitação Seguro Desemprego: Como Funciona? Quais são os Tipos de Habilitação?]

Além de agendar serviços, pela Central você pode adquirir informações sobre os serviços da Previdência, calcular o requerimento do auxílio-doença, consultar suas perícias agendadas, informações sobre a situação da sua vantagem, realizar inscrição de colaborador, definir pedido de prorrogação e de reconsideração, do mesmo jeito que mais tipos de cargos. A central funciona de segunda a sábado, das 7h às 22h.

 

 

 

Limite para saque em contas inativas termina na segunda-feira (31)

Limite para saque em contas inativas

Contas inativas quem pode sacar?

Todo trabalhador residente no Brasil ou exterior que pediu demissão ou teve seu contrato de trabalho finalizado por justa causa até 31/12/2015 tem direito ao saque das contas inativas de FGTS, de acordo com a Lei nº 13.446/17.

Termina na próxima segunda-feira (31) o prazo para saque em contas inativas do FGTS. Nesta última semana, os nascidos em todos os meses conseguem fazer o resgate de recursos. A Caixa Econômica Federal ratifica que mais ou menos 5 milhões de trabalhadores até este momento conseguem fazer o saque.

De acordo com a Caixa, já foram pagos mais de R$ 42,8 bilhões, beneficiando 25,3 milhões de trabalhadores. O valor, acertado até o dia 19 de julho, corresponde a 98,33% da soma primeiramente disponível para saque, que era de R$ 43,6 bilhões. Por volta de 88,73% dos trabalhadores, beneficiados pela Lei 13.446/2007, já realizaram o liberação em contas inativas.

Limite para saque em contas inativas
Limite para saque em contas inativas (Foto: Divulgação)

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, adverte que, caso o empregado não retire o saldo existente até a data limite, os saques de contas inativas apenas poderão acontecer dentro das especificações estabelecidas em lei. “A tabela para a retirada facilitada foi um indicador extraordinário, com intenção de incentivar um alívio financeiro aos trabalhadores e a estimulação da economia. Quem perder o tempo, apenas conseguirá fazer saques do FGTS nas situações previstas na legislação”, esclarece o ministro.

Entre as situações previstas em lei para saques fora do tempo estão demissão sem justa causa; aposentadoria; doença grave, no momento em que não houver depósito por 3 anos ininterruptos na conta; e adquirição de casa própria, liquidação ou abatimento ou pagamento de parte das prestações de financiamento habitacional concedido no âmbito do SFH.

Orientação – Para sacar, o agente necessita entregar a carteira de trabalho. A comprovação apenas é básico se a retirada for de mais de R$ 10 mil de uma das contas. No entanto, se houver qualquer abertura no registro das suas informações, ele será capaz de corrigir os dados do sistema.

 

Ministério do Trabalho
Colaboração de Imprensa

[email protected]

Agendamento CTPS Online → Como Emitir a Sua!

Agendamento CTPS Online

Agendamento CTPS Online – A carteira de trabalho é um documento essencial para os brasileiros, especialmente os que estão preste à completar a maioridade. Com ela, o indivíduo conseguirá trabalhar de acordo com o regulamentação das leis trabalhistas, do mesmo jeito que ter acesso as vantagens sociais indicado à categoria trabalhadora, como o seguro desemprego, saque do FGTSFundo de Garantia, saque do PIS ou PASEP, dentre mais. [Agendamento Carteira de Trabalho]

Agendamento CTPS Online

Como maneira de evitar filas nas agências, o Ministério do Trabalho e Emprego habilitou o recurso de agendamento da carteira de trabalho na internet para emissão de carteira de trabalho. O serviço é grátis e pode ser acessado pelo site oficial do MTE. Criamos logo abaixo um pequeno manual para você que quer realizar o agendamento da CTPS pela internet, confira.

Agendamento CTPS Online
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Como realizar o agendamento da carteira de trabalho

O agendamento da carteira de trabalho é um procedimento bastante simples e possível. Deste jeito, qualquer indivíduo pode conseguir realizar o agendamento deste documento que é tão essencial para a camada social trabalhadora. O processamento de agendamento consiste nos seguintes passos abaixo:

A princípio, o indivíduo deverá acessar uma ferramenta chamada Sistema de Atendimento Agendado, igualmente chamado de SAA, do Ministério do Trabalho e Emprego pelo posterior endereço eletrônico:
Na página do Sistema de Atendimento Agendado, o cliente deverá clicar na alternativa “agendar”, situada no menu localizado na parte esquerda.

Leia também: Consulta Habilitação do Seguro Desemprego

Por isso, o indivíduo deverá complementar as seguintes informações:
Estado;
Município;
Posto de atendimento;
Forma de atendimento (que, no caso, será emissão de carteira de trabalho).
O quarto passo consiste no adimplemento de informações pessoais, como:
Cadastro de Pessoa Física;
Data de Nascimento;
Telefone para contato;

Por isso, o cliente deverá selecionar a data de agendamento da emissão da carteira de trabalho. A escolha precisa ser feita em um quadro que está sendo apresentado na tela. Os dias que estiverem na cor branco estão disponíveis para agendamento. Já os que estiverem na cor vermelha são datas indisponíveis, e a cor amarela significa data esgotada. O indivíduo além disso precisa selecionar o horário no qual quer atendimento.

Ao término da escolha da data e horário, o cliente deverá transcrever um código de segurança que está sendo apresentado numa imagem e clicar no tecla “agendar” para acabar o processamento de agendamento da carteira de trabalho.

Agendamento CTPS

Documentos importantes para emissão de carteira de trabalho.

Para emitir a carteira de trabalho, é preciso que o indivíduo esteja portando alguns documentos fundamentais. Eles são essenciais para que o atendente possa aconselhar-se algumas informações antes de inclui-las em seu documento trabalhista. A maior parte das instituições que emitem carteiras de trabalho pedem os seguintes documentos:

Data de Nascimento;
Carteira de Identidade (RG);
Cadastro de Pessoa Física (CPF);
Número do PIS;
Telefone de contato ou telefone celular.

Agendamento de emissão de carteira pelo telefone

É possível do mesmo modo realizar o agendamento da emissão de carteira de trabalho pelo telefone. Para tanto, você conseguirá acionar para o número 158 e selecionar a escolha “agendamento”. Por isso, deverá informar o número do CPF e carteira de identidade. Logo após, deverá selecionar o estado e município que quer emitir a carteira de trabalho.

Descubra como solicitar o benefício INSS auxílio doença

Benefício INSS auxílio doença

Benefício INSS auxílio doença – O Instituto Nacional do Seguro Social é um órgão parceiro da Previdência Social que disponibiliza uma série de vantagens e auxílios aos indivíduos brasileiros que contribuem mensalmente de acordo com seus respectivos salários e afazeres. Uma das principais vantagens do INSS é o de auxílio-doença, que pode ser pedido pela internet e em poucos minutos.

A seguir você adquire mais informações sobre a vantagem e descobre como entender se ele foi aceito ou não, sem necessitar sair de casa.

Benefício INSS auxílio doença

Benefício INSS auxílio doença
Benefício INSS auxílio doença (Foto: Divulgação)

O auxílio doença é uma vantagem atribuído aos segurados da Previdência que sejam incapazes de trabalhar temporariamente por causa de uma enfermidade ou acidente. Pela internet o segurado pode colocar a solicitação de vantagem e fazer a perícia. A requisição precisa estar carimbado e assinado pela empresa onde trabalha e precisa ser mostrado no hora da acerto.

Consulta vantagem INSS auxílio doença

A Previdência Social disponibiliza em seu site a consulta de situação de vantagem que, como o nome já acarreta, serve para que os segurados descubram a situação do seu pedido de benefício, seja ele qual for. Posto isto, no momento em que você pedir o auxílio-doença ou qualquer outra vantagem, conseguirá celebrar a consulta para achar se o pedido foi aceito ou não.

A consulta pode ser realizada por intermédio do site https://www8.dataprev.gov.br/SipaINSS/pages/consit/consitInicio.xhtml, basta que o segurado informe todos os dados de modo correto.

Consulta vantagem concedido INSS

No momento da consulta você pode se encontrar com diversos tipos de categoria. Caso a categoria informe que a vantagem foi autorizado, isso quer dizer que ele foi registrado no sistema e também aguarda para ser analisado. A vatagem terá sido admitido somente no momento em que a categoria aconselhar que ele foi “deferido”, por causa disso fique ligado.

Consulta vantagem INSS extrato

A consulta não gera qualquer forma de extrato, você apenas consulta e fim. Em seguida que você recebe a vantagem pode colocar o Extrato de Pagamentos que servirá para atestar sua renda, já que tem informações sobre a vantagem como o valor acertado e as datas de pagamento. Você pode aconselhar-se o extrato mensalmente e imprimi-lo para preservar um controle sobre o seu benefício.

Resultado perícia INSS auxilio doença

Caso o segurado do INSS deseje entender o resultado de sua perícia do auxílio-doença, conseguirá efetuar a consulta de modo direto no site https://www2.dataprev.gov.br/sabiweb/relatorio/imprimirCRER.view?acao=imprimir CRER. A consulta necessita de que o segurado informe o número do benefício ou requisição, sua data de nascimento, seu nome e CPF. Por fim, basta informar os códigos da imagem e clicar em “Imprimir”.

Consultar vantagem INSS pelo CPF

Na momento de consultar o seu amparo pela internet não se esqueça de informar o CPF, ele é uma das informações mais essenciais e, sem o número você não pode adquirir qualquer forma de informação. A maior parte das consultas disponibilizadas pelo INSS exigem o número do seu CPF, por causa disso constantemente tenha-o em mãos.

Carta de concessão INSS

A carta de concessão é enviada para a casa do segurado que tiver o sua vantagem aprovada, com o objetivo de abordar a maneira de aferição do valor do seu benefício, do mesmo jeito que o banco que fará o pagamento, os dias e demais detalhes. Os segurados precisam aguardar por volta de 20 dias para que a carta chegue e, se depois de este tempo ela não chegar, são capazes de pedi-la pela internet.

O pedido da carta de concessão é realizado pelo site https://meu.inss.gov.br/central/index.html, basta selecionar “Carta de Concessão”, cadastrar uma palavra-chave e realizar o login.

Como dar entrada no Seguro Desemprego e Garantir Seu Benefício

Como dar entrada no Seguro Desemprego

O seguro desemprego é umas das vantagens fundamentais para o mantimento da sociedade trabalhadora recentemente desempregada. Trata-se de um direito assegurado por lei designado aos trabalhadores que foram há pouco tempo demitidos sem justa causa. O seguro desemprego é capaz de sustentar as despesas daquele determinado trabalhador enquanto não é incorporado de novo em um novo emprego. Por causa disso, caso foi dispensado há pouco tempo de seu trabalho, saiba como dar entrada no seguro desemprego neste texto.

Como dar entrada no Seguro Desemprego

Como dar entrada no Seguro Desemprego – Como aconselhar o seguro desemprego

Como dar entrada no Seguro Desemprego
Como dar entrada no Seguro Desemprego

Período para dar entrada no Seguro Desemprego

Se você deseja dar entrada no seu seguro desemprego é fundamental ficar antenado aos prazos que são fornecidos. Trabalhadores em atividades formais possui um tempo de 7 a 120 dias, calculado da data de demissão sem justa causa. Já os trabalhadores de atividades domésticas possui tempo de 7 a 90 dias, contabilizados da data de baixa.

Por causa disso, é preciso que os trabalhadores fiquem atentos, especificamente para realizar o agendamento do seguro desemprego. O agendamento é um processamento gerado para acelerar os atendimentos, porém que acaba funcionando como um impedimento do atendimento. Os melhores horários para o agendamento são a noite, especificamente depois da meia noite, no momento em que são liberadas as datas para o dia posterior.

Documentos para pedir o Seguro Desemprego

Para pedir o recebimento do seguro desemprego é preciso que tenha a papelada em mãos. Esta documentação

  • Carteira de identidade (RG);
  • Carteira de trabalho;
  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • Comprovante de inscrição no PIS/PASEP ou similarmente o cartão cidadão;
  • 3 últimos contracheques dos últimos 3 meses antecedente à demissão;
  • Requisição do seguro desemprego SD/CD nas duas vias;
  • Termo de cancelamento de acordo de trabalho;
  • Documento de verificação do FGTS ou, se desejar, extratos dos depósitos.
  • Além destes documentos, há um essencial para a requisição do seguro desemprego. Denominado CAGED, esse arquivo oferece informações sobre a empresa no qual você prestou serviço. No arquivo é possível ter informações sobre a admissão de indivíduos, controle de demissão e inclusive os indivíduos que estão recebendo o seguro desemprego. Para preservar esse arquivo atualizado, o Governo obriga que no momento em que há casos de demissão, as companhias preencham o certificado digital para comunicar

Dar entrada no seguro desemprego

Com todos os documentos exigidos em mãos, você estará capacitado para dar entrada no seguro desemprego. Antes de ir em qualquer agência do Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS) é necessário que faça o agendamento na internet. Em várias unidades do MTPS é exigido esse técnica antes de dar entrada na vantagem. Por causa disso, é constantemente sugerido ligar para a unidade e se prevenir sobre se é fundamental fazer o agendamento do seguro desemprego na internet.

Regras do seguro desemprego – como dar entrada no seguro desemprego

O serviço de agendamento é um grande facilitador, uma vez que diminui as filas e assegura brevidade no atendimento. Além de permitir entrada no seguro desemprego, o cliente pode preparar agendamento para emissão de carteira profissional ou similarmente a homologação da rescisão do acordo de trabalho, além de outras inúmeras atividades.

Efetuado o agendamento, compareça no dia e horário acertado para realizar a requisição do seguro desemprego. Depois da requisição, somente 30 dias posteriormente receberá o valor da primeira parcela da vantagem do seguro desemprego.

Seguro desemprego 2017: Como Pedir o Seguro Desemprego?

Seguro desemprego

O Seguro desemprego é um auxilio contingente disponibilizado pelo Governo aos trabalhadores que ficam desempregados. Trata-se de uma vantagem de garantia e assistência ao agente e seus dependentes ao longo um tempo provisório. A vantagem apenas válida para trabalhadores que tenham sido demitidos sem justa causa. Você protege essa vantagem da arrecadação do Pasep ou do Pis, que é entrada pelo chefe enquanto ele está executado suas atividades trabalhista, com carteira assinada. O seguro desemprego 2017 conta também com algumas mudanças para torna-lo mais justo para o agente. Confira a seguir:

Seguro Desemprego – Novas regras, como obter, quem possui direito, Tempo e cadastro.

Mudanças do Seguro Desemprego 2017

Essa vantagem vem sendo bastante analisada atualmente, por conta das mudanças nas regras do Seguro Desemprego.

Ao pedir o seguro desemprego ao agente, o SINE – Sistema Nacional de Emprego – já encaminha o agente para vagas de emprego compatíveis com a ofício que o agente exerceu no passando para garantir que ele permaneça desempregado pelo mínimo de tempo possível. Isto é, agora as suas chances de uma nova aplicação no mercado são também maiores, uma vez que além de suas tentativas de recolocação, caso apareça qualquer vaga que você tenha perfil o SINE similarmente será uma aberta de ser devolver no mercado de trabalho.

Seguro desemprego
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Novas Regras Para o Seguro Desemprego 2017

Quem deixar o emprego em 2017 e precisar da ajuda para alimentação, vai obter uma serie de novas regras para o seguro, que são capazes de impedir um tanto a vida de quem procura a vantagem. As principais diferenças que serão sentidas pelo agente serão:

Ao pedir o amparo pela primeira vez, será preciso ter no mínimo 12 meses de carteira assinada consecutivos antes da demissão;
Caso seja a segunda vez que você solicita a vantagem, será preciso no mínimo 9 meses consecutivos de carteira assinada no último emprego para a petição do seguro desemprego;
Caso seja sua terceira requisição do benefício (ou mais), será preciso 6 meses de carteira assinada.
As mudanças acima foram estabelecidas para evitar a adulteração de vantagens, e diminuir o esforço com seguridade trabalhista. No entanto, trabalhadores de empregos sazonais não serão prejudicados, uma vez que depois da segunda requisição da vantagem, a código encontra-se análogo a especificação preliminar.

Seguro Desemprego 2017 – Valor, datas de pagamento e regras do subsídio desemprego
Vale advertir, no entanto, que a vantagem do seguro Desemprego 2017 apenas estará disponível para os trabalhadores que se enquadrem nas regras a seguir:

Tenham sido demitidos sem justa causa;
Não recebam outra vantagem trabalhista associadamente;
Não tenham atividade em agremiação em companhias;
Necessita estar há no mínimo 16 meses sem pedir o seguro;
No caso de trabalhadores rurais, precisam ter adquirido no mínimo 15 meses nos últimos 24 meses.

Quem possui direito ao seguro desemprego 2017

O seguro desemprego 2017 pode ser exigido por qualquer agente que fiquem sem trabalho e que possa ser mandado ainda que sem justa razão, uma vez que ele visa ao agente um subsídio financeiro contingente para que ser recoloque de novo no mercado e para que o desempregado não seja pego desapercebido relacionado ao impacto acessível abrupto por conta do seu desemprego, de forma temporária a vnatagem visa a estabilidade financeira por um tempo de esforço de uma nova ocupação.

Para ter direito a acolher a vantagem é necessário se abranger em no mínimo uma das categorias abaixo:

Ter adquirido por no mínimo 12 meses com certeira assinada para realizar a primeira requisição do seguro desemprego, 9 meses com carteira assinada para pedir pela segunda vez, e 6 meses para pedir pela segunda vez;
Pescador artesanal, ao longo a data da reprodução dos peixes (sem riscos defeso);
Agente que tenha sido há pouco tempo amortizado de regime de trabalho escravo, ou requisito similar;
Agente apurado que esteja com acordo de trabalho alto para atividade de curso de apreciação profissional apresentado pelo chefe encarregado.

Tempo para pedir o seguro desemprego

Na primeira requisição deve-se ter adquirido no tempo de ao menos de 12 meses
Para pedir pela segunda vez precisa ter adquirido por ao menos 9 meses registrados em carteira
Caso seja sua terceira requisição em somente 6 meses registrado em carteira, já pode ser ensejo o requerimento de novo.
Os valores das parcelas são diverso de acordo com o tempo.

Tempo para pedir o seguro desemprego

É fundamental que o agente esteja a par de de que há prazos, uma vez que o seguro desemprego tem um tempo para a petição depois da demissão ou adversidade do trabalho. Confira os prazos a seguir:

Tempo para empregado formal – Entre 7 a 120 dias depois de assinada a demissão;
Tempo para assalariado doméstico – Entre 7 a 90 dias depois de assinada a demissão;
Tempo para pescador Artesas – Até 120 dias depois de o anúncio da interdição da pescaria;
Tempo para trabalhadores resgatados de regime de escravização – até 90 dias depois de da liberação;
Tempo para trabalhadores em Bolsa Qualificação – A qualquer hora, ao longo o tempo de suspensão;

Como pedir o Seguro Desemprego

Para pedir a vantagem você precisa concretizar o agendamento na internet no sistema SAA que é o sistema de atendimento agendado e depois de complementar as informações no site como seus dados pessoais, local que quer atendimento, município e município, você seguira até a tela final de agendamento, no momento em que acabar seu agendamento com sucesso, será efetivada a realização com o local, horário e posto de atendimento que precisa aparecer portando toda a sua papelada particular, acordo de trabalho e carteira de trabalho, depois da atendente realizar a conferencia da sua documentação e estiver dentro dos padrões requisitados será realizado a requisição da vantagem.

É fundamental que antes de aparecer a unidade de atendimento que quer ser acompanhado, faça o agendamento na internet do amparo desemprego, uma vez que como todos os serviços atuais são agendados, você apenas garantira o seu atendimento depois de esta concretização for realizada com sucesso, depois de isto será somente o processamento burocrático de aparecimento, conferencia, requisição e conquista do benefício do seguro desemprego.

Documentos Importantes para pedir o seguro desemprego:

Para pedir o seguro desemprego, depois de o agendamento da vantagem, é preciso aparecer ao posto de atendimento do Ministério do Trabalho na data acertada, portando todos os documentos listados a seguir:

Certidão de identificação com foto (RG, Aptidão, CTPS, 3ª Via do registro militar, etc);
CPF (Cadastro de Pessoa Física);
Carteira de Trabalho (CTPS);
Solicitação do Seguro Desemprego, impresso através do portal Empregador Web;
Documentos comprobatórios do acumulação do FGTS (frequentemente entregues ao agente no hora da demissão);
Termo de Cancelamento do Acordo de Trabalho (TCAT)

Consulta Seguro Desemprego 2017

Depois da petição do amparo, o agente possui a escolha de examinar o valor das parcelas do auxílio desemprego 2017 e as datas de pagamento das mesmas, por intermédio do Portal do Cidadão, da Caixa Econômica Federal.

Para fazer a consulta desemprego, basta seguir estes passos:

Acesse o portal do Cidadão Caixa, clicando nesse link;
Preencha o seu NIS no campo recomendado e a palavra-chave para acessar o Portal Cidadão;
Caso você de modo algum tenha auferido o sistema, clique no tecla “Cadastrar palavra-chave“. FUNDAMENTAL: a palavra-chave usada nesse sistema não é a mesma de sua conta na Caixa Econômica Federal, é uma palavra-chave única, usada especialmente para acessar este portal.
Ao acessar o sistema, clique na guia “Seguro Desemprego” para consultar as parcelas restantes do seu benefício do seguro desemprego.
Como Conseguir o Seguro Desemprego – Como Tirar

A retirada do Seguro Desemprego 2017 é um procedimento bastante breve e simples. Ele pode ser executado nos seguintes pontos:

Caixa eletrônicos da Caixa Econômica;
Atendimento em agências da Caixa;
Lotéricas vinculadas à CEF;
Pontos de atendimento Caixa Aqui.
Para fazer o saque, é preciso que o beneficiado tenha em mãos os seguintes documentos:

Cartão Cidadão;
Senha do cartão cidadão.
No caso do atendimento em agências Caixa, similarmente é possível fazer o saque da vantagem com a sua Carteira de Trabalho (CTPS).
Outra escolha para conseguir o amparo, é recebê-lo de modo direto em conta. Para isto, basta possuir uma poupança na Caixa, ou uma conta Caixa Acessível, e a parcela será creditada automaticamente na sua conta.

Requerimento Seguro Desemprego: Você conhece as novas regras?

Requerimento Seguro Desemprego

Com a atual crise que o Brasil tem enfrentado, milhares de trabalhadores foram dispensados sem justa causa, é por isso os benefícios sociais são cada vez mais procurados, para que diante a esse cenário as pessoas consigam manter o sustento, aqui no Brasil o trabalhador demitido sem justa causa, possui direito a receber o seguro desemprego.

Requerimento Seguro Desemprego

O seguro desemprego salario é um benefício mensal concedido temporariamente para que o trabalhador consiga manter o seu sustento diante do desemprego, sendo assim, o mesmo possui a chance de ser recolocar no mercado de trabalho.

Para solicitar o seguro desemprego, o trabalhador precisa seguir todas as instruções a seguir:

Primeiramente o trabalhador vai precisar marca a entrevista no site do Poupatempo através do www.poupatempo.com.br, após realizar o agendamento, será preciso que o empregador realize o preenchimento do formulário online.

Requerimento Seguro Desemprego
Requerimento Seguro Desemprego

Após realizar toda a parte burocrática de agendamento, é necessário que você separe a documentação a seguir:

  • Cartão PASEP/PIS – Extrato atualizado do cartão cidadão;
  • Carteira de Trabalho (CTPS);
  • Rescisão de Contrato de Trabalho devidamente quitado;
  • Documento original de identificação com foto;
  • Os 3 últimos contracheques;
  • Comprovante de escolaridade;
  • Comprovante de Residência;
  • Extrato comprovatório do pagamento do FGTS.

Como Fazer O Requerimento Seguro Desemprego

Depois de separar toda a documentação necessária, o empregado será encaminhado ao posto de atendimento da unidade do poupa tempo, onde deve estar com toda a documentação necessária, o atendente da unidade fará a verificação de todos os documentos, sendo assim, estando tudo ok, o trabalhador já sai com o benefício assegurado.

O seguro desemprego é um benefício concedido pelo o Governo Federal, para todos os trabalhadores formais que foram desligados sem justa causa, sendo assim para manter o sustento temporário é concedido o benefício até uma nova recolocação no mercado de trabalho.

Mudanças das regras do seguro desemprego, entenda um pouco mais…

Atualmente o Governo Federal por conta da crise econômica mudou as regras de vários benefícios sociais, a justificativa do Governo é minimizar os fraudes que tem ocorrido nestes benefícios.

Sendo assim, para receber o seguro desemprego o trabalhador terá que atender os requisitos abaixo:

Para a primeira solicitação do seguro desemprego é necessário ter trabalhado no mínimo 12 meses de maneira consecutivas, sendo assim, todo o trabalhador que tiver menos de um ano de empresa não possuem direito ao seguro;

Para a segunda solicitação do benefício é necessário ter no mínimo 9 meses trabalhados de maneira consecutivas;

Por fim da 3 solicitação em diante é preciso comprovar no mínimo 6 meses trabalhados.

Essas mudanças estão vigentes e devem ser respeitadas pelo o empregador, já as outras regras do programa continuam igual a anterior.

Como receber o seguro desemprego

Para os trabalhadores contemplados no programa é desejam realizar o saque do seu benefício é bem simples e fácil, basta passar em qualquer agencia da Caixa Econômica Federal munido do cartão cidadão e o documento original de identificação com foto.

Sendo assim, o funcionário do autoatendimento Caixa irá lhe atender e dar o seu dinheiro, outra forma de receber o benefício é ir direto no MTE, onde também é possível solicitar o seu direito.

Agendamento do Seguro Desemprego

Devido ao grande avanço tecnológicos, diversos serviços de atendimento hoje precisam ser agendado, sendo assim para solicitar o seguro desemprego é preciso realizar o agendamento do seu atendimento.

Para isso você deve acessar o sistema SAA – Sistema Atendimento Agendado www.saaweb.mte.gov.br.

Será solicitado o preenchimento de algumas informações, tais como nome completo, data de nascimento entre outros dados pessoais, sendo assim, o trabalhador poderá escolher o dia disponível no sistema e horário que deseja ser atendido na unidade de atendimento do poupa tempo ou MTE, vale ressaltar que é extremamente importante estar com todos os documentos para dar entrada no seu benefício.

INSS do Empregado Doméstico: Tire Suas Dúvidas; É Importante Ficar Atento

INSS do Empregado Doméstico

Recentemente as empregadas domesticas mudaram toda a sua referência na história trabalhistas, a luta foi durante anos para que a profissão fosse reconhecida e elas pudessem gozar de todos os direitos trabalhistas.

INSS do Empregado Doméstico como funciona?

Agora tendo todos os seus direitos segurados por lei, a empregada doméstica é uma profissão importante como qualquer outra que conta com todos os direitos trabalhistas, incluindo férias, decimo terceiro salário, FGTS, adicional noturno, horas extras, e seguro desemprego em caso de demissão sem justa causa.

Hoje além de todos esses benefícios garantidos o empregador deve fazer recolhimento do INSS da empregada doméstica, para assegurar a mesma em caso de acidente de trabalho, aposentadoria ou afastamento das suas atividades funcionais.

Entenda um pouco mais sobre o INSS do empregado doméstico…

INSS do Empregado Doméstico
INSS do Empregado Doméstico

É importante ficar atento (a) aos informações a seguir:

O empregador que tem empregado doméstico em casa com registro em carteira de trabalho, que é obrigado a declarar anualmente o imposto de renda, tem direito a deduzir em sua declaração do IR, os valores referente ao INSS.

O DIRF é uma declaração feita pelo o empregador, com o intuito de informar à Receita Federal todos os rendimentos pagos ao empregados e os valores referente as contribuições.

Essa declaração precisa ser preenchida e entregue a empregada doméstica caso a mesma tenha sido descontada no ano anterior, dentre esses documentos deve entregar também os recebidos de pagamentos mensais, férias, rescisão e decimo terceiro salário.

INSS do Empregado Doméstico: Como funciona as deduções?

Entenda o passo a passo:

Primeiro passo é baixa o programa ‘’ Dirf ‘’ no próprio site da receita federal www.idg.receita.fazenda.gov.br;
Em seguida baixe no próprio site da Receita o programa Receitanet;

Após baixar o programa DIRF, ao acessa-lo clique na opção ‘’ Nova declaração’’;

Informe o seu CPF (Empregador Pessoa física), o ano do recolhimento e nome em completa, em seguida clique em OK;
Vai aparecer um pequeno questionários, responda de acordo com o seu perfil e clique em ok;

Faça a conferencia do número do seu CPF e clique em OK;

Informe todos os dados pessoais da pessoa que estar fazendo a declaração;

Informe o CPF, nome completo e o código da receita do seu empregado;

Informe todos os valores de rendimento mês a mês;

O sistema é auto explicativo basta seguir todas as orientações.

Como funciona as deduções para a empregador domestico

As deduções do imposto de renda da empregada doméstica devem ser deduzidas conforme regras estabelecidas pela a Receia Federal, o limite de abatimento da contribuição patronal da previdência faz incidência sob a remuneração do empregado doméstico no imposto de renda.

Para que o empregador possa optar pela a dedução referente a contribuição do INSS é importante que os pagamentos mensais do DAE estejam em dia, além disso a dedução é limitado a um CPF por empregador.

 

O empregado doméstico recentemente conquistou diversos direitos trabalhista, a profissão hoje tem reconhecimento no mercado de trabalho, onde o trabalhador consegue gozar de todos os seus benefícios trabalhistas, sendo eles férias, decimo terceiro salário, FGTS, salario maternidade, horas extras, adicional noturno, INSS e até mesmo o seguro desemprego caso a mesma venha ser demitido (a) sem justa causa, além disso a empregada doméstica hoje conta com a contribuição previdenciária por parte do empregador, que assegura a mesma em caso de invalidez, acidente de trabalho, doença ocupacional ou qualquer outro tipo de problema que tenha que afastar o trabalhador de suas atividades funcionais.

Sendo assim, hoje com parte bem diferente da história anterior, o trabalhador doméstico conseguiu conquistar o seu espaço no mercado de trabalho, obtendo hoje todos os seus direitos trabalhistas como qualquer outra profissão.

Pois antigamente, o trabalhador doméstico não tinha nenhuma seguridade perante a lei em relação ao seu trabalho, pois muitas vezes em caso de doença ou acidente de trabalho o trabalhador era dispensado sem qualquer assistência trabalhista por parte da previdência social e do empregador.

Onde o mesmo precisava correr atrás dos seus direitos na justiça do trabalho, que muitas vezes demorava, onde o trabalhador permanecia um tempo muito grande sem assistência financeira a previdenciária por conta do processo burocrático da Lei, hoje qualquer descumprimento perante aos direitos do trabalho é passível a processo, multa e prisão por descumprimento das leis trabalhistas.

INSS Dataprev: Extrato de Pagamento, Auxilio doença e Atendimento ao contribuinte

INSS Dataprev

Dataprev significa empresa de tecnologia e informação da previdência social, teve sua origem na década de 70 com os grande bancos de dados, logo de início como o principal cliente o DATAPREV conquistou o INSS, conhecido como o Instituto Nacional do Seguro Social, o DATAPREV oferece até hoje ao INSS o serviço mais amplo de desenvolvimento sofisticado de sistema quando o assunto é armazenar, processar e atualizar todas as informações em tempo real dos contribuintes brasileiros de todo o mundo.

INSS Dataprev: Conheça os benefícios

O DATAPREV hoje tem convênio com mais de 81 instituições financeiras em todo o BRASIL, sendo elas grandes empresas tais como Banco do Brasil, Citibank, Banco Amazonas, Caixa Econômica Federal, Banco Santander e Itaú, onde proporciona aos aposentados e pensionista a aquisição de empréstimos consignados.

O DATAPREV para garantir o bom funcionamento e manter o seus clientes com atendimento satisfatório, conta com mais 3.400 colaboradores parceiros em 3 grandes centros de processo, dividido entre São Paulo, Distrito Federal e Rio de Janeiro, em diversas outras unidades de desenvolvimento de Software localizadas no centro da paraíba, ceara, santa Catarina, rio grande do norte e todas as capitais do Brasil.

INSS Dataprev
INSS Dataprev

Extrato de Pagamento do Dataprev

Os aposentados e pensionistas que precisarem dos seus extratos não precisaram comparecer a agencia do INSS para realizar a solicitação, através do site oficial do Dataprev é possível emitir o extrato de pagamento gratuitamente.

Para isso basta acessar o site oficial www8.dataprev.gov.br, no portal oficial o contribuinte terá que informar o número do benefício, a data de nascimento, CPF e nome completo do beneficiário. A consulta é bem simples, basta apenas informar os dados solicitados corretamente.

Auxilio doença DATAPREV

O auxílio doença é concedido a todo o trabalhador que precisa por alguma razão ser afastar das suas atividades funcionais, sendo assim, o contribuinte passar por uma perícia medica onde é constatado a incapacidade temporária ou não de voltar ao trabalho.

Sendo assim, é necessário que o trabalhador escolha a agencia de atendimento do DATAPREV onde que fazer a perícia medica, o agendamento deve ser realizado pela a internet no próprio portal do dataprev www.dataprev.gov.br, ou ser preferir, pode ligar para central de atendimento 135.

Atendimento ao contribuinte – Dataprev

O contribuinte que deseja qualquer outro tipo de atendimento não sendo pericia medica, pode comparecer a qualquer unidade de atendimento ao dataprev da sua cidade para realizar o seu atendimento ou tirar dúvidas, aos serviços de atendimento agendado, o contribuinte pode acessar www.portal.dataprev.gov.br e procurar a opção de atendimento desejada.

DATAPREV na aposentadoria…

O portal do DATAPREV tem um papel importante na vida do aposentado, seja por idade ou por tempo de serviço, o DATAPREV hoje é uma das empresas mais importantes pois oferece ao INSS em tempo real o acesso ao banco de dados de diversos cidadão brasileiros segurados pelo o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Aos aposentados e pensionistas a carta de pré aposentadoria é enviada ao contribuinte pelo o dataprev através dos correios, um mês antes do aniversário do mesmo.

A carta é encaminhada ao beneficiário após a análise realizada no CNIS – Cadastro Nacional de Informações Sociais, além de manter o beneficiário ciente ao seu direito de aposentadoria, a cartão também informa a relação de documentos necessários que o contribuinte deve apresentar na agencia do INSS, mais o valor de recebimento do benefício.

São muitos brasileiros beneficiados através do DATAPREV, onde o mesmo controla tanto os pedidos de aposentadoria quanto os de auxilio doença. Todos eles podem ser requeridos online para a comodidade do beneficiário através do portal do dataprev www.dataprev.gov.br.

Dataprev NIT

Um dos serviços oferecidos pelo o site do DATAPREV é a inscrição do NIT, para aquelas pessoas que não possuem nem o PIS/PASEP, você pode realizar a sua inscrição de maneira bem simples e fácil para isso basta entrar no site do dataprev www.dataprev.gov.br.

Para isso é necessário que você tenha em mãos o número da sua carteira de trabalho, certidão de casamento ou nascimento e RG, preencha o formulários disponibilizado no portal do DATAPREV, após o preenchimento correto será possível emitir online a numeração do seu NIT.

O dataprev é a empresa que possuem todo o seu histórico no banco de dados é através da mesma que o INSS obtém suas informações trabalhistas e consegue saber ser você possuem direito ou não da aposentadoria pode tempo de serviço.

INSS do Empregado Doméstico: Como funciona as deduções?

INSS do Empregado Doméstico

Recentemente as empregadas domesticas mudaram toda a sua referência na história trabalhistas, a luta foi durante anos para que a profissão fosse reconhecida e elas pudessem gozar de todos os direitos trabalhistas.

O empregador deve fazer recolhimento do INSS da empregada doméstica

Agora tendo todos os seus direitos segurados por lei, a empregada doméstica é uma profissão importante como qualquer outra que conta com todos os direitos trabalhistas, incluindo férias, decimo terceiro salário, FGTS, adicional noturno, horas extras, e seguro desemprego em caso de demissão sem justa causa.

Hoje além de todos esses benefícios garantidos o empregador deve fazer recolhimento do INSS da empregada doméstica, para assegurar a mesma em caso de acidente de trabalho, aposentadoria ou afastamento das suas atividades funcionais.

Entenda um pouco mais sobre o INSS do empregado doméstico…

É importante ficar atento (a) aos informações a seguir:

O empregador que tem empregado doméstico em casa com registro em carteira de trabalho, que é obrigado a declarar anualmente o imposto de renda, tem direito a deduzir em sua declaração do IR, os valores referente ao INSS.

O DIRF é uma declaração feita pelo o empregador, com o intuito de informar à Receita Federal todos os rendimentos pagos ao empregados e os valores referente as contribuições.

Essa declaração precisa ser preenchida e entregue a empregada doméstica caso a mesma tenha sido descontada no ano anterior, dentre esses documentos deve entregar também os recebidos de pagamentos mensais, férias, rescisão e decimo terceiro salário.

INSS do Empregado Doméstico
INSS do Empregado Doméstico

Entenda o passo a passo:

Primeiro passo é baixa o programa ‘’ Dirf ‘’ no próprio site da receita federal www.idg.receita.fazenda.gov.br;

Em seguida baixe no próprio site da Receita o programa Receitanet;

Após baixar o programa DIRF, ao acessa-lo clique na opção ‘’ Nova declaração’’;

Informe o seu CPF (Empregador Pessoa física), o ano do recolhimento e nome em completa, em seguida clique em OK;

Vai aparecer um pequeno questionários, responda de acordo com o seu perfil e clique em ok;

  • Faça a conferencia do número do seu CPF e clique em OK;
  • Informe todos os dados pessoais da pessoa que estar fazendo a declaração;
  • Informe o CPF, nome completo e o código da receita do seu empregado;
  • Informe todos os valores de rendimento mês a mês;
  • O sistema é auto explicativo basta seguir todas as orientações.

Como funciona as deduções para a empregador domestico

As deduções do imposto de renda da empregada doméstica devem ser deduzidas conforme regras estabelecidas pela a Receia Federal, o limite de abatimento da contribuição patronal da previdência faz incidência sob a remuneração do empregado doméstico no imposto de renda.

Para que o empregador possa optar pela a dedução referente a contribuição do INSS é importante que os pagamentos mensais do DAE estejam em dia, além disso a dedução é limitado a um CPF por empregador.

O empregado doméstico recentemente conquistou diversos direitos trabalhista, a profissão hoje tem reconhecimento no mercado de trabalho, onde o trabalhador consegue gozar de todos os seus benefícios trabalhistas, sendo eles férias, decimo terceiro salário, FGTS, salario maternidade, horas extras, adicional noturno, INSS e até mesmo o seguro desemprego caso a mesma venha ser demitido (a) sem justa causa, além disso a empregada doméstica hoje conta com a contribuição previdenciária por parte do empregador, que assegura a mesma em caso de invalidez, acidente de trabalho, doença ocupacional ou qualquer outro tipo de problema que tenha que afastar o trabalhador de suas atividades funcionais.

Sendo assim, hoje com parte bem diferente da história anterior, o trabalhador doméstico conseguiu conquistar o seu espaço no mercado de trabalho, obtendo hoje todos os seus direitos trabalhistas como qualquer outra profissão.

Pois antigamente, o trabalhador doméstico não tinha nenhuma seguridade perante a lei em relação ao seu trabalho, pois muitas vezes em caso de doença ou acidente de trabalho o trabalhador era dispensado sem qualquer assistência trabalhista por parte da previdência social e do empregador.

Onde o mesmo precisava correr atrás dos seus direitos na justiça do trabalho, que muitas vezes demorava, onde o trabalhador permanecia um tempo muito grande sem assistência financeira a previdenciária por conta do processo burocrático da Lei, hoje qualquer descumprimento perante aos direitos do trabalho é passível a processo, multa e prisão por descumprimento das leis trabalhistas.